6 Comentários:
De Inspector Jaap a 12 de Novembro de 2014 às 21:16
O Caro Bic continua o mesmo incorrigível optimista: acha mesmo que essas alimárias que de gramática – tal como de muitas outras coisas – nada sabem, alguma vez serão capazes de distinguir entre a doença e o seu agente? Ainda por cima, o dito até tem umas consoantes duplas que ficam sempre bem nestas coisas e sempre dá um ar muito «in» na «redássão» o que já não acontece com o prosaico nome da doença; logo…
Será a catarse da sua (deles) adesão ao aborto gráfico? Se calhar!
Cumpts


De Bic Laranja a 13 de Novembro de 2014 às 11:59
Há dias chamaram-me pessimista... :)
Claro que confundem tudo. Aliás, não percebem nada do que noticiam, a começar pela agenda mediática a que conformam as «notícias».
Cumpts.


De Antes o tiroliro a 13 de Novembro de 2014 às 16:01
Emissora nacional?!
Deixei de a ouvir,continuo a pagá-la.
josé j.


De Bic Laranja a 14 de Novembro de 2014 às 14:10
Não há como evitá-lo. Custos da democracia, com certeza.
Cumpts.


De [s.n.] a 13 de Novembro de 2014 às 20:38
Fora do contexto.
Recebeu o meu quarto comentário (em três dias!) sobre a língua portuguesa, cada vez mais abrasileirada, enviado há pouco? Os anteriores esfumaram-se. Espero que este, não...
Maria


De Bic Laranja a 14 de Novembro de 2014 às 14:11
Sim.
Logo lhe respondo.
Cumpts.


Comentar