Quinta-feira, 30 de Agosto de 2018

Da arte como buraco negro

«Ha arte que faz mal à saúde», in «O Diabo», 21/VIII/18

«Há arte que faz mal à saúde», in O Diabo, 21/VIII/18.

Escrito com Bic Laranja às 12:58
Verbete | comentar | comentários (2)
Segunda-feira, 27 de Agosto de 2018

O carro 501

 O eléctrico n.º 501, como antes disse, pertencia a uma pequena série de três carros construídos em 1913 e montados em zorras de grande distância entre eixos, como se bem via naqueloutra imagem. No caso concreto desta carreira (Belém-Xabregas) em que serviram até 1968, qualquer desses três raros carros podia ter proporcionado esta curiosa imagem.

Eléctrico 501, Alcântara (A.J. Fernandes, 1964)
Carro eléctrico n.º 501, Alcântara, 1964.
Augusto de Jesus Fernandes, in archivo photographico da C.M.L.
 

Escrito com Bic Laranja às 17:50
Verbete | comentar | comentários (2)
Domingo, 26 de Agosto de 2018

Duas de Benfica

 O archivista da Câmara Municipal deu esta a S. Domingos de Benfica. Aponta-a até à travessa dita de S. Domingos. E dá um livro onde tal deve estar publicado (*).
 Não é em S. Domingos. É na Estrada de Benfica, sim, mas ante a Igreja de N.ª Sr.ª do Amparo [dando-lhe as costas], como quem vira para Av. de Grão Vasco. Em segundo plano, paralela à Estrada de Benfica [por onde seguem os trilhos do eléctrico] percebe-se a Rua Emília das Neves. A casa mais alta de bom estilo que se lá avista ainda ali está: é o externato de S. Cristóvão.

Movimento de tropa, Benfica (J. Benoliel, c. 1916)
Movimento de tropa, Benfica, c. 1916.
Joshua Benoliel, in archivo photographico da C.M.L., A6524.


Outra do mesmo lugar, em ângulo aproximado, mas mais fechado, é a esta da Fortex.

 

Fortex, Benfica (A. de J. Fernandes, 1967)
Fortex, Benfica, 1967.
Augusto de Jesus Fernandes, in archivo photographico da C.M.L.

____

(*) Emília Tavares (orient. cient.), Joshua Benoliel, 1873-1932: Repórter Fotográfico, Lisboa, C.M.L., 2005.

Escrito com Bic Laranja às 10:02
Verbete | comentar | comentários (4)
Sábado, 25 de Agosto de 2018

Noite dentro

Ana Vidovic, Asturias (Leyenda)
(Isaac Albéniz)

Escrito com Bic Laranja às 00:35
Verbete | comentar
Sexta-feira, 24 de Agosto de 2018

Música ao serão

La Rumba, Entre Dos Aguas
(Melbourne, 2013)

Escrito com Bic Laranja às 21:38
Verbete | comentar
Quarta-feira, 22 de Agosto de 2018

Perfume (para afastar a esterqueira)

Entre Aspas, Perfume
(Ao vivo na Antena 3, 27/VI/2013)

Escrito com Bic Laranja às 21:45
Verbete | comentar

Lisboa de Me®dina…

Lisboa de Me®dina, 2018

Esterqueira, Lisboa — © 2018.

Escrito com Bic Laranja às 19:05
Verbete | comentar | comentários (10)
Sábado, 18 de Agosto de 2018

O Super Maxi

  Diz que ia acabar o Super Maxi, provavelmente o melhor gelado do mundo. (Digo gelado-rajá; porque gelado-sorvete, provavelmente o melhor do mundo é daqueles da Actor Vale...)
 Dizia do Super Maxi que ia acabar; fizeram até um grupo de lesados no livro das fuças a reclamar, mas também a explicar com as minhas conjecturas (passe a imodéstia) a razão da queda de vendas (presume-se) detrás do fim do Super Maxi.
 Isto pela Primavera deste ano.
 Bem! Como ia acabar, roeu-me a saudade e, com algum espírito de contrariar o destino, comprei então, por alturas de Junho, uma caixa de 6 que vi no super — restos de  stock existências em armazém, decerto. — Comprei e tirei-lhe o retrato, pois que ia acabar… E entretanto fiz eu o jogo da Olá e acabei com eles, os Super Maxis que comprara. Comi-os todos. Mesmo achando-os muito cristalizados e com o branco nada cremoso apesar da propaganda na caixa; antes como sendo mais água  congelada.

