9 comentários:
De Bic Laranja a 21 de Março de 2006
Menina Marota: muito obrigado pela sua amável lembrança e pelo delicadíssimo brinde. Já está no blogo. Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Março de 2006
Amiga Dª Mocho, pelo meio da brincadeira e da tabuada, &c., o ano subtraído foi o da Primavera da 1ª Classe. Que pode, em gíria ferroviária, ser considerado acima. Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Março de 2006
Caro Paulo Cunha Porto, felizmente a Primareva há-de-se cumprir, apesar de chegar hesitante. Hossanas!... Cumpts.
De Mocho a 21 de Março de 2006
Ops, subtrai-te um ano. Puxa, ainda se o aumentasse. Sorry!!!!!
De Mocho a 21 de Março de 2006
Vou já fazer contas de cabeça...ora, 1974...hum...pois...tabuada bem feita, contas de cabeça, reguadas, bibes, pátios, cabra-cega...essa data diz-me qualquer coisa :-)))
De Menina_marota a 21 de Março de 2006
A minha 2ª. classe... que saudades! Tranças loiras, fitinhas na cabeça, olhar malandro, trazia preço pelo beicinho o meu amigo Vitó... na altura, já gostava de Poesia, que o meu Pai me lia com frequência...
A minha favorita já era (porque era do meu Pai) Florbela Espanca...

É dela este Poema que aqui te deixo...


"Amo as pedras, os astros e o luar
Que beija as ervas do atalho escuro,
Amo as águas de anil e o doce olhar
Dos animais, divinamente puro.

Amo a hera que entende a voz do muro
E dos sapos, o brando tilintar
De cristais que se afagam devagar,
E da minha charneca o rosto duro.

Amo todos os sonhos que se calam
De corações que sentem e não falam,
Tudo o que é Infinito e pequenino!

Asa que nos protege a todos nós!
Soluço imenso, eterno, que é a voz
Do nosso grande e mísero Destino!..."

Um abraço neste Dia da Poesia




De Paulo Cunha Porto a 21 de Março de 2006
Meu Caro Bic Laranja: assim nos prometiam o Paraíso. E hoje, em que tantas paralelas promessas estão desacreditadas, esta ainda é das que subsistem: a altura em que Esse Maravilhoso Animal que é a Mulher sai da respectiva hibernação. Hossanas!
Abraço.
De Bic Laranja a 20 de Março de 2006
Obrigado! Cumpts.
De Lipa Xana a 20 de Março de 2006
Sabe tão bem quando o calor finalmente regressa... e o mesmo acontece quando lembramos aqueles "pedaços" meios esquecidos das nossas vidas. Gostei da recordação :)

Comentar