De Paulo Cunha Porto a 28 de Dezembro de 2006
Como sempre, a sensibilidade da T merece a postagem: a curva perspectivada com a nitidez dos prédios decrescendo dá uma aura romântca à fotografia muito digna de memória, E, por falar em Arroios, a protecão metálica de uma das abas da via lembrou-me outra que ainda hoje lá se debruça sobre umas escadas. Abraço.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.