Super Maxi, o [pseudo] original — (c) 2018

 Mas não acabou aqui.
 Durante a vilegiatura no Algarve ainda me apeteceu jogar o jogo de contrariar o fado do Super Maxi — que acabara de acabar este ano — e pedi um na geladaria da praceta a ver no que dava. A resposta do Ti Pedro foi que, enfim... — Acabou! Já nã vẽ no cartaz e as pessoas já nã pédẽ.
 Mal resignado (e com certo espírito de contrariedade) ainda lhe lancei — E não sobra nenhum aí do ano passado? Isso no frio conserva-se...
 — Olhe! Tenho-os comido eu! As pessoas nã pédẽ... — E em desabafo abrindo a arca — Um gelade que já tinha uns 50 anes, veja lá! Uns 50 anes!... E nisto estende-me um Super Maxi — Tome! Nã tẽ de pagar nada.
 — Ora essa! Assim é que não pode ser...
 — Nã vẽ no cartaz, nã paga nada. — Ofereceu-mo.
 — ... Muito obrigado! — agradeci penhorado. — Agora é que acabou mesmo — pensei. — Não hei-de pedir cá mais nenhum; vai parecer que quero gelados de graça.

Cartaz da Olá, 1974 (Imagens de Marca)

 Mas também não acabou aqui.
 Há dias chega-me a Sr.ª do super e diz-me:
 — Comprei-te Super Maxis.
 — Mas já acabou!...
 — Não sei. Vi destes e comprei.

Super Maxi, o [verdadeiramente, parece-me agora] original (Foto do super Aldi, 2018)

  Pois bem! O Super Maxi ia acabar e acabou. Já nã vẽ no cartaz. E de Junho para Agosto mudam-lhe a caixa, mantêm que é o original, mas cortam-lhe a treta da anterior que dizia agora ainda mais cremoso.
 E sabe o benévolo leitor o que lhe digo? Agora, ao depois que acabou, o Super Maxi que vendem é verdadeiramente mais cremoso, tal como o primitivo. Ou o original.

Super Maxi, um cão com 42 (ou 44) anos ...

 

P.S.: hoje, no fim de acabado, sai a 100$00 cada rajá, o que pelo índice de preços do I.N.E. vai por uns 4$00 de 1976. Cuido que nesse ano já andaria pelos 5 mil réis. Há coisas que acabam e não se perde nada.

Escrito com Bic Laranja às 18:44
Verbete | comentar | comentários (8)

Expulsá-lo ou interná-lo?

Portão do Júlio de Matos, Lisboa (J. Santos, 1946)
Portão do Júlio de Matos, Lisboa, 1946.
Jaime Santos, in archivo photographico da C.M.L.

Em qualquer caso salivará a imprensa.

Escrito com Bic Laranja às 15:02
Verbete | comentar | comentários (4)
Quinta-feira, 16 de Agosto de 2018

Protecção civil do tempo da aviação heróica

 Grupo de notáveis da terra (ou da situação) no adro da igreja ante o mapa de Portugal.
 Ou o comando nacional (ou distrital) da Protecção Civil debruçado sobre o mapa dos incêndios para coordenação eficaz de metade dos carros da bomba e de 50% dos aeroplanos, os chamados meios aéreos e no terreno.

Adro, Portugal (J.C. da Cruz, s.d.)

Adro nacional (ou distrital) não identificado, c. primórdios da aviação.
José Chaves da Cruz, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 17:45
Verbete | comentar
Quarta-feira, 15 de Agosto de 2018

Falando dum coreto...

Coreto, Avenida (J.C.Cruz, c. 1900)
Coreto, Avenida (ante o n.º 232), c. 1900.
José Chaves da Cruz, in archivo photographico da C.M.L.

Um coreto pode servir de púlpito a muita conversa:

  1. Coreto, inaugurado em 15 de Agosto de 1894 [...] Coreto da autoria de José Luís Monteiro, foi transferido em 1932 para o jardim da Estrela, daí o nome de Coreto do Jardim da Estrela.
    (Título e notas no archivo photographico da C.M.L.)

  2. Elegante coreto que inicialmente se encontrava no passeio público da Avenida [*]. Foi executado em 1884 pelo engenheiro militar Soares de Lima. De realçar o trabalho decorativo do interior da cobertura do coreto.
    (www.e-cultura.sapo.pt/patrimonio)

  3. Foi construído em 1884 e encontrava-se originalmente no Passeio Público [*] antes da construção da Avenida da Liberdade. O coreto foi transferido para o jardim [da Estrela] no ano de 1936.
    (Jardim da Estrela, in Quipædia brasileira.)

_______

[*] O n.º 232 da Avenida da Liberdade fica no quarteirão entre a Barata Salgueiro e a Alexandre Herculano; o Passeio Público não passava da Rua das Pretas... Mas, bom! Fico-me por que possa ter sido realmente inaugurado em 15 de Agosto, por capricho ao dia de hoje.

Escrito com Bic Laranja às 20:32
Verbete | comentar | comentários (2)

Tem-se falado em comboios...

