Sábado, 12 de Janeiro de 2008

Salazar

 Não vi retrato nenhum de Salazar até bem depois de 74. Onde o podia ter visto faltava o cromo dele: era na cader-
neta
da Agência Portuguesa de Revistas do meu irmão. Ainda lá falta o cromo, mas já o vi na Internete.
 Não me lembra a primeira vez que vi Salazar (nalgum livro de História, possivelmente) mas lembra-me de uma vez perguntar quem era o Salazar à minha mãe e ao meu irmão. Que nunca o tinha visto. - "Nunca viste o Salazar?!" - admirou-se o meu irmão. - "Pois não. Ele era muito pequeno na altura, não se pode lembrar" - respondeu-lhe a minha mãe.
 Lembro-me bem é da péssima imagem que os de Abril me levaram a formar. Salazar era um nome proscrito. E em 1981 quando soube dum corredor de Fórmula 1 chileno chamado Eliseo Salazar senti genuína pena dele por ter um nome tão desgraçado.
 Tal é o poder da propaganda em mentes infantis.

Salazar (Carlos Alberto)
Doutor António de Oliveira Salazar, Presidente do Conselho.
Ilustração: Carlos Alberto Santos in História de Portugal, 13ª ed., Agência Portuguesa de Revistas, Lisboa, &c., 1968.


Nota: esta conversa ai em cima veio-me depois duns diapositivos em prosa no Funes, el Memorioso.

Escrito com Bic Laranja às 23:20
Verbete | comentar | comentários (20)

Uma decisão preliminar é como uma mulher meia grávida

Ou será uma decisão tomada dum calhamaço de engenharia aeroportuária de 355 páginas estudado de véspera?


Público no campo de aviação da Amadora, junto a aviões Vickers Valparaíso, Amadora, 1926.
Fotografia in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 12:24
Verbete | comentar | comentários (6)
Sexta-feira, 11 de Janeiro de 2008

Da Constituição ao tratado (um verbete desactual)

 Tem havido por aí agora muito quem compare o engenheiro Sócrates com o dr. Salazar. Descontando o mérito nos estudos (os académicos, não os independentes), a diferença é a que vai do tracto alienante que um não concebeu nem perguntou, à Constituição que o outro, para o bem ou para o mal, até plebiscitou.


Inauguração do Estádio Nacional, Lisboa, 1944.
Fotografia de Firmino Marques da Costa in Arquivo Fotográfico da C.M.L..


Na tribuna presidencial, dr. Mário de Figueiredo, Ministro da Educação Nacional; dr. Mário Paes de Sousa, Ministro do Interior; dr. Salazar, Presidente do Conselho e general Carmona, Presidente da República.
Por decoro não apresento aqui imagem do sr. engenheiro Sócrates...
Escrito com Bic Laranja às 00:00
Verbete | comentar | comentários (11)
Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2008

Gasolim, 2008


Rua de Entrecampos, Lisboa, [1961?].
Artur Goulart, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

E o triciclo de padiola que se vê?


Idem. Ibidem.

Escrito com Bic Laranja às 00:05
Verbete | comentar | comentários (5)
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

J.A.E.

 Sempre me fez espécie que a antiga Junta Autónoma das Estradas pudesse passar de E.P. a S.A. para disfarçar o deficit mas que a C.G.D. não pudesse passar de S.A. a E.P. por isso mesmo também.


Praça da Portagem, Almada, 1966.
Fotografia de Artur Inácio Bastos, in Arquivo Fotgráfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 18:03
Verbete | comentar | comentários (6)
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Imperativo de ética

 O dr. Poderoso foi ferido na honra. O seu bom nome foi arrastado pela lama por causa duma acusação nefanda. Mas o dr. Poderoso é pessoa de valores: a sua honra vale € 600.000,00, o que vendo bem, para honra, é barato.

Padrão do Senhor Roubado (Odivelas, s.d.)
Saloio limpando a lama do sapato, Senhor Roubado, [s.d.].
Fotografia: Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 21:33
Verbete | comentar | comentários (4)

Postalinho

Calçada do Moinho de Vento (Lisboa © 2007)
Calçada do Moinho de Vento, Lisboa
© 2007

Escrito com Bic Laranja às 00:07
Verbete | comentar | comentários (4)
Domingo, 6 de Janeiro de 2008

Elevando mais!...

