Quinta-feira, 31 de Maio de 2012
Portugal, rio 25 de Abril

Rio 25 de Abril; (c) 2005.
(c) 2005



Escrito com Bic Laranja às 00:00
Verbete | Comentar | Comentários (7)

Terça-feira, 29 de Maio de 2012
Shopingo cêntero
«Cêntero» é amaricano. «Shopingo» é holandês. Olivais... acabaram.

Centro comercial dos Olivais, Lisboa, 2004
Olivais - (c) 2004


Escrito com Bic Laranja às 13:53
Verbete | Comentar | Comentários (11)

Domingo, 27 de Maio de 2012
Chapa 10

 Òbviamente o marco de pedra marca onde se crava a chapa do km 10 da E.N. 209. Por isso é de pedra — que é mais perene; é para se saber sempre onde cravar a nova chapa do km 10 quando a chapa do km 10 lerpar.

EN 209 - km 10. E.N. 209, km 10 (José A. A. Pereira, 2012)
E.N. 209 - km 10, E.N. 209 - km 10, [S. Pedro das Covas ?], [2012].
Fotografia amàvelmente cedida pelo sr. José A. A. Pereira.



Escrito com Bic Laranja às 22:15
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Chapa 13

 Òbviamente o marco de pedra indica onde cravar a chapa do km 13 da E.N. 209. Por isso é de pedra — que é mais perene; é para se saber sempre onde cravar a nova chapa do km 13 quando a chapa do km 13 lerpar.

EN 209 - km 13. E.N. 209, km 13 (José A.A. Pereira, 2012)
E.N. 209 - km 13, E.N. 209 - km 13,  S. Pedro das Covas (prox.), [2012].
Fotografia amàvelmente cedida pelo sr. José A. A. Pereira.



Escrito com Bic Laranja às 22:15
Verbete | Comentar | Comentários (4)

De raspão da E.N. 4

DSC08783.JPG
Cliché de Luísa Gonçalves - (c) 2008



Escrito com Bic Laranja às 20:02
Verbete | Comentar

Sábado, 26 de Maio de 2012
Travessia pela ponte

 Ponte Vasco da Gama, Lisboa (L. Gonçalves, 2008)
Cliché de Luísa Gonçalves - (c) 2008



Escrito com Bic Laranja às 23:08
Verbete | Comentar | Comentários (3)

Quinta-feira, 24 de Maio de 2012
Do «bem haja»



 É moda agora dizer-se por aí «bem haja». É uma maneira afável de bem querer. Todavia usa-se muito por «obrigado» e não são sinónimos. Com «obrigado» fica-se grato e penhorado a quem nos faz favor; com «bem haja» deseja-se bem sem mais dever de retribuição. Sem humildade, portanto.
 Tenho ideia que certas locuções em voga, amiúde tão disparatadas ou usadas irreflectidamente, são pistas inestimáveis sobre o caminho que a civilização leva. Como as pedras que falam ao arqueólogo. Preciso é saber escutá-las.
 Obrigado, benévolo leitor!



Fotografia: Grupo Verde Gaio, anos 40.
Horácio de Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G..



Escrito com Bic Laranja às 12:49
Verbete | Comentar | Comentários (17)

Terça-feira, 22 de Maio de 2012
Diz que aprendeu na escola?...

« [...] Cavaco Silva, salientou hoje a sua participação na ratificação do Acordo Ortográfico em Portugal, mas confessou que em casa ainda escreve como aprendeu na escola (Sol, 22/V/12).»

 Duvido que alguma vez houvesse diferença da escrita de burros que ratificou e a que «aprendeu» na escola. A culpa não foi do ensino. Enfim!...


Imagem...



Escrito com Bic Laranja às 13:56
Verbete | Comentar | Comentários (19)

Segunda-feira, 21 de Maio de 2012
Das prioridades

 Anteontem em Alvalade atalhou-se-me deante um cortejo de cicloturistas. Muitos. Pela Av. da Igreja, do  Campo Grande para S. João de Brito. Com batedores da polícia a deante e a fechar o cortejo. 
 Os senhores do polìticamente correcto, do estilo de vida saudável e do pão sem sal, os do ambiental e do sustentável – enfim, esses todos que enxameiam rádios, televisões e vegetam nas repartições e nas câmaras com frases feitas coladas ao bestunto – saibam, pois, que é estúpido parar o trânsito na Avenida de Roma para carrear um cortejo de cicloturistas pela Av. da Igreja porque há uma pista para «ases» do pedal em toda a Av.do Brasil, do Campo Grande ao Relógio. O candeeiro da imagem não é impedimento pois há muito que, infalìvelmente, foi tirado do caminho. E a ciclovia não está em tosco, foi acabada; está fina e recomenda-se, pois, a par com os «ases» do pedal, esta sorte de floreados urbanos é das mais altas prioridades da câmara municipal; ao invés da calçada dos passeios e do asfalto das ruas, que só interessam aos poucos peões e automobilistas que há na cidade.


Avenida do Brasil, Lisboa, 2009.



