Segunda-feira, 14 de Agosto de 2006

Postas as batalhas como ouvis e vedes pintadas [...]

 « Ali se acendeu hûa forte e crua batalha ferida de guolpes quais os homens têm a costume de dar e não quejandos alguns escrevem. Pera que diremos guolpes, nem forças, nem outras rezões compostas por louvor de alguns, nem aformosentar estória que os sesudos não hão-de crer, de guisa que de estórias verdadeiras façamos fábulas patranhosas? Abasta que de hûa parte e outra eram dados tais e tamanhos guolpes como cada um melhor podia apresentar àquele que que lhe caía em sorte, de guisa que os muitos por sogegar [subjugar] os poucos e os poucos por se ver isentos de seus imigos, lidavam com toda sua força.»
Fernão Lopes, Crónica de D. João I, vol. 2, [s.l.], Civilização, imp. 1994, p.106.
A grafia foi actualizada excepto nos casos em que denota pronúncia diferente. O 'u' em hûa lê-se nasalado.

Nesta data comemora-se o dia da Infantaria.

(Como o Rei de Portugal derrotou o Rei de Castela em Aljubarrota.)


Excerto de Fernão Lopes adicionado às 21h 21m.

Escrito com Bic Laranja às 08:15
Verbete | comentar | comentários (4)
Domingo, 13 de Agosto de 2006

Super Gorila

 A sra. D. Maria Luísa trouxe do super um sabonete líquido. É da marca do super e tem um perfume igualzinho às pastilhas!...
Gorila
[
Será que fez compras no super Gorila?]

Escrito com Bic Laranja às 06:36
Verbete | comentar | comentários (6)

Suzanne Vega e Nova Iorque

Uma história desagradável (felizmente que é inventada) que ocorre em Nova Iorque...  Suavizada com a candura velada da Suzanne Vega.


My name is Luka
I live on the second floor
I live upstairs from you
Yes I think you've seen me before 
[...]

 
 [Olha se fossem os jornaleiros a contá-la!]

 

 

Escrito com Bic Laranja às 00:31
Verbete | comentar | comentários (2)
Sábado, 12 de Agosto de 2006

Vitimar aviões?

 A metáfora do avião cheio de crianças é uma bola de neve. É uma avalancha.
 É um plágio dos antigos — coisa requentada lá de fora, vendida neste umbigo rectangular como se fora original. O texto — injusto e descortês para a aeronáutica civil — é afinal a parte mais... criativa: «todos os anos cai um avião cheio de crianças em Portugal»; interessante é a elipse em «todos os anos a velocidade nas estradas vitima um avião cheio de crianças», que se presta a nexos de causalidade absurdos:
Foto: P.R.P.  — Então a velocidade vitima um avião? Que é lá isso?! O que vitima, ou melhor, o que faz cair um avião é o oposto: a falta de velocidade. Entre outras coisas...
 Ou leituras mais ou menos gramaticais:
  — Um sujeito veloz na estrada tem como predicado vitimar de tanto acelerar acaba voando e... choca com um objecto directo do voo - um avião - vitimando-o. Para piorar, é um avião com um complemento circunstancial intensamente povoado de crianças.
 Ora aí tendes o mais importante: um complemento circunstancial (va bene, leia-se crianças). Mas apesar da intensidade (avião cheio), a tragédia agrava-se com o outro complemento: o de tempo  — «todos os anos...»
 Esta avalancha criativa dos publicitários ultrapassa em alta velocidade a P.R.P., capaz só de campanhas a 10 à hora, do tipo «se conduzir não beba» ou «comigo a criança vai sempre atrás». O custo de produção desta original campanha foi vertiginoso: atingiu meio milhão à eura — já com I.V.A. e avião incluídos. Coisa assim, só possível a esse Fórmula 1 cheio de energia que é Galp. Eis a anti-sinistralidade rodoviária à grande vitesse — que é o mesmo que à grande e à francesa — e que é coisa bonita de ver a uma empresa pública... Perdão! É uma S.A.
 Não quis o sr. ministro Costa do interior ficar atrás e toca de acelerar a 1 milhão à eura com o Fundo de Garantia Automóvel no grande prémio da divulgação. Pública. Na comunicação social: pública e privada. E... (qual pescadinha de rabo na boca) nos 800 postos da Galp!
 Se bem que os aceleras hajam de continuar só a ouvir os subwoofers da estereofonia do carro, as crianças que andam de avião hão-de ficar mais felizes.
 E as que os pais tenham empresas que facturem a divulgação da campanha ao sr. ministro Costa do interior também.
 Ora aí tendes o mais importante: complementos circunstanciais.

 O mais triste é que face ao que se adivinha já sobre aviões e segurança, as pobres crianças — seja na pele delas ou na pele de adultos — nem uma garrafa de ¼ de litro de água haverão de poder levar na cabina: pode ser explosiva. Uma ironia para os mais de 60% de água que o corpo humano é.

