Sábado, 31 de Dezembro de 2011
Fim d' anno (em medida desusada)

O quartilho era a quarta parte da canada; a canada (do b.-lat. cannata, de canna, cântaro) valia 1l,4.
O quartão era a quarta parte do almude.



O almude são 12 canadas.

Balanço do anno (em medida usada semi-nova)

Tinha um carro que se já não fazia, comprei um automóvel que se já não faz...
 


Não foi destes.


Fotografia do Interior de Taberna (Peter Van Laer, 1644, in M.N.A.A.), estúdio de Mário de Novais publicada pela Biblioteca de Arte da F.C.G.; brochura do Bentley 4l 1/2 de 1946 do sr. Howard Nourse dos Estados Unidos, in Brochuras de Carros grátis.



Escrito com Bic Laranja às 22:30
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2011
T.D.T. (*)


Benny Goodman & Peggy Lee, Why Don't You Do Right


(*) Bits e bytes por cabo telefónico.



Escrito com Bic Laranja às 22:09
Verbete | Comentar | Comentários (2)

O maçon

Magalhães de Lima/Sociedade secreta

 

Vinha o maçon e logo atrás o meu bom amigo S., que parou para me cumprimentar animadamente.
— Bom dia! Tu estás bom?
— Olá! — E logo lhe segredei: — Vieste com o maçon?...
Resposta ainda mais em segredo:
— Aquele pertence a uma sociedade secreta. Toda a gente cá na empresa sabe que ele é maçon.

 

(Gravura do Magalhães de Lima montada a partir daí...)



Escrito com Bic Laranja às 12:30
Verbete | Comentar

Terça-feira, 27 de Dezembro de 2011
Do contraditório

Mário Crespo (in «Cantigueiro»)

 Ontem o jornalista Crespo chamou o gajo do sindicato dos maquinistas para lhe intempestivamente atalhar os argumentos.
 Diz que hoje convida o Senhor Presidente do Conselho de Administração da C.P. – para lhe brandamente ouvir suas razões. 

 

(Imagem daí...)



Escrito com Bic Laranja às 16:30
Verbete | Comentar | Comentários (12)

Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2011
Frouxel

 «D. Helena da Penha ergueu-se do seu frouxel de junco e relva, dizendo: — Vamos dar um passeio na ponte.» (Camillo Castello Branco, «Gracejos que matam», in Novellas do Minho, v. I, 2.ª ed., Lisboa, Parceria A.M. Pereira, 1903, p. 20.)
 Camilo não precisava de edredons para aconchegar o português. Nem D.ª Helena da Penha ou qualquer das suas figuras. A bem dizer nenhum português ganha com edredons em lugar de froixéis. — Seria como um mendigo melhorar de estado por ser «sem abrigo» (do bárbaro homeless).
 — Melhora?...
 Há uma diferença agora: os peralvilhos camilianos faziam deliberadamente tábua rasa ao português por vaidade atoleimada — queriam ser parisienses mesmo quando nem chegavam ao Chiado; as serigaitas e os casquilhos hodiernos (conceda-me o benévolo leitor aqui uma variação ao modismo esquerdóide d'«as portuguesas e os portugueses») nem para armar aos cucos sabem — optar pelo que vem de fora não é já opção, é necedade por óbvia necessidade de lhes nem nada disto ser ensinado; mas podiam ler o Camilo e aprender... Aprendem ao invés a crocitar «o que é nacional é bom» quando não há nada nacional que lhes penetre o bestunto. Nem para aportuguesar um título em voga.

 

Lançamento da revista «Voga» em Portugal, Lisboa, 1928 (Biblioteca de Arte da F.C.G.)Lançamento da revista Voga em Portugal, Lisboa, 1928.
Estúdio de Mário de Novaes, in Biblioteca de Arte da F.C.G..

(Algo revisto às dez para as três da tarde.)  



Escrito com Bic Laranja às 12:59
Verbete | Comentar | Comentários (17)

Sábado, 24 de Dezembro de 2011
Feliz Natal

fotografia.JPG
Natal
Andrea dela Robbia,1479
Terracota, 240 x 180 cm
(Igreja Maior, La Verna)



Escrito com Bic Laranja às 07:55
Verbete | Comentar | Comentários (11)

Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2011
Para o sapatinho...

... Do Exm.º sr. Presidente e Ilustríssimos Vereadores da C.M.L..

 
Natal, Arroios - (c) 2011
Arroios, Lisboa
(c) 2011

(Lamenta-se que o postal não tenha cheiro.)



