8 comentários:
De Bic Laranja a 13 de Agosto de 2006
Caiê: há muita mistificação por aí há! É precisa redobrada atenção aos discursos e às pronúncias para nos não deixarmos enganar. E eu nas pronúncias regionais deixo-me sempre encantar por todas. Grato pelo aviso. Cumpts. // Tron: se o que quer dizer é que o sr. ministro não corrige o disparate, olhe que a coisa é obra dele. E sabemos bem como ele é autista. Cumpts.
De tron a 12 de Agosto de 2006
mas o ministro da administrção interna coça os tomates
De Caiê a 12 de Agosto de 2006
A maneira de escrever ou dizer uma notícia é a maneira de a fabricar... o brainwashing anda aí!
pst... não existe um sotaque açoriano! Cada ilha tem um sotaque particular e bem diferente, varia muito de umas para as outras! O que chamas de sotaque açoriano é o da ilha maior que, infelizmente, é o que se vende como "açoriano" no Continente, sendo também o mais cerrado e menos bonito...
De Bic Laranja a 12 de Agosto de 2006
Obrigado! Cumpts.
De BS a 12 de Agosto de 2006
Ainda por cima, o edifício da BBDO em Portugal parece uma máquina de lavar.
Brilhante análise. Escrita fina.
Cumprimentos.
De Bic Laranja a 12 de Agosto de 2006
É tudo 'jumbo', não é, amigo Manuel? // A felicidade desta gente é a compra e venda entre si; por norma tornando árido o Erário. Um bom cenário - já vê amigo Paulo - para outros camelos 'aterrarem'. // Um abraço aos dois.
De Paulo Cunha Porto a 12 de Agosto de 2006
Meu Caro Bic Laranja:
Já se sabe que os políticos e a felicidade linguística são menos encontráveis do que os cactos e o gelo. Mas, ligando ao "post-scriptum", que admira que um conjunto de camelos transforme as asas da vida, tornando-as estéreis como um deserto?
Abraço.
De Manuel a 12 de Agosto de 2006
Meu Caro Amigo, tem a minha assinatura por baixo. E o avião é especial de corrida, sim. À descolagem, transforma-se num 747. Um abraço

Comentar