Escrito com Bic Laranja às 08:21
Verbete | comentar | comentários (8)
Sexta-feira, 11 de Agosto de 2006

Condomínios

Olha que categoria de cidade!
Foi muito antes de haver complicações...

Av. Infante Santo, Lisboa (M.M.Jesus, 1957)
Av. Infante Santo, Lisboa, 1957.
Foto: de Manuel Mendes de Jesus, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

... por causa de fechar varandas.

Escrito com Bic Laranja às 18:39
Verbete | comentar | comentários (4)
Quinta-feira, 10 de Agosto de 2006

Aeroporto alternativo

Aeroporto de Cabo Ruivo, Lisboa (A. Goulart, 1962)
 Aeroporto de Cabo Ruivo vendo-se um hidroavião a seco, Lisboa, 1962.
Artur Goulart, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 22:25
Verbete | comentar | comentários (2)
Terça-feira, 8 de Agosto de 2006

Sem melhoras

 Hoje em dia ninguém melhora nada. Em lugar disso, a mais insignificante medida que se tome é imediatamente apregoada, alto e bom som, como garantia da MAXIMIZAÇÃO (1) de resultados por via da optimização de meios.
 Soa a melhoria definitiva, não é?!

Portugal, pompiers
Portugal: bombeiros, c. 1890-1910.
Foto: Chusseau-Flaviens, in George Eastman House.

 Devemos ter optimizado o calor...


(1) Maximizei o significante para optimizar a sua relação com o significado, coisa que posso publicitar como aumento maximização da qualidade ou, como também sói dizer-se: uma mais-valia. A pensar em si, benévolo leitor; sem mais encargos.

Escrito com Bic Laranja às 16:35
Verbete | comentar | comentários (8)
Segunda-feira, 7 de Agosto de 2006

Do cais de Gaia

Uma perspectiva parecida com esta, alguns anos antes.

Porto. Scene au port et rue
Porto: cena de rua no cais, V. N. de Gaia, [s.d.].
Foto: Chusseau-Flaviens, in George Eastman House.

Escrito com Bic Laranja às 13:51
Verbete | comentar | comentários (2)

Nas calmas

Tomámos [onte' à noute] café tranquilamente aí onde vedes. Mas cara lavada só na parte comercial, que o jardim tem-no a Câmara muito em desalinho.

Campo Pequeno, Lisboa [© 2006]
Lisboa — © 2006

Escrito com Bic Laranja às 06:22
Verbete | comentar | comentários (6)
Domingo, 6 de Agosto de 2006

Mais Expesso

 Um bom amigo que tenho, sempre mui atento, disse-me simpaticamente a propósito do Expesso, que me esquecera eu de dar ao rol do saco de plástico um cartãozinho de grandes descontos.
 Tentando colmatar a falha, cá deixo o cartão do saco plástico de ontem. E como o sei sensível ao Português, só espero que ele dê um descontozinho a 5
Vez[es] 2 Bilhetes com maiúsculas. Já conto menos é que ofereça até € 11,00 em preposições aos Produtos Bar ou que deixe de cobrar o preço normal das orelhas de burro ao ilustre xeque, i.e. Xeke, que redigiu o cartãozinho.

Grandes descontos (i.e. imbecis)

Escrito com Bic Laranja às 01:01
Verbete | comentar | comentários (11)
Sexta-feira, 4 de Agosto de 2006

Alcácer...

Alcácer do Sal (©2006)
 Alcácer do Sal, 2006.

Escrito com Bic Laranja às 06:44
Verbete | comentar | comentários (4)
Quinta-feira, 3 de Agosto de 2006

Não disse que faltava?

 Na Primavera, com a luz do amanhecer, consegui ver a Rua de São Sebastião através do nº 1 da Rua Viriato em Lisboa.
 
Rua Viriato, Lisboa [(c) 2006]
Rua Viriato sem nº 1, Lisboa, 2006.

Escrito com Bic Laranja às 19:15
Verbete | comentar | comentários (9)
Terça-feira, 1 de Agosto de 2006

T rraços do

 Na Vilamoura, além das oliveiras que bordejam a estrada de Albufeira, vi no mês passado que foi aceita (com exacerbado rigor fonético) uma proposta aqui feita há um ano.

Vilamoura, 2006
  Vilamoura, 2006.

 


T´rraços do  foi patrocinado por Constrói & Não Te Rales, Lda..

Escrito com Bic Laranja às 21:48
Verbete | comentar | comentários (6)

Um cromo em falta na colecção de Lisboa


Rua Viriato, n.º 1, Lisboa, [s.d.].
Foto de João Goulart, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 06:55
Verbete | comentar | comentários (7)

Abril 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
21
24
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____