Domingo, 14 de Maio de 2017
Bucólicas

Tonicha : Menina


Música: Nuno Nazareth Fernandes
Letra: Ary dos Santos


Menina de olhar sereno
raiando pela manhã
de seio duro e pequeno
num coletinho de lã.
Menina cheirando a feno
casado com hortelã (Bis).

Menina que no caminho
vais pisando formosura
trazes nos olhos um ninho
todo em penas de ternura.
Menina de andar de linho
com um ribeiro à cintura (Bis).

Menina da saia aos folhos
quem na vê fica lavado
água da sede dos olhos
pão que não foi amassado.

Menina do riso aos molhos
minha seiva de pinheiro
menina da saia aos folhos
alfazema sem canteiro.

Menina de corpo inteiro
com tranças de madrugada
que se levanta primeiro
do que a terra alvoroçada.
Menina de corpo inteiro
com tranças de madrugada (Bis).

Menina da saia aos folhos
quem na vê fica lavado
água da sede dos olhos
pão que não foi amassado.

Menina de fato novo
avé-maria da terra
rosa brava rosa povo
brisa do alto da serra (Bis).


Festival Eurovisão da Canção, Dublin, 1971

(Publicado originalmente em 15 de Fevereiro de 2007 à meia-noite e dois.)

Nota à meia–noite e dez de 15 de Maio de 17:

 Quem porventura ache que é de se comparar a Menina de Ary dos Santos com não sei quê dos manos Sobrais, pense na redondilha maior da medida velha portuguesa aqui e no versejo livre de nenhuma medida que, parece, representa a europoesia nacional nestes dias. De melodia, arranjos, coros e orquestração nada digo porque não sei de música. Nem fui à procura de ouvir coisa para confrontar aqui. Os gemidos que entrevi nas notícias não me motivaram.



Escrito com Bic Laranja às 14:30
Verbete | Comentar

24 Comentários:
De T a 15 de Fevereiro de 2007 às 08:05
Estive a ver no YouTube a Tourada..risos.
Tão novo e magro:)


De tron a 14 de Maio de 2017 às 21:59
Não gostei da música que nos deu a vitória na Eurovisão, mas apenas nos resta dar os parabéns ao Salvador Sobral


De Bic Laranja a 14 de Maio de 2017 às 22:19
Parabéns, então.


De asdfwe a 15 de Maio de 2017 às 17:04
Não se comparou nada do que diz.
Afirmou-se, tão apenas, que Ary dos Santos e Luísa Braancamp Sobral são parentes, ambos descendentes de D. Alexandre de Holstein, o pai do 1º Duque de Palmela.
É genealogia, não música, nem poesia.
É interessante, que, por esse lado Holstein,haja um parentesco próximo com Casa Real Dinamarquesa e com grande parte da alta aristocracia europeia (outro dos antepassados de Salvador Braacamp Sobral é, aliás, Luis XV, rei de França)
São, também, descendentes directos do célebre Morgado de Mateus, que financiou a edição dos Lusíadas que é conhecida pelo seu nome. Ainda em poesia, são parentes muito próximos de outra aristocrata muito importante para as letras portuguesas, a Poetisa Sophya de Mello Breyner - embora esta escrevesse muito em verso livre.
Ainda quanto ao verso livre, em Portugal, temos a cultivá-lo o difícil poeta (e aristocrata) Eugénio de Castro e está bem patente na Tabacaria de um tal "Alvaro de Campos" - pseudónimo de um outro aristocrata que se chamou Fernando Pessoa.


Passe bem.


De Bic Laranja a 15 de Maio de 2017 às 20:13
Ora aqui está uma fina resposta. A ser verdade, calo-me já. Boquiaberto.
Passe igualmente.


De dh a 16 de Maio de 2017 às 17:41
Caro Bic

Os Sobrais nao ganharam competindo contra a Tonicha e o Ary dos Santos. Ganharam competindo contra os estarolas que aparecem no festival de 2017, e nao foram poucos. Nao me parece que os manos nao sejam capaz de apreciar a musica que (re)publica.

cumprimentos


De Bic Laranja a 16 de Maio de 2017 às 19:43
Pois, mas que quere?!... Os Sobrais passeiam afinal a linhagem de Luís XV de França!...
Olhe. Os cavaleiros tauromáquicos, que nem são para aí uns quaisquer, passeiam-lhe apenas a casaca. E talvez o tricórnio, quando o usam.

Cumpts.


De ASeve a 17 de Maio de 2017 às 14:41
E creio que foi o único que cantou na sua própria língua. O nosso representante esteve muitos, muitos furos acima daquela saloiada toda, em todos os aspectos e mais um!


De Bic Laranja a 17 de Maio de 2017 às 23:03
Os ingleses cantam sempre na sua própria língua. E ainda bem. Os amaricanos é que tiveram lá o Nat King Cole que se pôs a cantar em latrino-americano (e numa vez em brasileiro) e o resultado não foi brilhante. Para a língua latrina, quero dizer.

E quere então dizer, afinal, que os outros eurovisivos ainda eram piores. Desgraçada vitoria!

Cumpts.


De gato a 17 de Maio de 2017 às 15:01
Tantas palavras... Aquilo é uma caca de música.
Cumprimentos


De ASeve a 17 de Maio de 2017 às 16:30
Mesmo assim os outros eram bem piores!


De [s.n.] a 19 de Maio de 2017 às 03:32
Só comentários de 2007, hein? E então os d'agora?
:) Maria


De Bic Laranja a 19 de Maio de 2017 às 19:18
Estão aqui, na 2.ª página.
Cumpts.


De gato a 28 de Maio de 2017 às 13:10
Não há ninguém que tenha a hombridade de dizer que aquela musiqueta é uma caca?

Se for para 'censurar' também Vexa não é homem


Comentar

Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
11

15
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


Visitante

Contador
Selo de garantia
Pesquisar
 
Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Pequena Alface (Da)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

Arquivo

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS
----