Sexta-feira, 2 de Outubro de 2009
O 'reset' à TAP

 A U.E. proíbe o accionista Estado de aumentar o capital da TAP. Se o accionista fosse um multimilionário excêntrico, aumentar o capital da empresa não teria problema absolutamente nenhum. Sendo accionistas da TAP os portugueses, organizados num Estado-Nação há quase 900 anos, nada feito. Como simples direito dum empresário mandar naquilo que é seu, aquela proibição é regra bem enviesada, de mais a mais em liberal e sacrossanta economia de mercado; como direito soberano de qualquer Estado em sustentar, no interesse nacional, uma actividade económica legítima, pese embora deficitária, noto que como Estado soberano Portugal faliu. O melhor é - parafraseando a notícia - o novo Executivo fechar por inteiro o país e 'abrir ao lado' um novo, seguindo exemplos semelhantes dos governos suíço e belga com a Swissair e a Sabena.


Transportes Aéreos Portugueses, Aeroporto da Portela, anos 60/70.
(Fotografia: Estúdio de Mário de Novaes (1933-1983), 
inBiblioteca de Arte da F.C.G.)



Escrito com Bic Laranja às 23:27
Verbete | Comentar

6 Comentários:
De Attenti al Gatti a 3 de Outubro de 2009 às 02:23
Olha os velhos Caravelle com que a TAP entrou na era do jacto. Este era o tempo em que se ía à Portela assistir ao movimento dos aviões, tão pertinho, que quase dava para vêr a côr dos olhos dos pilôtos.
A.v.o.


De Bic Laranja a 3 de Outubro de 2009 às 08:46
2 B727, 1 Caravela, 2 B707. Ao fundo parece um Super Constellation.
Cumpts.


De Attenti al Gatti a 9 de Outubro de 2009 às 00:03
De facto, parece um Super Constellation. A frente é muito semelhante. para tirar as dúvidas, faltou vêr a cauda, típica, que está tapada pelo que parece ser um Fokker Friendship para tirar asdúvidas.
A.v.o.


De Bic Laranja a 9 de Outubro de 2009 às 19:22
Nem reparei nesse.
O Super pode ser um, salvo erro da Air France, que ficou esquecido na Portela durante anos e cujo o 'cockpit' foi preservado pelo o museu da TAP quando o avião finalmente foi para a sucata.
Cumpts.


De Attenti al Gatti a 9 de Outubro de 2009 às 23:17
Parece pouco credível a Air France Fazer uma coisa dessas. Não conheço o historial dos aparelhos abandonados na Portela ao longo dos anos. O único caso que recordo e só porque foi noticia de jornal, foi o do Boieng pertença, talvez, de Mobutu Sese Sekou, que ficou encalhado no Aeroporto até ser vendido, anos depois, a um empresário da noite. Transitou numa primeira fase para a 2ªCircular, permanecendo perto do hipódromo, até ser rebocado, novamente, para perto dos bombeiros da Encarnação. Após o atentado à bomba que matou o seu proprietário, foi desmantelado tendo a TAP, in extremis, recuperado a carlinga.
A.v.o.


De Bic Laranja a 10 de Outubro de 2009 às 00:52
Tem razão. Não era da Air France. Foi da Lufthansa. Vendido em 68, foi usado na guerra do Biafra. O resto da história em 5t-TAK c/n 4640.
O B707 do Mobutu não era o bar 'O Avião' que refere.
Esteve na placa do aeroporto da Portela anos a fio até que foi desmantelado para sucata. Não sei quando mas será fácil descobri-lo. Não foi há muito. O B707 do Mobutu cumpriu uma grande inspecção na TAP e foi entregue pronto a voar. Deu-se o caso de o Mobutu nunca ter pago à A.N.A. e esta não autorizou a saída do avião do aeroporto. Depois deu o que deu.
Cumpts.


Comentar

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10

17
18

20
22
24
25

26
27
28
29
30


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----