Quarta-feira, 30 de Setembro de 2009
Da representação do Estado
História de Portugal XV (Verbo, 2002) História de Portugal XVI (Ed. Verbo, 2006 ) História de Portugal (Verbo, 2008)

 Os últimos volumes da História de Portugal do prof. Veríssimo Serrão trazem na capa os retratos, em solene pose de Estado, dos presidentes da II República. Se novos volumes se estenderem para cá de Abril, imagino que o estado a que Portugal chegou venha imediatamente a perceber-se nas previsíveis ilustrações de capa. Dispensaria a leitura e, diga-se, em abono da Pátria não se perderá grande História.
 Ora leiam-se lá as imagens...
 
   Mário Soares (Júlio Pomar) Jorge Sampaio (Paula Rego)


(Imagens da
Editorial Verbo e do museu da Presidência)



Escrito com Bic Laranja às 22:19
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Terça-feira, 29 de Setembro de 2009
Jornal de Patópolis

A Patada, Jornal de Patópolis



Escrito com Bic Laranja às 21:31
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Domingo, 27 de Setembro de 2009
Variedades: 'Stardust'


Nat King Cole, Stardust



Escrito com Bic Laranja às 22:41
Verbete | Comentar

Fotografia 'vintage'


Sufragistas. A mulher com o trompete é identificada como Rosa Sanderson.
Publicada por Associações Livres do Dr. X.



Escrito com Bic Laranja às 08:00
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Sábado, 26 de Setembro de 2009
Gasosa com vinho

 Na minha casa, talvez por um princípio de precedência hierárquica, a gasosa era comprada na mercearia das Bitas. A taberna do sr. João estava reservada para o fornecimento de tinto que, aos domingos era do "especial", avalizado pelos adeptos do Vitória que, nos dias em que o clube fazia jus ao nome, transportavam a taça, erguida, Capitão Roby acima, em horda ululante que desembocava no balcão onde o troféu era atestado com o conteúdo do pipo apropriado, rodando depois de mão em mão, a matar a sêde daquelas bocas que não tinham regateado gritos de incentivo ao seu clube nem impropérios ao árbitro. Estas libações eram, por vezes, acompanhadas por algum petisco, obra da D. Rosa, esposa do sr. João e era tal o júbilo que conseguía mesmo alegrar o olhar, usualmente triste, da filha do casal, que faleceu muito nova, por oposição a um garnisé que faleceu muito velho, depois de uma longa reforma passada num poleiro sobre o lavatório de canto, debaixo da vigilância do "Boby", um rafeiro que deve ter enviuvado muito cedo, pois sempre o conheci trajando luto carregado.
A.v.o.

Comentário de Attenti al Gatti em 24 de Setembro de 2009.


Cajoca, Lisboa, 1977

Desfile comemorativo da subida do V.C.L. à III Divisão Nacional de futebol, Picheleira, 1977.
[Ao centro a Cajoca mãe (srª Dª Eugénia, que Deus haja), ao lado o João Pingalim e atrás o Manuel Costa; o Ford Cortina verde azeitona era pertença do David Chitas.]
Cliché do sr. Vieira da Silva, in
De Cabelos em Pé.



Escrito com Bic Laranja às 11:30
Verbete | Comentar | Comentários (24)

Sexta-feira, 25 de Setembro de 2009
Inconfidência

D.G.S. envia alertas SMS de prevenção contra a gripe A
 

Exmos. Srs.,

 O meu nº de telefone XXXXXXXXX é confidencial. Exijo, por conseguinte, que tal seja respeitado e o nº em causa não seja por vós facultado a ninguém, nem que seja a S. Exª o presidente da República. A menos que haja ordem dalgum juiz.
 Faço-vos esta reclamação com manifesto desagrado, por ter começado a receber mensagens da D.G.S. no meu telefone ao abrigo dum acordo entre essa entidade e a Vodafone (
http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1365328). Não me parece legítimo que um vulgar acordo entre a Vodafone e qualquer outra entidade viole a confidencialidade dum nº de telefone particular. Tenho a informar-vos que se tornar a receber mensagens da D.G.S. neste telefone, do teor anunciado no tal acordo ou outras, terei de reavaliar os contratos que tenho convosco.
Cumprimentos,

[Assinante identificado]


(Imagem: D.N..)