Escrito com Bic Laranja às 22:52
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2011
Há (ah!) grandes vidas!

 Visitou-me um bom amigo, velho patriota, a desejar um bom Natal. Procurou-me se já assignara eu a petição que a Sociedade Historica poz a correr contra abolirem o 1.º de dezembro. Assignei-a de immediato e empenhadamente, mas confesso um desalento: eu sou português (ainda hão de sobrar aí uns quantos) mas as bestas que tomaram Portugal de assalto são doutra raça e obedecem a domno que não é de cá. O caso é que depois de os entreguistas de 74 terem assignado a capitulação em 85, Portugal acabou. E a final, veja o benevolo leitor, os tratantes não liquidaram a patria para melhorar a vida dos portugueses. Está bom de ver que foi só por serem elles uns folgazões, desejosos de reinar co' a gente.
 

Cavaco, «Vida fácil», in «Público, 21/XII/2011.

(Jornal Público, 21/XII/2011.) 



Escrito com Bic Laranja às 18:13
Verbete | Comentar | Comentários (9)

Inverno também é com maiúscula

Romeira em dia de Inverno, Av. de Roma (A.Pastor, c. 1970)
Romeira, Av. de Roma, c. 1970
Artur Pastor, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 08:45
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2011
Mostruário

Cartaz de cartões de Natal dos correios, C.T.T.,1966. 
 Em 1966 o mostruário dos correios dá ideia que ainda havia uma noção certa do que trata o Natal. Hoje o que sobra é antes uma certa noção da... coisa?

(Imagem da F.P.C.)



Escrito com Bic Laranja às 17:21
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Domingo, 18 de Dezembro de 2011
Espectáculo ao vivo


Eric Clapton et al., While My Guitar Gently Weeps
Concerto para o George (Harrison), 2002.



Escrito com Bic Laranja às 23:23
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Enfeites de... Natal

Monumento a Fernão de Magalhães, Lisboa, 2011.
Monumento ao navegador Fernão de Magalhães, Lisboa, 2011.



Escrito com Bic Laranja às 18:14
Verbete | Comentar | Comentários (10)

O administrão

« Estávamos com a nossa atenção virada para a descoberta do bosão de Higgs e nem nos apercebemos que como resultado das colisões aparecia algo de muito diferente, declarou Samuel Adams, chefe da equipa que analisa os resultados das colisões. É uma partícula estranha. Pelo seu comportamento decidimos chamá-la de administrão. A primeira coisa que salta à vista é que está sempre rodeada de neutrões. E num dos resultados de uma colisão anterior aparecem vice-neutrões (candidatos a neutrões , mas que ainda não atingiram o grau de apatia suficiente)
«LHC - A descoberta do bosão de Higgs e os efeitos colaterais», in O triunfo dos porcos (perdão, bácoros), 16/XII/2011.


O CERN achou o Portugal de Abril e os seus efeitos colaterais.

Mural do M.P.L.A., Agualva-Cacém (Neves Águas, 1975)

Mural do M.P.L.A., Portugal, 1976.
Neves Águas, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 09:27
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Quinta-feira, 15 de Dezembro de 2011
Vila Nova

Vila Nova de Mil Fontes - (c) 2006



Escrito com Bic Laranja às 20:14
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011
Púrrias

«Andava n'este tempo accêsa a guerra
«Entre a malta de Alfama e Bairro Alto,
«Gingantes campeões afragatados,
«Miqueletes (1) revéis, cujas façanhas
«Em macarróneo metro celebradas (2)
«Tem dado assumpto a um par de gargalhadas.
«E no sitio da Penha (3) aos dias santos
«Com poitas, (4) e com fundos de garrafa,
«A dente, á unha, á bordoada, a ferro,
«Latindo tão raivosos como um pêrro,
«Travavam cruentissimos combates;
«Não que morresse algum, mas abundavam,
«Entre o furor de punhos e pedradas,
«Bolas partidas, ventas esmurradas!
«De uma das taes guerrilhas tinha o mando
«O
General Luneta, homem provindo
«De linhagem illustre, e por seus sestros
«Entre a mais brejeiral, çáfia (5) cambada,
«Entre a relé mais pifia confundido;
«E por seus capitães eram com elle
«Claros pimpões, a flor da pangayada (6).
 

