Domingo, 31 de Julho de 2011
Esta vida de turista!...

Sol

Vendedor de óculos de sol, Algarve (c) 2009 Algarve. (c) 2009

 Dia de «Sol», o semanário, que não «aquece» muito.
 O Sol na praia, embora fira mais o olho, também não aquece muito. O boletim dava 30º; água do mar a 21º. Nem uma nem outra; a outra pende até mais (menos) para os 18º, quere-me a mim parecer... Por sentir cá doer os ossos ao pôr o pèzinho na água fria do mar. — O esqueleto humano também faz de termómetro, hem! O cérebro dá a temperartura.

Vento

 Esta tarde temos vento. Vento e as mesmas caras da manhã. E umas mais, conhecidas de ontem e de mais atrasado: uma madame e seu acompanhante que (sem nada de mal) não sei bem como qualificar...

Vendedor de panos, Algarve, 2009 Algarve. (c) 2009

 Ontem fez a esta madame compras a todos os os ambulantes que passaram. Óculos, malas, coisas de trajar, o que fosse. Menos os das bolas de Berlim, que não fazem bem o género. No intervalo das compras refastelava-se na cadeirinha e regalava-se com uma fresquinha tirada da geleira. E com umas cigarradas. — Fumar é hoje o que sabemos, é mais condenável do que não separar o lixo, e peço desculpa de o descrever aqui. Sucede que a cena que conto não iria completa sem dizer agora que o cavalheiro em companhia também se regalava ele com umas fartas baforadas dum hipotético havano. — Não se mete o cavalheiro às compras, como a senhora, mas não deixa de meter mão à geleira por uma fresquinha. No mais, é um passivo adorador do Sol. Como todos nós aqui, afinal. Só não acho como o qualificar.
 Enquanto correu esta história o lulu da madame dormiu pacificamente à sombra, ora da geleira, ora da cadeirinha de praia. Se ladrou a algum vendedor não dei notícia. À madame notei-lhe de falar alto nas compras o sotaque. Em certa medida conjuga-se com o cenário, mas esta história não tem que mais se lhe diga. Porém só acaba depois de dizer o qualificativo que me falhava para o acompanhante da madame. Do cavalheiro é justo que refira que se despediu briosamente da praia carregando a geleira, o chapéu de sol e a restante bagagem conforme lhe calhou. Foi disto que me veio o nome.

Praia da Falésia - (c) 2011
Praia da Falésia - (c) 2011

O galego

 A madame abandonou a praia adiante dele exibindo o lulu pela trela.

Algarve, 8 de Julho de 11



Escrito com Bic Laranja às 19:40
Verbete | Comentar

Sábado, 30 de Julho de 2011
Afinal podia dizer-se «cigano»

« Ficou em prisão preventiva o jovem de Évora acusado de cometer assaltos armado de metralhadora, conhecido por Fábio cigano.»
Notícia dita na TVI, citada de cor. Eufemismo dos jornalistas, sublinhado meu.

 

Ciganos, Lisboa (S. Kerner, 1967)
Ciganos, Lisboa, 1967.
Sid Kerner, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 20:11
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Espionagem cor de rosa


A Pantera Cor-de-Rosa - Agente Secreto Cor-de-Rosa.
(F. Freeling, M.G.M., 1965.)



Escrito com Bic Laranja às 12:38
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Sexta-feira, 29 de Julho de 2011
Jardim da Europa

Exposição de Floricultura, Lisboa (M. Novais, 194...)

 Os ecos da civilização estrondeiam hoje (6/VII/2011) uma daquelas murraças de filme americano — Punch!. — Diz ele que Portugal tem os ratings no lixo e ouviu-se a outro que agora é que os bancos portugueses ficam sem fundings. A palradores tão escorreitos em barbarismos não sei que lhe diga por verterem junk em lixo e não em sucata. É gente que já não vai lá, paciência!...
 Ainda menos direi às febris carpideiras tão agravadas da ávida especulação da Moody's a custas dum (des)honrado Estado de pechisbeque. Isto quando há dias andavam todas tão pressurosas, não ao murro, mas à unhada no 13º mês da gente por a contabilidade do Estado aqui ser uma vergonha. Se com isto alguém me ainda demonstrar a vaporosa especulação então pode ser que me desconvença de que o que há aí é, somente, a realidade.

Algarve, 6 de Julho

 


Nota à data de hoje:
 Parece que símiles dos da ensaboadela aos finlandeses ligaram agora a máquina de vender ideias e a municiaram com os inevitávies sabões-macaco Mourinho, Ronaldo e outras exemplares babugens do Portugalinho 74-XXI para apresentar à América a excelência desta real miséria. Ao depois chamam especuladores aos outros.
(Fotografia: Exposição de Floricultura, Lisboa, 194...; estúdio de Mário de Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G..) 