Elevador do Lavra (Lisboa © 2007)
Elevador do Lavra, Lisboa, 2007.

Aqueles literalmente atrás do banco...

Escrito com Bic Laranja às 12:33
Verbete | comentar | comentários (4)

Elevador do Lavra

Elevador do Lavra (Lisboa © 2007)
Elevador do Lavra, Lisboa, 2007.

Aqueles nas escadinhas atrás do banco eram o Salteador da Vara e o terrêvel Jou Bernardo.
É melhor ir de elevador.

Escrito com Bic Laranja às 00:16
Verbete | comentar | comentários (10)
Sábado, 5 de Janeiro de 2008

O banco

Calçada do Lavra (Lisboa © 2007)
Calçada do Lavra, Lisboa, 2007.

Escrito com Bic Laranja às 07:49
Verbete | comentar | comentários (4)
Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

A causa deloittiana do sr. ministro da Saúde

 O prezado Manuel salva o sr. ministro da Saúde. Salva-o da mediocridade do governo por ter uma ideia para o sistema (de saúde - nacional é que não) e louva-lhe o empenho em na levar a cabo. Quero perceber-lhe alguma ironia, amigo Manuel. Nem todas as ideias têm jeito nem pô-las em prática nesse caso será coisa de louvar. Muito menos se salva da mediocridade alguém que é de boamente subalterno dum timoneiro que muda de um instituto público para uma universidade privada porque a segunda era ao lado do primeiro.
 Incisivo, o amigo Manuel ocorre-[lhe] perguntar, já não a este ministro, se há alguma ideia da capacidade que o interior tem para criar riqueza adicional e, havendo, qual é o número de pessoas, com os padrões actuais de vida, que essa riqueza pode fazer fixar.
 Há uma ideia, há. Se é de ministros ou de consultores vou pela segunda. E a ideia é que a capacidade do interior criar riqueza tende para zero. Logo quaisquer pessoas que lá vivam só vão dar despesa (agora só dizem 'custo' por causa do tal economicismo exigir sempre um saldo favorável à conta de proveitos). O realismo de racionalizar recursos aplicado à nação como a uma empresa leva infalivelmente à classificação dos cidadãos como recursos humanos. E como nas empresas os humanos quando estão a mais são recursos dispensáveis... Pois! Já se vê a ideia... Será ela ideia dum ministro de Portugal ou dum consultor?
 Outra ideia que daqui decorre é a dedicação exclusiva dos recursos ao 'core business' e no mais recorrer ao 'outsourcing'. Sugiro três temas para reflexão: campos de golfe, Europe's west coast e maternidades raianas (do lado de lá da raia, claro).
 Esta é a meu ver a filosofia subjacente à causa do sr. ministro. Por mais competência que ele atribua à equipa técnica que lha dita, a causa é deloittiana, não nacional. Essa é que é essa.

Serra de Monemuro (Castro Daire © 2005)
Estrada de Rossão (E.M. 1035), Serra de Montemuro, 2006.


Nota: espero que o muito tempo que levei a achar esta fotografia dum lugar ermo para melhor 'tratar' o que escrevo não seja sintoma daquilo que o sr. ministro anda a fazer implementar.

Escrito com Bic Laranja às 22:43
Verbete | comentar | comentários (4)
Terça-feira, 1 de Janeiro de 2008

D.G.S.

 O telejornal (todos eles, creio) abriu com a lei do tabaco. Levou mais de 10 minutos num périplo puritano de ver se a lei donde se pode fumar estava a ser cumprida. (Parece-me tempo excessivo, mas quem dá as notícias lá sabe de enfardar chouriços.) Como não fumo, a lei em concreto não me interessa, mas achei graça aos termos do locutor no fecho da reportagem: - "Esta proibição indicia um padrão de comportamento que está a ser aplicado na generalidade dos países da União Europeia".
 Muito bem! Depois de me terem vertido cidadão europeu por defeito dão de me aplicar agora o comportamento modelo.
 Não deve ser à toa que a sigla da Direcção-Geral de Saúde é D.G.S..

Agentes despejando bebidas alcoólicas no esgoto, E.U.A., anos 20
Agentes federais despejando bebidas alcoólicas confiscadas no esgoto, E.U.A., anos 20.
Fotografia em Associações Livres do Dr. X.

Escrito com Bic Laranja às 22:04
Verbete | comentar | comentários (12)

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____