Segunda-feira, 29 de Setembro de 2008
Mais pesado que uma locomotiva

 A inércia deve ser a coisa mais pesada.
 Há-de ter perto dum mês pouco mais ou menos, deduzo que tenha havido um choque na Av. da República por altura da Miguel Bombarda. É por ali, na tira do passeio separadador da avenida que pesa com toda a sua massa densa a inércia. Num pára-choques destroçado lá caído.
 A inércia é a coisa mais pesada e ainda bem. Assim nem o vento moderado a forte ou com rajadas levantará o pára-choques inerte do sítio. Só talvez alguma greve...


Locomotiva descarrilada (greve ferroviária), Portugal, 1919.
Arquivo Fotográfico da C.M.L..


Adenda em 30/9: há coisas que nem de propósito; hoje ao passar na Av. da República vi que a acção não grevista (alegadamen-
te) dalguém removera o destroço do pára-choques que ontem ainda lá jazia. Não acredito porém que tenha sido por ter cá isto escrito sobre o caso.



Escrito com Bic Laranja às 22:10
Verbete | Comentar | Comentários (16)

Domingo, 28 de Setembro de 2008
Mata-borrão

 Este postal do A.C.P. foi-me oferecido pelo meu amigo M. de Monsanto e, à falta de melhor argumento, fui eu que me lembrei de cá pô-lo na rede.
 


Assistência em viagem, [s.l.], fins dos anos 1920. (Ao escorrer da pena, img. 21.)
Foto: Automóvel Club de Portugal [tit. or.: Desempanagem com 'reboque'].


 Este recorte e ampliação duma fotografia de António Passaporte fui eu que fiz para mostrar onde era a Tinturaria do Chile: na esquina da Av. João XXI com a Av. de Roma. O escriba da pena ou copiou mal ou escolheu mal a fonte para copiar.


Av. João XXI, cruzamento com a Av. de RomaLisboa, c. 1953. (Ao (es)correr da pena..., img. 4).
Adaptado dum postal de António Passaporte (prova 
B086532in A.F.C.M.L.)

 Essa em baixo à esq. em que se identifica a sobrevivência duns prédios com mais de 100 anos na Rua José Falcão, 47 (o escriba da pena toma-a pela Av. Almirante Reis) é da srª Dª T. dos Dias que Voam, publicada a propósito duma vista da Penha de França. Essoutra à dir. também, para confronto com a Av. Almirante Reis, 86.

 
(Ao escorrer da pena, img. 6, 7.)

 


Adenda final: este mata-borrão podia continuar pelo postal da Casa da Moeda cujo rebordo denuncia minha manipulação quando havia pouca gente por ali...;  pela vista geral do Arco do Cego digitalizada por mim do Livro de Lisboa; pelo palacete da Av. da República 77 cuja rotação foi trabalho meu sobre a imagem de Paulo Guedes no Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 23:00
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Domingo 28: variedades


Nat King Cole - Nature Boy



Escrito com Bic Laranja às 21:00
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Ao escorrer... dá pena!

 Certa vez, em pequeno, pedi à minha mãe se deixava uns mocinhos lá da rua, meus amigos, irem brincar comigo lá para casa. Ela não se opôs e ao depois que os chamei - logo que entraram - arrependi-me. Eram dos que viam com as mãos como os espanhóis. Mexiam em tudo; desarrumavam os móveis sem pedir; remexiam as coisas lá de casa: - "O que é isto?!" - perguntavam descaradamente enquanto abriam gavetas. Uma desgraça. Nem brinquei nada só por estar de olho neles, de certo modo injustamente - mas na época não o sabia.  
 Não vem isto a propósito de nada senão para me justificar eu de afirmar - não vá a vaidade de o dizer tornar-se rude - que estas fotografias são minhas. Fui eu que as tirei (ainda me incomoda mexerem nas minhas coisas).
 Lá onde as vi vêm sem menção do autor.


Av. dos Estados Unidos da América, Lisboa, 2004. (Ao escorrer da pena, img. 27)


Av. da República, Lisboa, 2006. (Ao escorrer da pena, img. 42)


Av. Fontes Pereira de Melo, Lisboa, 2007. (Ao escorrer da pena, img. 62.)

Palacete Sotto--Mayor (c) 2005
Palacete Sotto-Mayor, Lisboa, 2005. (Ao escorrer da pena, img. 63.)