Escrito com Bic Laranja às 21:45
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Uma ansiada perspectiva...

Que hoje, nunca por nunca, será já a mesma coisa.

Panorâmica da torre Norte da Praça do Areeiro, Lisboa (H Novais, c. 1957-58)

Panorâmica sobre o Tejo do cimo da torre Norte da Praça do Areeiro, Lisboa, c. 1957-58.
Estúdio de Horácio de Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G..



Escrito com Bic Laranja às 01:01
Verbete | Comentar | Comentários (21)

Quinta-feira, 28 de Julho de 2011
Publicidade sem rodriguinhos

Quando o uso da linguagem com propriedade era normal.


Anúncio da Sacor, 1959 (In Restos de Colecção) 
Anúncio da Sacor, 1959.
In Restos de Colecção



Escrito com Bic Laranja às 10:15
Verbete | Comentar

Quarta-feira, 27 de Julho de 2011
Chuva no Algarve

De acordo com uma velha fotografia, não que esteja agora a chover.

Estação de Serviço de S. Brás de Alportel (E.N. 2), Algarve (Espólio da Sacor, 195...)
Sacor de S. Brás de Alportel (E.N. 2), Algarve, 195...
Espólio da antiga Sacor, in Blogo de Turismo do Algarve.



Escrito com Bic Laranja às 22:45
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Segunda-feira, 25 de Julho de 2011
Esta vida de turista!...

Preia-mar

Praia da Falésia, Algarve - (c) 2007 (c) 2007

 Com a maré cheia sobeja uma faixa de praia com uns metros no sopé da falésia. Os banhistas alinham-se aí ao longo da praia. Não sei que diga de todos os avisos sobre as arribas poderem desabar quando as condições da praia são mesmo assim. Há muitos anos que são assim.

Franceses

 Quere-me parecer que são os «franceses» os que carregam mais bagulhos para a praia; ele é baldes, pás, colchões, bóias, botes a remos; é costume tudo em  simultâneo...

Espanhóis

 Os espanhóis mal pisam a areia abancam. É gente que gosta de se apinhar à boca da praia.

Perguntas fora de horas (em férias)

— Que horas são, sabes?
— Não. Interessa?

Praia da Falésia - (c) 2008 (c) 2008

 

Algarve, 5/VII/2011



Escrito com Bic Laranja às 22:03
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Sábado, 23 de Julho de 2011
Esta vida de turista!...

Ecos da civilização

 O noticiário encarece muito as novas tarifas do estacionamento em Lisboa (não bastava só por si a odiosa E.M.E.L.?). E não pára de encarecer a barateza e a meteorologia do Algarve. Pois aqui o tempo está fresco e a água não apetece. Se não for por ser cá a Região de Turismo a patrocinar a notícia e o boletim meteorológico, bom... E sobre o estacionamento em Lisboa a quadrilha da E.M.E.L. havia de ir presa. Mesmo como larápios são mais reles do que os arrumadores maltrapilhos. Estes mesmo assim ainda conseguem ganho onde a E.M.E.L. só conta prejuízo. Porque será? Se nem uns nem outros são onerados com o arranjo da calçada, a recolha do lixo ou a lavagem das ruas que exploram...


Rua de Arroios, Lisboa, 2010.

Vila Meira

Vila Meira, Algarve - (c) 2011Vila Meira - (c) 2011

 A Vila Meira foi pintada...
 Houve um Meira certa vez - Meira qualquer coisa - que era vendedor de enciclopédias. Parece que tinha jeito, tanto que chegou a supervisor da zona Sul. Do cimo da escalada arrranjou o xadrez em três subdivisões e deitou a escada a três peões de brega: um fulano, bom vendedor mas uma desgraça a conduzir; uma fulana... e; outro fulano de que me não lembra já nada. Mais tarde ouvi que um director o abonou, ao Meira, com uns milhares de indemnização que arrumaram de vez com umas reuniões tête-à-tête que ele costumava ter lá no gabinete com a fulana. A pobre fulana recebeu apenas guia de marcha sem direito a mais nada, coitada. Não tinha peso institucional. Parece que no fim nem o fulano que era bom vendedor aproveitaram; batia demasiadamente com o carro. Não sei como ficou ao depois a história nem se ficou o outro fulano de que não me lembra já a supervisionar alguma coisa que restasse. Também nada disto tem que ver com a Vila Meira, salvo o nome.
 Que eu saiba.

