8 comentários:
De Bic Laranja a 22 de Dezembro de 2006
Se não fosse pela imensidão de carros teríamos mais ruas comerciais assim. Assim as ruas ficam para os automóveis e quem quer ir às compras é remetido para centros comerciais fechados. Cumpts.
De Ógnito inc. a 22 de Dezembro de 2006
Mais uma bela foto da minha cidade. Descobri a Guerra Junqueiro hà pouco tempo. Tem uma particularidade interessante. Parece um Centro Comercial Colombo mas... na forma arejada de rua... Tem quase todas as lojas das grandes cadeias que normalmente só encontramos nas grandes superfícies. Tenho um postal desta colecção da Praça do Arieiro. Também "descoberto" este ano. Muito bons.
De Bic Laranja a 22 de Dezembro de 2006
Obrigado Tron! Orgulha-me ouvir isso. // Obrigado também a ti meu caro amigo Zé; a designação bafienta justifica-se plenamente pela data da fotografia (1959). Quanto ao mofo corporativo já temos conversado... Um abraço e Boas Festas. // Prazer em conhecer a sua tia, D. Marta. Humor sarcástico é marca de elevada civilização. Quem me dera eu possuí-lo. Bom Natal! // Regalo-me eu com o seu regresso e com o seu pertinente comentário. Abraço, Manuel. // Com chapeuzinho, não caro Paulo? Cumpts.
De Paulo Cunha Porto a 22 de Dezembro de 2006
A fachada quase parece ter um rosto humano...
Abraço.
De Manuel a 22 de Dezembro de 2006
Mexicana já se chamava. E já haveria quem lá fizesse as cadeiras - Mexicana I, Mexicana II, Mexicana Descriptiva, Comida e Bebida, etc. como mais tarde aconteceria com este seu amigo.
Já vi que tenho bastante com que me regalar por aqui, no meu regresso às lides.
Grande abraço.
De marta a 21 de Dezembro de 2006
A outra não consigo ver, mas valeu a pena esperar para ver esta.
o que me comove é a quantidade de trânzito!
No 1º quarteirão da Manuel da Maia vivia uma tia avó de quem muito gostava com um humor sarcástico como tenho conhecido poucos.
Bom Natal
De Zédepinho a 21 de Dezembro de 2006
Subscrevo na integra a sugstão do Tron. Qualidade e oportunidade, como Eras linda Lisboa!...
Sinceramente só não gosto da designação Ministério das Corporações, com a devida vénia, mas cheira a bafio, ou será mofo?
Um abraço e Boas festas
De tron a 21 de Dezembro de 2006
Sempre a mesma qualidade, deixo a sugestão dum livro

Comentar