7 comentários:
De Bic Laranja a 23 de Março de 2006
Lá se foi o argumento da simplificação dos trocos. Cumpts.
De Lipa Xana a 23 de Março de 2006
Teve piada... e ando eu sempre à procura de mais 5 cêntimos... =) Bjs *
De Bic Laranja a 23 de Março de 2006
O freguês procurava a razão (justa) para o efeito bica. Cumpts.
De Paulo Cunha Porto a 23 de Março de 2006
Correndo o risco de desapontar O Mocho, tenho de falar da política: o freguês era um agitador. Se a resposta fosse "sim", virava-se para os outros clientes e dizia: pois! À nossa custa. Como foi "não", está, não tarda, a convencer o empregado de que é exploradíssimo. Tudo de acordo com a propaganda afixada.
Abraço & beijinhos ao Passaroco.
De Bic Laranja a 22 de Março de 2006
É ganância; mas usemos o eufemismo 'política'. Do (muito?!) que escrevi: também o seu artigo foi mais curtinho, embora lindamente ilustrado. Quem sabe se não foi para equlibrar! Cumpts.
De Mocho a 22 de Março de 2006
P.S. - Desta vez escreveste "imenso" no meu post. Estou admirada...ha, ha,ha!!!! Ainda gastas a tinta...(sim já sei, a irreverência a funcionar).
De Mocho a 22 de Março de 2006
Ainda têm a lata (efeito lata, percebes) de adiantar que é uma das formas de simplificar os pagamentos e de poupar nos trocos. Francamente!!!!! É por estas (não pelas outras)que não gosto de política. É demasiado adaptável para o meu feitio.

Comentar