Correio da praia

 Cruzei-me lá atrás nas escadas com o Abraão Lincoln. O Abraão Lincoln foi quem me deu aquele toque na porta em 94. Andou por saber quem era o dono e veio a ver-se era eu. É uma personagem estival de todos os anos mas, no meio de tantas personagens, nunca cheguei cá a escrever de si (dele). Aos anos que aquilo foi!... Nem deve o Abraão Lincoln lembrar-se já da história. 
 Ali diante vejo o homem que devorava livros. Hoje está só com o jornal. Como no ano passado ou já no outro...?

O Carvalhosa

 Ouvi ontem que o Carvalheiro foi assaltado. Ouvi de passagem. Não sei em que contexto; se na praia, no Algarve, ou lá para o Norte (a pronúncia de quem divulgava era nortenha). Não conheço o Carvalheiro, mas mudo-lhe agora aqui o nome para Carvalhosa. Bem sei que no tempo do Eça as praias do Algarve não contavam, mas sendo o nome Carvalhosa muito mais queirosiano sempre há-de compor melhor esta quadrilhice balnear.

Algarve, 4 de Julho



Escrito com Bic Laranja às 22:44
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Sexta-feira, 22 de Julho de 2011
Para mancos de vocabulário e não só

Vi há pedaço 30 s de televisão e fiquei a pensar: qual o adjectivo óbvio para qualificar um desvio de contas que exija um trabalho colossal para as endireitar?

N.85 Casa.Á, Marvila, 2008
N.85 Casa Á,, Marvila, 2008.



Escrito com Bic Laranja às 21:49
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Quinta-feira, 21 de Julho de 2011
Vasco Graça Moura assinou a I.L.C. contra o Acordo Ortográfico

 O dr. Vasco Graça Moura assinou a I.L.C. contra o Acordo Ortográfico. Fê-lo de bom grado na conferência que deu em 30 de Junho no C.N.C.. Quando lhe foi pedida a assinatura logo disse da sua disponibilidade para tal: — "Eu assino tudo aquilo que seja contra o Acordo!" — É curioso porque tenho ouvido dizê-lo a inúmeras pessoas a quem rogo a assinatura. É uma voz de peso que se junta agora à galeria de apoiantes subscritores da I.L.C.. O benévolo leitor que, como tantos, se sente verdadeiramente agravado com esta afronta ignara ao idioma pátrio, se ainda não assinou, não deixe de assinar a I.L.C. contra o Acordo Ortográfico. Ficar de braços cruzados é ser complacente com um humilhante enxovalho como o que nos irrompe diariamente pela casa dentro através da intragável R.T.P.. Note que a I.L.C. é o único meio legal ao alcance dos comuns eleitores para abolir a lei o Acordo Ortográfico imposta à bruta nesta espécie de democracia. O Acordo Ortográfico não é vontade dos povos, é tropelia de governos irresponsáveis e de deputados desqualificados que se enredaram na coisa e não ganham jeito de se desenredar dela.

Vasco Graça Moura, C.N.C., 30/6/2011.
Vídeo: José Ferrão.

 Na página da I.L.C. pode ver outros extractos da conferência do dr. Graça Moura graças a imagens do sr. José Ferrão.



Escrito com Bic Laranja às 23:33
Verbete | Comentar

Português sem felgueirices na R.T.P.-N

Noite informativa, RTP-N, 21/7/2011

(Programa «Noite Informativa», R.T.P.-N, 21/7/2011.)



Escrito com Bic Laranja às 22:47
Verbete | Comentar

Cuidado com a língua, não é?!... (*)

RTP play beta on-demand em direto... objectivos do milénio... projecto...
RTP esquizofrenia beta
(Das páginas da R.T.P. na rede.)

(*) Nome dum programa da abrasileirada R.T.P. com pretensões de ensinar português.



Escrito com Bic Laranja às 22:01
Verbete | Comentar

Laranjas

 Parei à beira da estrada para comprar laranjas, mas vim de lá com uma estranha ância de comer melância.

Roja-pé - (c) 2011
Roja-pé, Algarve - (c) 2011



Escrito com Bic Laranja às 12:30
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Quarta-feira, 20 de Julho de 2011
Ponte Nova

Ribeira de Alcântara a jusante da Ponte Nova, Lisboa, c. 1912. Paulo Guedes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..
Ribeira de Alcântara a jusante da Ponte Nova, Lisboa, c. 1912.
Paulo Guedes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..


Fim da Rua do Arco do Carvalhão sobre a Ponte Nova, Lisboa, 1939.
Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..


Vale de Alcântara a montante da Ponte Nova, Lisboa, c. 1940.
Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..


