Terça-feira, 8 de Abril de 2008

Os donos do idioma

E interrogou-se [o dr. Carlos Reis] - "se no futuro, os países africanos de língua oficial portuguesa, incluindo o Brasil, se entenderem quanto à adopção de uma ortografia comum, em que posição fica Portugal?"

 Primeiro: eu nego que o Brasil seja um país africano. A Geografia apoia-me. O Brasil, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe e o dr. Reis podem decidir sobre isso o que quiserem.
 Segundo: em que posição fica Portugal?! De pé, com cabeça erguida e a falar português. Nunca me dei conta que as doações de território em 1822 e em 1975 houvessem incluído a minha identidade portuguesa - dá-me ideia que foi exactamente ela que foi rejeitada. Só me faltava agora virem servis os srs. drs. Reis e Malaca mais uma República de basbaques para entregá-la e nivelar-me a grafia pela bitola do sotaque.

Missionário (Ilustr. de Carlos Alberto)
Acção civilizadora de Portugal. Missionário.
Ilustração: Carlos Alberto Santos in História de Portugal, 13ª ed., Agência Portuguesa de Revistas, Lisboa, &c., 1968.

(Texto alterado.)

Escrito com Bic Laranja às 21:54
Verbete | comentar | comentários (8)
Segunda-feira, 7 de Abril de 2008

Mercado de Arroios

 Praça está muito bem. Por isso as gentes o dizem. Mas então vieram os das iniciativas, os da inovação, mai-los das certificações e pespegaram lá com o rótulo na praça: 'Mercado de Arroios'. Arrivistas do bairro vêm da pretensa modernidade e, com os filhos nas creches e os pais nos lares proclamam tão alto quanto papagueiam doutrinadamente os modelos de negócio e as melhores práticas: - "Mercado de Arroios! Mercado de Arroios!"
 Por mais que se lhes diga que é - ou pode ser, vá lá - praça do Chile, como já o diziam os antigos, teimam que não.
 É deixá-los, que andam grávidos do futuro.

Praça do Chile, Arroios (E. Portugal, post 1942; A.F.C.M.L., B094593)

Praça do Chile, Lisboa, [anos 40].

Eduardo Portugal, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

 

Escrito com Bic Laranja às 22:24
Verbete | comentar | comentários (23)
Domingo, 6 de Abril de 2008

A praça do Chile

 Praça no sentido de mercado. O de Arroios. Em construção em 39, aqui já com a R. Ângela Pinto plenamente edificada. A perspectiva foi tirada do topo do nº 37 da R. Carlos Mardel, na direcção da Lucinda Simões. No cimo dela, da R. Lucinda Simões, o 98 (vê-se mais o 100) da Carvalho Araújo... - Em 39 foi quando faleceu a avó Rosário... - Vem-me  agora a ideia de... 
 Tenho ideia - não sei bem - de a minha mãe contar que se recordava de nem haver a praça. - Em se referindo ao mercado ela dizia praça. Disse sempre. - Não sei, agora vendo a imagem, se não é imaginação minha... De não haver a Alameda sei eu que ela mo disse.

Mercado de Arroios, Lisboa, 1939
Construção do Mercado do Alto do Pina (depois de Arroios), Lisboa, 1939.
Fotografia in Arquivo Fotográfico da C.M.L..


 Este postal é especialmente dirigido à Srª Dona T. como agradecimento do gentil anúncio à escrita deste nome.

Escrito com Bic Laranja às 00:01
Verbete | comentar | comentários (20)
Sábado, 5 de Abril de 2008

A perspectiva do Monte da Virgem

 O Telejornal da 1º Canal abriu à hora de almoço com o sr. Pinto da Costa berrando o seu desprezo pelos vermes. Não devia andar mais contente?


O anão Francisco Lezcano, dito "El Niño de Vallecas"
Velázquez, 1643-45
Óleo sobre tela, 107 x 83 cm
Museu do Prado, Madrid.

Escrito com Bic Laranja às 13:04
Verbete | comentar | comentários (9)

Grilo

O carro operário à espreita da alta velocidade.
Parece-me cá que faz mais falta um eléctrico (1)  dos Olivais (2)  à Baixa que um pêndulo a 300 km/h daqui para Espanha.
A menos que seja para fazer de Madrid um subúrbio de Lisboa...

