Sexta-feira, 22 de Dezembro de 2006

A Mexicana

 O toldo que se vê na Av. Guerra Junqueiro não é da Mexicana; é duma loja que lá houve antes. O que era não sei. Uma mercearia, uma leitaria, talvez uma garrafeira...? Quem souber que me confirme os alvitres.

Av. Guerra Junqueiro, Lisboa (A.Passaporte, c. 1950)
Av. Guerra Junqueiro, Lisboa, [c. 1950].
António Passaporte, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

 Fico sabendo que o programa curricular do em boa hora retornado Manuel (Mexicana I, Mexicana II, Mexicana Descritiva, Comida e Bebida) é dalguma reforma do ensino posterior a 62; é o que depreendo da datação da fotografia de Vasques, ali mais abaixo.
 Em tempos frequentei a Mexicana mas não passei nenhuma das cadeiras mencionadas. A escola era outra, mais atrasada, embora depois houvesse algumas cadeiras feitas na Sul América!...
 Há bastante que lá não vou. A ambas.

Pastelaria Mexicana, Lisboa (Vasques, post 1962)
Pastelaria Mexicana, Lisboa, c.1977.
Fotografia de Vasques in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 12:27
Verbete | comentar
12 comentários:
De Ricardo Jorge a 25 de Agosto de 2007
A Mexicana foi fundada em 1946 por um grupo de 4 sócios, 3 dos quais ligados à família Vicente, oriunda de Tomar. Os terrenos onde hoje se situa a Praça de Londres foram adquiridos na primeira metade do século XX por Tomarenses que a lotearam e venderam a outros Tomarenses para construção. Uma parte considerável do terreno onde se encontra a Igreja de S.João de Deus era desta família Vicente e da família Alcobia Neves.
Ainda hoje, os principais sócios da Mexicana são descendentes do fundador José Vicente que terá dado sociedade, em comandita, a um sobrinho de nome Manuel Penteado que explorou aqui, no início, uma leitaria que mais tarde evoluiu para aquela que é hoje uma das mais afamadas Pastelarias do País.
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2006
Ele volta. Cumpts.
De Paulo Cunha Porto a 23 de Dezembro de 2006
Meu Caro Bic Laranja:
Tenho uma pena de que o Mendo Ramires tivesse ido de férias... Ele cresceu aqui...
Abraço.
De Bic Laranja a 23 de Dezembro de 2006
Obrigado pela visita D. Brites. Boas Festas! // Goste em revê-la por cá, Menina Marota. Muito obrigado e Boas Festas e Feliz 2007 para si também! // Tudo o que conheço é posterior, caro confrade. Temo desapontá-lo nesta aqui. Vamos a ver o que dá. Cumpts.
De Je Maintiendrai a 23 de Dezembro de 2006
Referia-me à casa dos Cunhas, Condes de Sintra, que de lá sairam com as expropriações. Ignorava a existência das outras duas. V. Senhoria não falha... Haverá fotografias?
De Menina_marota a 23 de Dezembro de 2006
Gosto de sentir assim esta Lisboa de outras épocas...
Vim desejar-te um feliz e sereno Natal
Um abraço e boas entradas em 2007 :)
De padeiradealjubarrota a 23 de Dezembro de 2006
Acho fantástico imaginar a Guerra Junqueira com tamanho desafogo. Foi nesta rua que nasci, salvo seja, nasci na maternidade e fui de seguida para casa e ainda hoje tenho lá familiares. Pela fotografia dos anos 62 a Mexicana quase parece a mesma e à direita mantem-se a farmácia.Fantástico!
De Bic Laranja a 22 de Dezembro de 2006
Parece então que antes de 62 a Mexicana seria a mesma mas com outra face. Obrigado pelo contributo, caro amigo. Boas Festas
De Manuel a 22 de Dezembro de 2006
Ai, meu Amigo, assim deixa-me nostálgico.
A minha época ali foi no final dos 70. Mas ainda antes da reforma que menciona, já por lá parava a minha progenitura. Coisa dos 50.
Um abraço
De Bic Laranja a 22 de Dezembro de 2006
Por alturas da Casa da Moeda três quintas: uma Quinta da Brasileira; uma Quinta do Chora ou Quinta do Conde de Sintra. Isto por volta de 1910, entre a actual Defensores de Chaves e a suprimida R. do Arco do Cego. A casa nobre pode ser a quinta do conde das Galveias, mais a norte.
O desafio está aceito.
Boas Festas!

Comentar

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____