Vale de Alcântara a jusante da Ponte Nova com as obras de encanamento da riberia começadas, Lisboa, 1945.
Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 21:20
Verbete | Comentar

Considerações sobre o lugar da Ponte Nova

 Ao comentário, mais atrás, dum leitor interessado sobre o local exacto da Ponte Nova comecei por responder com uma transcrição que achei no Arquivo Fotográfico da C.M.L. duma inscrição no original 8141, do fotógrafo Paulo Guedes: "o local da Ponte Nova situava-se na junção das actuais ruas de Alcântara e do Prior do Crato, na perpendicular à linha férrea que vai da estação de Alcântara-Terra para a de Alcântara-Mar. As cancelas da passagem de nível marcam aproximadamente o vão de um dos arcos da ponte."
 Estava mal. Logo depois tive de corrigir, e é a emenda que importa trasladar com mais precisão agora para aqui, pois na verdade a Ponte Nova ficava a montante, ao fundo da Rua do Arco do Carvalhão, no cimo da Rua da Fábrica da Pólvora, onde ambas coincidiam no Largo da Ponte Nova, na margem direita da ribeira, um pouco a jusante dum lugarejo chamado Vila Pouca. Por lá há hoje em dia uma E.T.A.R. inaugarada umas poucas de vezes. Consegue imaginar-se uma aldeia ali?

Lugar da Ponte Nova, Vale de Alcântara (J Pinto e A. Correia, 1910)
Lugar da Ponte Nova, Vale de Alcântara, 1910-200...
Mapas: Lisboa Interactiva sobre Levantamento da Planta de Lisboa: 1904-1911 (excerto da planta 7H). C.M.L., Arquivo do Arco do Cego.



Escrito com Bic Laranja às 20:37
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Esta vida de turista!...

Pinhal no estaleiro

 A obra no pinhal (ex-pinhal) vai bem lançada. Há um ano estava parada. Devem querer abrir o hotel já para... Outubro?

Pinhal do concelho, Albufeira, 2011
Pinhal do concelho, Albufeira - (c) 2011

Correio da praia

 A rampa da praia tem alcatrão novo; até pintaram umas riscas no eixo da via. O caminho de pé posto tem piso de cabras e serve de valeta.
 Moral?
 Vá de carro para a praia ou resvale pela valeta!

 Duas barracas novas: uma ao fundo da rampa, com crianças ensinando adultos que as falésias podem, por sua natureza, desabar; outra ao fundo das escadas da praia, de massagens. É toda uma cultura.

 Pouca gente (é de manhã); maré-vasa, água boa, nem quente nem fria - como quando o Samora aterrou em Moscovo e o comandante disse que estava 0º. - À nossa esquerda um velho jovem idoso de cabelhos brancos, compridos abaixo dos ombros. É todo um estilo.

Praia da Falésia, Algarve - (c) 2008
Praia da Falésia, Algarve - (c) 2008

Ecos da civilização

  1.  S.A. o príncipe Alberto Grimaldi lá segurou a noivinha. Tanta piscadela de olho em cerimónias solenes a querer dizer "não te aflijas, isto há-de correr bem" ou a denunciar somente um sénior babado? Meio patético.
     Entretanto um jornalista na TV diz-me que o Mónaco tem 202 m2. O principado há-de-lhe caber no buraco dum dente. Não sei é se sobra para lhe encher a cavidade cerebral.
  2.  O «Sol» tem hoje duas páginas sobre a licenciatura do Sócrates. Pode ser agora que o assunto repegue. Com cola cuspo...
     Mas tornemos à província que é hora de ir...

... jantar

 Ritual nosso do franguinho no [nome próprio] dos Frangos. Ritual dos do [nome próprio] dos Frangos quererem-nos mudar de mesa depois de nos sentarem. Vim de calções e chinelos e bem vi uma a olhar para mim. Pois saiba que tomei banho para vir jantar fora. E até dou gorjeta (outro ritual).
 Na rotunda no meio da Nacional 125 há umas estátuas de frangos. Bem aproveitado o espaço, era lá pôr uma capoeira. Talvez ajudasse a que levassem menos tempo a servir.


Algrave, 2 de Julho de 2011



Escrito com Bic Laranja às 07:30
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Sábado, 2 de Julho de 2011
Postal da praia

.jpg



Escrito com Bic Laranja às 08:30
Verbete | Comentar | Comentários (17)

Sexta-feira, 1 de Julho de 2011
Corrida ...

A23116.jpg
Corrida de automóveis e motocicletas em rampa, da Ponte Nova à Cruz das Oliveiras, Lisboa, 1910.
Joshua Benoliel, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 18:30
Verbete | Comentar | Comentários (11)

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15
17

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Alpendre (O) (pub)
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Palaurossaurus Rex
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----