Escrito com Bic Laranja às 14:06
Verbete | Comentar | Comentários (12)

Igreja de Nossa Senhora de Fátima, prémio Valmor de 1938

 Esgravatando nas colecções do Arquivo Fotográfico da C.M.L..aparecem-me algumas fotografias intrigantes; não se identifica o lugar. De Paulo Guedes, da Lisboa do início do séc. XX, vi já bastantes assim: não se percebe onde era o que se vê retratado. Outras há que nem o fotógrafo se sabe quem foi, embora se reconheça o lugar. Depois há notas curiosas: sobre esta da igreja de Nossa Senhora de Fátima sabe-se curiosamente que foi parar ao arquivo pela mão do prof. Mário Tavares Chicó que organizou o museu da cidade no palácio da Mitra em 1940-42. Quem sabe se foi ele o autor.

Igreja de Nossa Senhora de Fátima, Lisboa, [c. 1938].
Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 13:36
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Sexta-feira, 26 de Setembro de 2008
Da casa que Brás de Albuquerque mandou fazer para o Saramago

« Passando o Arco das Portas do Mar para oriente, depois de dois prédios, encontra-se a célebre Casa dos bicos ou  dos diamantes, que segundo as investigações de Silva Túlio, foi construída pelo ano de 1523 por Afonso de Albuquerque, filho do que foi governador da Índia. A porta principal do palácio parece que era na antiga rua do Albuquerque, e a muralha da cêrca moura foi totalmente arrazada no sítio do palácio para a construção dêste. Em 1755 a propriedade de Francisco Xavier de Melo, chamada dos bicos, tinha de frente 93 palmos e 2/3 (20m,5), e de fundo até à rua do Albuquerque, 96 palmos (21m,12), com loja, sobre-loja e dois andares [Tombo de 1755, Bairro da Ribeira, fl. 9]. Pelo terremoto grande ficou reduzida apenas às lojas e sobre-lojas, como ainda hoje (1939) se conserva.»

A. Vieira da Silva, A Cêrca Moura de Lisboa; Estudo histórico descritivo, 3ª ed., Publicações Culturais da C.M.L., Lisboa, 1987, pp. 123, 124.


Tr. do Bicos, Lisboa (1898-1908)
Travessa dos Bicos, Lisboa, 1898-908.
Fotógrafo não identificado, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 23:05
Verbete | Comentar | Comentários (9)

Quinta-feira, 25 de Setembro de 2008
Síndroma de igualdade de género

 Um dos canais de cabo dá à tardinha, pelo meio da publicidade, uma série com umas mulheres (mãe e filha) cujo ganha-pão é andarem à caça de bandidos. "As caça-recompensas", parece que é - um conceito americano que não entendo muito bem mas também não presto muita atenção... -  É curioso o paradoxo dessa moderna síndroma de igualdade de género que a série destila ao propor heroínas chapadas do modelo viril. Os vilões são todos homens.
 O comportamento viril só nas mulheres produz o Bem; nos homens é mau? É esse o recado subliminar? 



Escrito com Bic Laranja às 19:04
Verbete | Comentar | Comentários (9)

Terça-feira, 23 de Setembro de 2008
O que é energia?

 Hoje ouvi o sr. ministro Pinho sobre as ondas (R.T.P. Jornal da Tarde, 23/9/2008, min. 36):  - "Há quinze anos a ideia de produzir energia a partir do vento parecia uma miragem. Mas a verdade..."


Nau Victoria (In Diário Universal)
No dia 20 de Setembro de 1519, Fernão de Magalhães inicia, a partir do porto espanhol
 de Sevilha, aquela que seria a primeira viagem de circumnavegação do mundo.
(Imagem no Diário Universal)


 
A verdade é que quem se afoita sobre as ondas (do Allgarve à Europe's west coast não é?), com mais ou menos dificuldade poderá vir aprender os princípios da navegação à vela.



Escrito com Bic Laranja às 19:57
Verbete | Comentar | Comentários (19)

Isto é estudo para se levar a sério?

Um estudo de três 'investigadores' da universidade de Aveiro revela... hortugrafia design.
E a falta que lhes faz umas orelhas de burro.

"xplika", por três investigadores sem maiúscula
xplika, por três investigadores sem maiúscula (um com hífen).
Universidade de Aveiro, 2008, in R.T.P., Jornal da Tarde.