 Pato Moniz illustra o texto com a seguinte nota: «Bem sabida, e bem faltada foi em Lisboa a guerra da rapazia no sitio da Penha de França; e muito mais depois que n'ella entraram o General Luneta (Dom Th. d'A., cujo rival no generalato era um façanhoso Pretalhão) (7) e alguns outros, que, posto serem geralmente havidos em ruim conta, nunca se esperou que chegassem a tanto.»


(1) Antigos bandidos dos Pyrenéos.
(2) Allusão á Bisnaga escolástica.
(3) A Penha de França, segundo a Agostinheida; a Cotovia, segundo a Bisnaga. Em ambas estas eminencias, tanto ao oriente como ao poente da cidade, se feriam as batalhas garotaes. A Penha era reducto para os garotos de Alfama; e a Cotovia para os do Bairro Alto.
(4) Corpos pesados, ordinariamente pedra ou ferro, que os pescadores empregam para fundear os seus barcos.
(5) Sáfea, segundo a graphia de Gil Vicente. Reles, despresivel.
(6) Rancho de rapazes inuteis, vadios.
(7) N'outra publicação contra o padre José Agostinho [de Macedo], diz Pato Moniz, mais claramente, que o General Luneta era D. Thomaz de Almeida, e que o general do exercito opposto era «um preto caiandeiro.»

 

Alberto PimentelA Triste Canção do Sul; Subsidios para a Historia do Fado, Livraria Central de Gomes de Carvalho, Lisboa, 1904, pp. 51-52.

Panorâmica sobre a Penha de França, Lisboa, (P.Guedes, c. 1900)
Panorâmica sobre a Penha de França, Lisboa, c. 1900.
Paulo Guedes, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.. 



Escrito com Bic Laranja às 17:01
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Terça-feira, 13 de Dezembro de 2011
Sines

DSC06859.JPG
(c) 2006



Escrito com Bic Laranja às 22:25
Verbete | Comentar

Comporta

DSC06840.JPG
(c) 2006



Escrito com Bic Laranja às 22:18
Verbete | Comentar

O Carvalhosa

Brito Camacho, «Scenas da Vida» (archive.org)

 

  O sr. Silverio comprou a vaca, fazendo constar, na Aldeia, que no dia seguinte ela tomaria parte na festa... ensopada com batatas e borrifada com vinho.
  — Aqui ninguem se embebeda — ordenara o sr. Silverio, quando a familia, distribuida em grupos, formando pequenos circulos, se dispunha a manducar, cada qual tendo levado de casa, por expressa recomendação que ele fizera, o indispensavel garfo de ferro — para não comer á unha.

   — Aqui ninguem se embebeda — repetiu o sr. Silverio [...]
   — Os gaiatos não bebem.
   O Carvalhosa, ruim trabalhador e grande beberrão, quando lhe iam a dar o copo, tirou da algibeira da véstia um cordel, unindo-lhe as pontas.
   — Isso para que é, ó tio Francisco?
   — É para não engulir o copo, se me escapulir da mão.
   O sr. Silverio ouvíu, e mal disfarçando o seu azedume, disse para o filho mais velho, um moço que nem um sobreiro:
   — O´ Joáo, leva aquela besta á levada, e não lhe deixes sair a cabeça d'agua emquanto não estiver cheio como um ôdre.
Brito Camacho, Scenas da Vida, Guimarães, Lisboa, [1929], pp. 7-9 passim.

 

(Verbete em 6 de Julho de 2011.) 



Escrito com Bic Laranja às 12:20
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Quinta-feira, 8 de Dezembro de 2011
Deve ser impressão minha

Os eurocépticos ganharam agora [finalmente] direito de antena? Porque foi?!...

image.jpeg
Exposição Comemorativa do 10º Aniversário do Terceiro Reich, Lisboa, 1943-44.
Fotógrafo: Mário Novais, 1899-1967, in Biblioteca de Arte da F.C.G..



Escrito com Bic Laranja às 23:44
Verbete | Comentar | Comentários (10)

Dum sociopata ególatra nos seus próprios termos

«Para pequenos países como Portugal e Espanha, pagar a dívida é uma ideia de criança [...] Eu não quero perder um minuto da minha felicidade no futuro pensando no que poderia ter feito no passado.»

Engenheiro Sócrates em conferência numa universidade que o abrigou para estudar,  TVI, 7/XII/2011.

Henriartoon, 8/XII/2011
(Henricartoon)



Escrito com Bic Laranja às 20:41
Verbete | Comentar | Comentários (9)

Março 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9

12
15
17

19
20
21
23
24
25

26
27
28
29
30
31


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Alpendre (O) (pub)
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Palaurossaurus Rex
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----