Escrito com Bic Laranja às 21:35
Verbete | Comentar | Comentários (6)

A regulação



 O regulador da saúde - nos casos de muita saúde - compete-lhe regulá-la para níveis normais. Isto para evitar que haja quem ande por aí a vender saúde e venha a fazer disso outro negócio pandémico que prejudique o H1N1.
 O regulador da comunicação encarrega-se da divulgação e promoção (marketing) da pandemia certa. Mesmo nos casos importados...
 O Piruças entretanto deve ter reguladas as Companhias de Telefones para, por sms, regular-me para ficar em casa se me sentir engripado. Talvez no futuro me regule para botar o voto certo e me envie uma máscara certificada pelo regulamento da D.G.S. para não deixar de fazê-lo, mesmo se engripado.
 Entretanto os chips as vacinas pandémicas estão a caminho.

(Texto revisto.)



Escrito com Bic Laranja às 16:50
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009
Campo 28 de Maio

CarroParaABola-peq.jpg

Depois de experimentar os transportes públicos, o empreendedor de iniciativas Costa torna todos os dias a casa à pendura, ao fim dum estafante dia de trabalho.

(Foto: Lisboa Desaparecida, vol. 3.)



Escrito com Bic Laranja às 00:30
Verbete | Comentar | Comentários (10)

Terça-feira, 22 de Setembro de 2009
Dia de São Burro contra o Ferrari

É eles a darem-lhe e o burro a fugir. Hoje parece que a corrida foi de Porsche, de Metro e a dar ao pedal. Aqui vos deixo o padroeiro do dia, um burro experimenta design, hoje ausente da corrida por afazeres inadiáveis no jardim de Santos.

Camponês a cavalo num burro, Jardim de Santos, (Ch. Flaviens, c. 1900)
Foto: Charles Chusseau-Flaviens, in George Eastman House. 



Escrito com Bic Laranja às 15:35
Verbete | Comentar | Comentários (10)

Sábado, 19 de Setembro de 2009
Movimento Estaciona no Passeio (*)


Campanha eleitoral: palco com rodas, Saldanha, 2009.
Fotografia:
Quero andar a pé! Posso?

 Uma reclamação ao M.E.P. obteve uma resposta em redondilha maior que quando cantada dá a já costumeira cacofonia democrática:

Com o devido respeito pela sua opinião, gostaria de lhe dizer que o Movimento Esperança Portugal não "estaciona” o autocarro em cima do passeio. O Movimento Esperança Portugal está em campanha eleitoral [...] Considere o nosso autocarro um palco com rodas. É isso mesmo que andamos a fazer e não tem nada a ver com estacionamento.

Rui Nunes da Silva, M.E.P..


(*) Crismado por Carlos Medina Ribeiro.



Escrito com Bic Laranja às 18:57
Verbete | Comentar | Comentários (14)

Sexta-feira, 18 de Setembro de 2009
Gasosa

Gasosa Schweppes (anos 70)

 Há muito tempo era habitual ir à taberna antes do almoço, ou antes do jantar, comprar 1/2 litro de vinho palheto. Nalgumas vezes pedia à minha mãe para trazer uma gasosa. Quando ela entendia que sim dava-me o dinheiro, mas sem contar com o vasilhame, cujo valor, por trato mais antigo que a minha pouca idade entre os meus pais e o taberneiro, era normalmente resolvido com um - "Dê-me também uma gasosa, sr. Alberto, que ao depois venho cá trazer a garrafa".
 Certo dia foi o Beto, o filho mais espigadote do sr. Alberto que me atendeu.
 - O dinheiro não chega.
 - Não chega?! Mas a gasosa não custa... (não me lembro quanto)?
 - Custa, mas não trazes depósito.
 - Pois não. Mas ao depois costumo trazer cá a garrafa.
 O Beto apontou muito satisfeito de si para cima dos pipos de vinho e leu-me sonoramente os dizeres duma tabuleta que eu sempre lá vira mas que até ali nunca houvera entendido:
 - Não se vendem refrigerantes sem vasilhame.
 Mesmo sem saber o significado de vasilhame eu percebi o recado. Quando fosse para comprar gasosas devia ir à taberna do sr. João.