Escrito com Bic Laranja às 19:41
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Neptuno

Neptuno, Lg. D. Estefânia, 2004.
Neptuno, Lisboa, 2004.

 Os almeidas da Câmara andaram há dias de roda do tanque do Neptuno. Ficou mai' limpinho e com os repuxos a deitar água. Ora bem!



Escrito com Bic Laranja às 06:55
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Segunda-feira, 22 de Setembro de 2008
Vendo

Lisboa (c) 2004
Lisboa (c) 2004.



Escrito com Bic Laranja às 06:00
Verbete | Comentar | Comentários (20)

Domingo, 21 de Setembro de 2008
Equinócio

Pela altura em que fecha o Verão o sol (da minha sacada) põe-se por esta hora ali por trás do edifício do banco.
Tirado do Tejo tem mais poesia.

Rio Tejo (c) 2005
Silo da Trafaria ao entardecer, Rio Tejo, Set. de 2005.



Escrito com Bic Laranja às 19:15
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Dominó

 O efeito dominó sucintamente explicado à turba por Phill Collins.


Genesis - Domino (In The Glow Of The Night)
Ao vivo em Knebworth, 1992.



Escrito com Bic Laranja às 14:16
Verbete | Comentar

Sábado, 20 de Setembro de 2008
Complicado a valer só o 'c' dos factos

 Lisboa tem agora uma coisa chamada night bus, designação globalmente inteligível do Allgarve à Europe's west coast por todos os meninos da pré-primária socrática que vejam o Nodi na televisão.
 Saúde! Cheers, man!

Rossio de Lisboa, Portugal



Escrito com Bic Laranja às 13:28
Verbete | Comentar | Comentários (13)

Quinta-feira, 18 de Setembro de 2008
Meio-dia e meia à uma e dez

 Hoje à 1h10 da tarde o relógio do quartel de bombeiros da Encarnação dava meio-dia e meia.

Quartel de bombeiros da Encarnação, Lisboa (A.Goulart, s.d.)
Quartel de bombeiros do bairro da Encarnação, Lisboa, [s.d.].
Artur Goulart, in  Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 21:22
Verbete | Comentar | Comentários (25)

Quarta-feira, 17 de Setembro de 2008
Português de ambulância

 Há pedaço passou por mim uma ambulância medicalizavel. (Cuido que se diga medicalizável mas nem acento tinha.) Que diabo quererá dizer medicalizável? Será uma qualidade ou possibilidade de algo se medicalizar, à semelhança de regenerável e regenerar? Se assim for só preciso que me esclareçam o significado de medicalizar para eu regenerar o meu entendimento sobre a medicabilidade (a qualidade ou possibilidade de algo ser medicalizável) da ambulância.
 É claro que num futuro próximo todas as ambulâncias serão mais do que medicalizáveis. Serão medicabilizáveis. Seja lá o que isso for.

Imagem de Steve Beckett's vintage Matchbox.



Escrito com Bic Laranja às 19:18
Verbete | Comentar | Comentários (16)

Terça-feira, 16 de Setembro de 2008
A.I.G. (Grupo Americano de Seguros)

Sopa dos pobres durante a Grande Depressão
Sopa dos pobres durante a Grande Depressão nos E.U.A., anos 30.


Legenda:
 O maior nível de vida do mundo.
 Não há modo como à americana.

Fotografia n'O Lado Negativo do Noticiário Mundial.



Escrito com Bic Laranja às 23:03
Verbete | Comentar | Comentários (10)

Os intocáveis...


Roberto De Niro
Os Intocáveis, de Brian de Palma.



Escrito com Bic Laranja às 18:50
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Segunda-feira, 15 de Setembro de 2008
Muito conveniente

 A Câmara Municipal lembrou-se agora de pôr bandeiras da Coca-Cola nuns paus de bandeira novos lá à roda da estátua.
 

Inaguração do monumento ao Duque de Saldanha, Lisboa (P.Guedes, 1909)

Inauguração do monumento ao duque de Saldanha, Lisboa, 1909.
Paulo Guedes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 21:10
Verbete | Comentar | Comentários (18)

Domingo, 14 de Setembro de 2008
Pela noite dentro

Gira-discos Grundig


Gira-discos em móveis-rádio; álbum dos Carpenters da loja da Amazon.



Escrito com Bic Laranja às 23:59
Verbete

Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
17

18
19
20
21
24

25
26
27
28
29
30


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----