Quinta-feira, 26 de Outubro de 2006

Aculturação

 No Rádio Clube deu de manhã uma curta reportagem sobre a Escola António Sérgio no Cacém; sobre como ali se dão meninos de 18 nacionalidades.
 Sóbria e concisa, a jornalista focou a aculturação (na peça diz-se integração, mais corrente) dos meninos emigrantes, a normal curiosidade sobre a cultura uns dos outros e o modo natural de se darem assim todos. Ilustrou com depoimentos duma menina de Xangai, meia envergonhada por ser do campo lá na China; dum menino de Angola, com saudades da casa grande da avó; e se não me engano, duma menina da Roménia, que aprendeu com toda a facilidade o Português. Deu gosto ouvi-los exprimirem-se correctamente no nosso idioma.
 Inteligentemente, a jornalista Débora não maçou com folclore politicamente correcto que ficasse bem, muito na moda quando os temas dão para isso. Factos são factos, valem por si: meninos de 18 nacionalidades numa escola é um bom tema, não é preciso exagerar.
 Lembrou-me do Xan e do Fernando de Angola no meu tempo de liceu. Salientavam-se compreensivelmente pela etnia mas eram tão camaradas como os outros que jogávamos à bola nos intervalos das aulas. Naturalmente!

Estudo sobre o Vira
Aguarela de Roque Gameiro
em Luís Cabral .org

Escrito com Bic Laranja às 13:05
Verbete | comentar
8 comentários:
De Bic Laranja a 27 de Outubro de 2006
A novidade parece ser a enorme variedade de origens nacionais e étnicas na mesma escola. A jornalista falou em Torre de Babel. Não é bem porque porque aculturação dá-se logo pela aprendizagem do Português. São meninos de 10, 12 anos, aprendem depressa e uma cultura só rejeita o que lhe for estranho, não o que se molda a si. Parece-me que é o que se passa na escola do Cacém. // Obrigado pelos vossos comentários. Cumpts.
De Paulo Cunha Porto a 27 de Outubro de 2006
Meu Caro Bic Laranja:
Também vivi a mesma experiência, nos meus três primeiros anos escolares, na mesmíssima Província Ultramarina.
Abraço.
De mfba a 27 de Outubro de 2006
Pelo menos não são descriminados pelos nacionais, esperemos que a integração seja mais fácil.
De mfba a 27 de Outubro de 2006
talvez a integração seja mais fácil.Será?
Pelo menos não se sentem regeitados pelos nacionais.
De tron a 27 de Outubro de 2006
Para mim crinaças doutros países nas nossas escolas é indiferente, aliás até é positivo porque é uma forma de intercâmbio cultural e de intregação das várias comunidades na nossa sociedade.
Mas há muito ainda por fazer nesse ponto e uma das formas de acelerar essa intergração é aproveitar a excessiva mão de obra especializada que vem desde engenheiros a médicos vindos do letes da europa e se se dar a equivalência aos respectibvos diplomas além de se ensinar português o que iria reduzir as listas de espera com tratamento de excelência por que é sabido mundilamente a excelência da escola russsa de medicina ou como acham que Cuba tem grandes médicos, pois o tem e ainda bem para eles mas esses mesmos médicos quando alunos foram ensinados por enviados da ex-URSS, actual Rússia
De Bic Laranja a 27 de Outubro de 2006
Estas coisas são muito naturais. Obrigado a ambas pelos comentários. Cumpts.
De Intemporal a 26 de Outubro de 2006
Na minha escola eramos todos portugueses e nem por isso nos davamos muito bem.Como vêm já no passado eramos assim ................rs
De Caiê a 26 de Outubro de 2006
Na minha escola, havia também pessoas de outros países, naturalmente. Cresci junto de muitas nacionalidades, dado que vivia perto de uma marina. Mais tarde, acabei por trabalhar a leccionar português a pessoas de outras nacionalidades (e, curiosamente, até casei com um estrangeiro!). Também eu já vivi noutro país e nenhuma dessas realidades me é estranha ou invulgar.

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____