(Fotografia: Estúdio de Horácio de Novaes (1933-1983), in Biblioteca de Arte da F.C.G.)



Escrito com Bic Laranja às 15:57
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Quinta-feira, 17 de Setembro de 2009
Azinhaga da Salgada

Obra a obra Lisboa SOSsobra (soçobra).

Azinhaga da Salgada (c) 2008

Quinta da Salgada (esq.) e Quinta das Conchas (dir.), Marvila, 2008.



Escrito com Bic Laranja às 23:39
Verbete | Comentar | Comentários (7)

Delir

Um verbo deletado.



Escrito com Bic Laranja às 17:22
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Quarta-feira, 16 de Setembro de 2009
Diz que é uma espécie de civilização

 Anteontem, (vi por acaso ontem o resumo, não estava a par) o primeiro ministro de Portugal prestou preito e homenagem a um chocarreiro em directo pela TV e em horário nobre. Com tão baixo controlo de emoções como lhe é conhecido, pôr-se a jeito assim à chacota é no mínimo mau aviso, para não dizer falta de inteligência. Mas descartando o despropósito, não mandaria o protocolo de Estado que fosse antes o chocarreiro a S. Bento? E não mandaria a dignidade do alto cargo, dado o motivo ser chacota, que nem passasse o chocarreiro a soleira da porta? Noutro tempo, é sabido, tinham os grandes senhores bobos na sua corte; hoje, em nome sabe-se lá de quê, mais parece que são os bobos a ter grandes senhores como vassalos (a maledicência pode ir longe). Como longe vai a suserania da comunicação social sobre os governos, mormente quando por agentes lhe bastam uns truões petulantes e sem graça.
 Ontem lá estava também a matrona Ferreira Leite (que lá terá a mesma precedência que o chocarreiro no protocolo de Estado). Dominou-o airosamente e não admira. Se era para fazer pouco, fez ela bem em exigir previamente as perguntas.


General Carmona, Cais das Colunas (H. Novais, anos 40)
Presidente Carmona, Salazar, ministros e chefias militares (antecedidos, julgo, pelo chefe de protocolo), Lisboa, [s.d.].
Fotografia: Estúdio de Horácio de Novaes (1933-1983), in Biblioteca de Arte da F.C.G.



Escrito com Bic Laranja às 18:24
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Terça-feira, 15 de Setembro de 2009
Companhia das Lezírias

Companhia das Lezírias (M.Novaes, s.d.)
Companhia das Lezírias, Ribatejo, [s.d.].
Fotografia: Estúdio de Mário de Novaes (1933-1983), in Biblioteca de Arte da F.C.G.


 Por causa duma garrochada mal calculada no presidente da Câmara aqui há dias, aproveitou a filarmónica do dr. Pedro Lopes para meter um pasodoble nas suas páginas de campanha e tocar para cá. Agradeço-lhe a gentileza, mas manda-me a cortesia dizer-lhe que não se iluda ele com o pasto desta lezíria. É que vai na volta pego no pampilho e não evito encabrestar a manada toda a eito.


(Ajeitado às 11h30 da noite.)



Escrito com Bic Laranja às 17:38
Verbete | Comentar | Comentários (2)

A Folia

 Segundo pude ler, peças de teatro portuguesas da Renascença, incluindo, claro, Gil Vicente, mencionam a Folia como uma dança de pastores e camponeses. E se bem compreendi, apesar da Folia ser muito mais antiga, as primeiras variações sobre o tema vieram a ser publicadas em meado séc. XVII. Contudo na introdução desta peça, Jordi Savall diz-nos que a primeira vez que a melodia aparece registada num manuscrito antigo é num cancioneiro espanhol, anónimo, do final do séc. XV. Trata-se do vilancico Rodrigo Martinez.
 Na peça Jordi Savall e o grupo executam uma bonita variação sobre o tema da primeira Folia conhecida.
 