Beato, Lisboa (Eduardo Portugal, 1940)
Confluência da Rua do Grilo com as calçadas de D. Gastão e do Grilo, Beato, 1940.
Eduardo Portugal, In Arquivo Fotográfico da C.M.L..


(1) Metro de superfície, dizem agora os modernos.
(2) Expo, dizem agora muito os modernos.

Escrito com Bic Laranja às 12:15
Verbete | comentar | comentários (6)

Chelas, Marvila, Beato - Barreiro

 A S.I.C. Notícias mostrou uma maqueta da ponte de Chelas ao Barreiro dizendo que vai ser construída em Marvila junto à Manutenção Militar, que é na Rua do Grilo, ao Beato.
 De certeza que o Barreiro não será no Montijo?

Manutenção Militar, Beato(J.H.Goulart,1970)
Rua do Grilo, Beato, 1970.
J. H. Goulart, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Escrito com Bic Laranja às 08:57
Verbete | comentar | comentários (2)
Sexta-feira, 4 de Abril de 2008

3.ª travessia

O governo vai mandar fazer uma ponte sobre o Tejo. Uma ponte entre Chelas e o Barreiro.
O governo não sabe que nem com a maré alta o rio Tejo atinge Chelas? É que mal chega aos artelhos de Xabregas!

Inundações em Xabregas, Largo do marquês de Nisa (F. da Cunha, 1946)
Inundações em Xabregas, Largo do Marquês de Nisa, 1946.
Ferreira da Cunha, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.


Notas:  o sr, primeiro ministro às vezes diz travessia porque talvez nunca tenha feito uma ponte; os srs. jornalistas só dizem travessia porque sabem bem que pontes é mais ao fim-de-semana.

Escrito com Bic Laranja às 07:30
Verbete | comentar | comentários (8)
Quinta-feira, 3 de Abril de 2008

Nuno Amado

 Ali na S.I.C. Notícias um senhor disse: - "O crescimento do crédito vai começar a diminuir em 2008."
 O crescimento vai começar a diminuir...?

 O crédito há-de continuar a crescer, portanto.
 Com taxa de juro maior, aposto.
 Para compensar a diminuição do tal crescimento que irá diminuir...

 Sede do Banco Totta & Açores, Rua Áurea, 1976.
 Arquivo Fotográfico da C.M.L..
 

Escrito com Bic Laranja às 23:49
Verbete | comentar | comentários (8)

2.ª travessia

Verbalizar

Pois lembrais-vos quando as travessias se faziam? Agora são coisas. Miríficas.

Escrito com Bic Laranja às 20:59
Verbete | comentar | comentários (2)
Quarta-feira, 2 de Abril de 2008

No fundo é um protozoário

Ameba Quando ontem ouvi a notícia na antiga Emissora cheirou-me logo a bizantinice... Uma firma /fundação de advogados (com nomes bem conhecidos) doou à cidade de Lisboa (nobre gesto) uma - dizem - escultura de ferro retorcido com perto de 1 tonelada, na condição de a Câmara a pôr em frente à sede da dita firma/fundação na Av. da Liberdade.
 Dizem as notícias que é a primeira... escultura a ser acrescentada à Avenida em quase 60 anos...
 Bom!  Não estando com isto a afirmar que o ferro forjado da - dizem - escultura provém dalgum dos prédios demolidos entretanto, julgo que o gosto do que agora plantaram em frente do 224 da Avenida se conjuga muito mais com os fungos arquitectónicos que ultimamente lá brotaram do que com a estatuária convencional que já lá existia.
 Mas a notícia do sr. jornalista Nuno Crespo no D.N. vai mais longe e afirma: «Eu Sou como Tu [é o título da coisa] vai ser a primeira escultura a, definitivamente, ter lugar na Avenida da Liberdade.».
 Definitivamente, a primeira.
 A primeira - agora digo eu - das coisas edificadas na Avenida a precisar de explicação (v. os quatro últimos parágrafos da notícia). Definitivamente para se não confundir com um certo D. Afonso Henriques ou com com uma minhoca guerreira.

(A imagem é da fundação...)

Escrito com Bic Laranja às 07:46
Verbete | comentar | comentários (12)

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____