Escrito com Bic Laranja às 01:02
Verbete | Comentar | Comentários (20)

Domingo, 20 de Maio de 2012
Jogo de «football»

Jogo de futebol, Estádio (A. Ferrari, post 1944)
Jogo de football, Estádio Nacional, post 1944.
Amadeu Ferrari, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 17:01
Verbete | Comentar | Comentários (6)

Delírios

 Notou o Vasco Pulido que, descontando o primeiro ministro, o governo do Holanda de França conta exactamente 17 mulheres e 17 homens: «Um cálculo simples demonstra que em 5 anos de mandato estes 34 zeladores do povo podem com facilidade (e alguma aplicação) produzir 113,3 filhos.»
 Somado ao delírio da paridade há o delírio das pastas do governo. O Vasco Pulido delirou ontem valentemente com todos estes delírios em voga. 

Os Reformadores (V. Valente, Público, 19/5/12)
Público, 19/V/12.



Escrito com Bic Laranja às 12:39
Verbete | Comentar | Comentários (4)

O Estádio

Estádio Nacional, Jamor (H. Novais, 1944)
O Estádio, Jamor, [1944].
Horácio de Novaisin Biblioteca da Arte da F.C.G.

 



Escrito com Bic Laranja às 09:15
Verbete | Comentar | Comentários (5)

Queimada

Rio Tejo, Lisboa (c) 2006
Rio Tejo - (c) 2006



Escrito com Bic Laranja às 00:21
Verbete | Comentar | Comentários (2)

Sábado, 19 de Maio de 2012
Dos marcos

« Na grande maioria dos casos, a informação constante nos lados perpendiculares à estrada migrou para a face paralela à berma, resultando num estranho contorcionismo do marco. Claramente, não há interesse em que durem e a palavra de ordem é gastar dinheiro parecendo que se poupa. Não se fazem novos marcos de pedra nem se grava as novas inscrições porque sai caro, mas pintam-se milhares de marcos regularmente com indicações que diferem das antigas quase só pela posição que ocupam.»
Afonso Loureiro, «Os miliares, os quilométricos e os descartáveis», in Aerograma, 22/III/2012.

E.N. 118, Alpiarça, 2011
E.N. 118,  Alpiarça, 2011.



Escrito com Bic Laranja às 21:40
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Rapsódia boémia

 Nos anos 70 a R.T.P. tinha uma colecçãozinha pequenina de telediscos que punha no ar quando a emissão lhe dava alguma dor de barriga. Fintavam assim os telespectadores e aquele envergonhado cartaz de Pedimos desculpa por esta interrupção. O programa segue dentros de momentos. O teledisco que me lembro de ver mais vezes, davam-no repetidamente, era a Rapsódia Boémia dos Queen. Ele havia outros. Em me lembrando deles talvez os cá junte. O da Rapsódia Boémia era mais ou menos assim: -- Mamma. Mamma... Mamma... -- O Animal é que sabe.

Os Marretas, Rapsódia Boémia.



Escrito com Bic Laranja às 12:17
Verbete | Comentar | Comentários (4)

Antes de vir chuva

IMG_4678.JPG

Malmequeres, Lisboa, ainda há pedaço.



Escrito com Bic Laranja às 11:32
Verbete | Comentar

Quinta-feira, 17 de Maio de 2012
Dia de S.ª Internete

 Diz hoje que é dia mundial da Internete. Dantes os dias eram de santos, agora a santidade anda para aí virada. Nem este calendário de mudar a folhinha que aqui tenho na secretária traz já o santo. -- De que santo o dia é hoje?
 Na telefonia lambuzam-se destas inanidades. Compõem-nas com floreados meditativos arrancados a bípedes sem penas. Esta manhã os da rádio estimulavam assim o intelecto desses transeuntes: -- E se acabasse a Internete?
 Bem vê o leitor o drama cultural...
Homem de Neanderthal
(O boneco é da Terra dos Sonhos ou lá como se chama.)



Escrito com Bic Laranja às 13:49
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Quarta-feira, 16 de Maio de 2012
Lugar da Portela

 Uma perspectiva para Poente do lugar da Portela. A estrada adiante, a da Portela, vinha do lugar do Pote de Água (onde subsistem troços) e trazia a este lugar, da Portela, naturalmente. Mais à esquerda era a ermida do lugar, não sei de que invocação; a fotografia não a apanha. A casa em primeiro plano (à direita, com toponímia no cunhais) é a de há dias. A perspectiva lá era para o quadrante Norte. O lugarejo não era bonito, nem sei se teria alguma história. Dele não resta nada. Ainda estou para sobrepor mapas para ver quanto dele assentava na praça do Aeroporto. 
 O lugar da Portela de Sacavém, não vos equivoqueis, é onde fica o aeroporto da dita. Não lá em cascos de rolha, já fora de portas, onde levantaram uma urbanização medonha e para onde trasladaram um nome que não lhe pertence por... Nem sei dizer por que bizarria.

Entroncamento da Estrada da Portella com a de Sacavem, Portella de Sacavém (Eduardo Portugal, 1938?)
Estrada da Portela no entroncamento com a Estrada de Sacavém, Lugar da Portela de Sacavém, [1938].
Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..



Escrito com Bic Laranja às 19:42
Verbete | Comentar

Reguengos de Monsaraz

Reguengos de Monsaraz - (c) 2010
(c) 2010



Escrito com Bic Laranja às 19:10
Verbete | Comentar

Terça-feira, 15 de Maio de 2012
Mértola

Castelo, Mértola © 2010
Castelo, Mértola, 2010.



Escrito com Bic Laranja às 20:00
Verbete | Comentar | Comentários (8)

Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----