Jordi Savall, Folia (c. 1490)



Escrito com Bic Laranja às 00:24
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Segunda-feira, 14 de Setembro de 2009
Lully


Euskal barrokensemble - Lully, Marche pour la cérémonie des Turcs



Escrito com Bic Laranja às 23:54
Verbete | Comentar | Comentários (2)

T.G.V. (Tudo Grande Vigarice)

« Só seis empresas de França, Reino Unido e Alemanha estão certificadas para vender carris, material eléctrico e electrónico, carruagens, etc. para o T.G.V.. A Espanha tem três empresas certificadas para as pontes e a infra-
-estrutura [...] Os três grandes da U.E. exportariam para Portugal 65 a 74% dos 5 mil milhões, a Espanha uns 20% e as nossas três mega-empresas 8 a 9%.»

Jack Soifer, «Alta Velocidade», Oje, 20 de Janeiro de 2009.

 A ser realmente assim (e não vejo razão para duvidar), a discussão sobre o T.G.V. anda fora dos carris há muito. Ultimamente chegam a fazer do caso uma contenda entre portugueses e espanhóis. Do que vejo os espanhóis estão a ser levados na intrujice tanto quanto os portugueses. De 2/3 a 3/4 do negócio revertem para um cartel de fornecedores anglo-franco-alemão (quem haveria de ser?). Por mais subsídios que chovam da U.E., logo percebemos aonde haverão de tornar. Em Portugal, o retorno do investimento parece-me mais que duvidoso - quem me desmentir pondere se algum português, tão cioso do seu belo carrinho, irá de T.G.V. de Lisboa ao Porto ou vice-versa, dispondo de duas auto-estradas, do Alfa (mais barato que o T.G.V., certamente) ou do avião (sempre mais rápido).
 Ora do que vejo e ouço destes fanfarrões eleiçoeiros de cá, acicatar os ânimos entre portugueses e espanhóis por causa duma negociata interesseira que aproveita a quem já vimos, não passa, claro, dum ardil de caça ao voto à conta da natureza própria (ultrapassada ou não) de portugueses e castelhanos. Aos do P.S.D. - não duvido - assim que ouçam a campainha do páre-escute-olhe, logo baixarão a cancela para o T.G.V. passar. É uma questão de oportunidade (quisessem resolver verdadeira questão com a Espanha ouvir-se-lhes-ia antes falar de Olivença). Tenho para mim, ao nível em que vai a discussão, que a irresponsabilidade desta espécie de gente chega a ser criminosa. Para melhor juízo disso aqui fica o recorte com a notícia completa.
 

Alfa-Pendular-light.jpg
(Via Caminhos de Ferro de Vale Fumaça.)



Escrito com Bic Laranja às 17:43
Verbete | Comentar | Comentários (12)

Domingo, 13 de Setembro de 2009
Apresentação ao vivo


Genesis, Follow You Follow Me
(Hotel Dorchester, Londres, Setembro de 2000)



Escrito com Bic Laranja às 21:31
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Sábado, 12 de Setembro de 2009
Lampião de cegonha

Candeeiro de cegonha, Abrantes [cópia de A. V. Silva dum modelo de Marinho Antº de Castro para Lisboa em 1780]

Júlio de Castilho, Lisboa Antiga; Bairros Orientais, 2ª ed. revista e ampliada pelo autor e com anotações do Engº Augusto Vieira da Silva, vol. IX, Lisboa, S. Industriais da C.M.L., 1937, p.169.



Escrito com Bic Laranja às 13:03
Verbete | Comentar | Comentários (7)

Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

13
15
17

18
19
20
21
24

25
26
27
28
29
30


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----