Sexta-feira, 20 de Outubro de 2006
Antigo Retiro do Quebra Bilhas

 Uma dúvida surgida ao prezado Je Mantiendrai n'«O táxi do sr. Casaca...» sobre o palácio do conde de Vimioso e sobre o palacete Beltrão acabou por me remeter para o Retiro do Quebra Bilhas, que é contíguo àquele último.

Quebra Bilhas, Campo Grande, Lisboa (E.Portugal, 1941)
Retiro do Quebra Bilhas, Campo Grande, 1941.

Pelo Olissipo tive notícia há mais ou menos um mês que o velho retiro lisboeta fechara. Estas cousas dão-me pena; e por não andar em cuidados, fugi na altura de pegar no assunto. Depois mais ajudou que, numa rápida vista de olhos no que tinha mais à mão, não houvesse encontrado menções ao Quebra Bilhas no Guia de Portugal ou nas Peregrinações do Norberto de Araújo. Nem mesmo a Angelina Vidal, ao passar pelo Campo Grande na sua Lisboa Antiga e Lisboa Moderna o refere. A Marina Tavares Dias sim, faz-lhe uma breve referência no capítulo das Hortas, no 1.º vol. da Lisboa Desaparecida, mas é coisa de nada.
 O rombo na alma lisboeta pelo fecho da última locanda da Lisboa das hortas é enorme. Tinha o estabelecimento seguramente mais de 200 anos. Era de fins do séc. XVIII (1793?) ou do princípio do séc. XIX; socorro-me do Jornal da Praceta que traz algumas notas históricas e publica inclusive fotografias do Arquivo Fotográfico da C.M.L.. Tinop (Pinto de Carvalho) conta na História do Fado que lá se «fadejava nas noitadas de esperas de toiros»; a Severa cantou lá, e claro que não faltava freguesia fidalga (Vimioso, Castelo Melhor, Avilezes, Lumiares, Galveias, Maniques) naquelas noites de estúrdia e divertimento popular em que se dedilhava e cantava o fado. [Nota.]

Panorâmica sobre o Hospital Júlio de Matos; Lisboa (E.Portugal, 1946)
Panorâmica sobre o Hospital Júlio de Matos, Campo Grande, 1946.

 O Campo Grande foi lugar de feiras de gado e isso já mostrei cá no blogo quando falei no Antão. Os que lá vedes são os camponeses guardando o gado no canto sul do gradeamento do que hoje é a Universidade Lusófona. Quase aposto que alguns deles jantaram no Retiro do Quebra Bilhas.
 Evocando as hortas tendes aqui (acima) uma fotografia das traseiras do Antigo Retiro do Quebra Bilhas quando apenas havia por ali as edificações do Hospital de Júlio de Matos. Estes sítios arrabaldinos eram só de quintas. Típico dos retiros lisboetas era o quintalão; claro que não faltava ao Quebra Bilhas, abrigado por generosos toldos de parreiras e árvores frondosas. No fundo podia ser um telheiro, como o do Caliça na Estrada dos Salgados, onde vemos numa conhecida fotografia de Paulo Guedes um grupo durante o repasto.
 As casas adiante do Quebra Bilhas (em baixo) eram com certeza do início do séc. XIX; foram abaixo por volta de 41. O Quebra Bilhas aguentou-se. Como ainda não ouvi notícia que o fossem deitar abaixo tenho uma réstia de esperança; pode ser que o retiro algum dia reabra rebaptizado como «Antigo Retiro do Quebra Bilhas» conforme vemos nas imagens.
 Mas quando o futuro são cifrões a História acaba por tornar-se um mamarracho...

Campo Grande, lado oriental, Lisboa (E.Portugal,1941)
Campo Grande, lado oriental, Lisboa, 1941.


Fotografias: Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.
[Corrigido em 21/10 às 10 horas. Remissões repostas em 20/VII/14. Revisto em 5/XI/17.]

 



Escrito com Bic Laranja às 21:46
Verbete | Comentar

21 Comentários:
De Bic Laranja a 9 de Novembro de 2006 às 16:04
Ciao!


De Scarlata a 28 de Outubro de 2006 às 20:58
Ola, cai aqui de paraquedas :-)
leio com tristeza noticia do fecho do antigo retiro... passei la uma grandes noitadas.
Dei umas voltas pelo blogue, parabéns é muito fixe. Vou voltar para curiosar mais, agora fiquei um pouco nostalgica.

Ciao


De Bic Laranja a 23 de Outubro de 2006 às 09:39
Obrigado Tron! // É provável, Luar. // Cumpts.


De Luar a 22 de Outubro de 2006 às 20:14
era tão agradável jantar cá fora debaixo das "latadas"... Mais uma memória para fechar na caixa e dentro de uns tempos vamos ter em seu lugar um enorme e feio prédio cheio de escritórios ou então de pessoas que nunca se conhecerão e serão apenas mais um "molho" de gente numa caixa.


De tron a 22 de Outubro de 2006 às 19:57
Cada vez da mais gozo visitar o teu blog que mostra a cidade que nunca deveria de ter sofrido os ataques imobiliários que tem levado


De Bic Laranja a 22 de Outubro de 2006 às 17:06
Quando mais não fosse, reimprimir algumas antigas. Cumpts


De T a 22 de Outubro de 2006 às 16:56
Não é roubo porque são património colectivo:! ;)

A Livraria Municipal conheço e também lá comprei umas coisinhas. Foi uma das excelentes ideias do mandato do Soares (não que eu aprecie o senhor, mas o seu a seu dono). Mas deviam lançar novas edições, até porque a CML tem tipografia própria, bons designers gráficos e obrigações com a história da cidade...


De Bic Laranja a 22 de Outubro de 2006 às 15:46
Grato por mais uma boa sugestão. Cumpts.


De Je Maintiendrai a 22 de Outubro de 2006 às 15:30
A todos os interessados se comunica que há semanas, na boa livraria da CML (junto à casa Xangai e da Versalhes, essas duas instituições), ainda havia umas edições ou restos de edições com interesse. Lá resgatei uns volumes da "Ribeira de Lisboa" de Mestre Castilho e um "Chiado Pitoresco e Elegante" do Mário Costa.


De Bic Laranja a 22 de Outubro de 2006 às 15:29
[Pss! Não diga isso que eu tenho-lhes surripiado estas fotografias todas.] Muito obrigado mais uma vez!


Comentar

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

17
18

20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----