Chegada ao Caes do Sodré do primeiro comboio que circulou na linha de Cascaes, Lisboa. José Chaves da Cruz, 1894)
Chegada ao Caes do Sodré do primeiro comboio que circulou na linha de Cascaes, Lisboa, [1894].
José Chaves da Cruz, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 18:47
Verbete | comentar | comentários (2)

Shell modernista

Shell, Rua Andrade Corvo (A.J. Fernandes, 1961)


 Uma estação de serviço Shell em estilo modernista na Rua de Andrade Corvo, em Lisboa, oprimida (e condenada) pela C.ª dos Telefones...
 A fotografia é de Augusto de Jesus Fernandes, no archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 10:59
Verbete | comentar | comentários (5)
Terça-feira, 14 de Agosto de 2018

Oeiras visto do passado

R. José Diogo da Silva, Oeiras (H. Novais, s.d.)

Oeiras, [s.d.]
Horácio de Novaes, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 12:44
Verbete | comentar
Domingo, 12 de Agosto de 2018

Pornografia com os mais novos?!...

O cabeçalho do Púbico (isso mesmo!), hoje, é desta leveza:

... Com os mais novos (Público, 12/VIII/18)


Enquanto isto o Correio informa:

Correio da Manhã (12/VIII/18)

E o verdadeiro papão na imprensa de referência é...

 O Diário [Domingário] de Notícias adverte de fascistas à solta em Portugal, um papão estrangeiro respaldado em russos e italianos que são ferrados por inteiro como fascistas.
 E ilustra-o: com uma suástica a par das armas de Portugal...

Diário de Notícias, 12/VIII/18)

Porém...

 Se a janaria estrangeira for esquerdóide e alienada a psicotrópicos tão proibidos como o fascismo, não há papões; a lei é a da paternal complacência oficial. O caso já tem semanas, mas demonstra o paradigma.

Rute Fonseca, «Ministério da Saúde avalia [a] qualidade da droga em festival de música» (T.S.F., 19/VII/18)

 

Escrito com Bic Laranja às 11:47
Verbete | comentar | comentários (6)
Segunda-feira, 6 de Agosto de 2018

De brincar com o fogo e não sair queimado (ou de fazer pouco da gente)

Ana Varela, «Monchique é exemplo, considera António Costa» (Barlavento, 11-6-2018)

Ana Varela, «Monchique é exemplo[,] considera António Costa», in Barlavento, 11/VI/2018.

 ----  //  ----

 

Miguel Carrapatoso, «António Costa; 6 minutos e 47 segundos a limpar floresta», in Observador, 24-3-2018

Miguel Carrapatoso, «António Costa; 6 minutos e 47 segundos a limpar floresta», in Observador, 24/III/2018.

 

 

 ----  //  ----

 

 Meio minutinho na internete e o fedor da propaganda do governo é pior que o cheiro a queimado do jornalismo nacional.
 Incêndios?!… Deixai arder. Daqui por um ano veremos o pato a chapinhar nas caldas de Monchique ou a mergulhar na cisterna do castelo de Marvão.

Escrito com Bic Laranja às 21:11
Verbete | comentar | comentários (6)
Sábado, 4 de Agosto de 2018

O pato

 Dantes havia galinheiras na praça. Vendiam pintainhos. Não sei se ainda há… — Galinheiras. — Praças também não há lá grande coisa….
 Muita vez pedia à minha mãe um pintainho. Ela comprava-me sem obstar. Às vezes dois. Eu gostava. Quando davam em frangainhas era altura de as pôr na bagagem de férias para levar à avó Rosa. Quando íamos à terra por Agosto subtraíamos sempre uma galinha ou duas lá da capoeira (não sei se ainda há capoeiras…) para repasto da família; as frangainhas que levávamos eram para repor a criação. Eu dos pintos já crescidos não me ralava; não eram a mesma ternura dos pintainhos da praça…
 Duma vez vi patinhos. Pedi um à minha mãe, para variar, mas ela disse que não, decidida.
 — Porquê? — choraminguei. — São como os pintainhos e pintainhos a mãe compra-me!...
 — Não são — explicou. — Duma vez comprámos um patinho ao teu mano. Púnhamos-lhe água para beber numa tigela e o pato não fazia caso de mais nada: saltava-lhe dentro e entornava tudo; só queria nadar.
 Entendi perfeitamente.

Marcelo em Nandufe, Tondela (Lusa / C.M., 4/VIII/2018)

 

Escrito com Bic Laranja às 21:35
Verbete | comentar | comentários (8)

Os 44º de 4 Agosto do ano 18

Capturar

 
 Se a máxima hoje chegou aos 44º bateu os 43º medidos na Portela em Junho de 1981. Passa a novo record na capital. Esses 43º foram igualados não sei já se logo em Julho de 81, mas, de certo ao depois por algumas vezes; não vou agora ver da estatística dele… Isto oficialmente, claro, não contando medições particulares.

 Já agora, por 81 e de Julho desse ano, vem-me a lembrança do Verão da Fórmula 1, do Zé e do Pedro e do Jaime e, com ele, aquela história do Zé Laranjeira, recordada em presente histórico que me foi há tempos pelo Jaime:

 Julho infernal, nós a regressarmos da piscina, encontramos o Laranjeira e a sua cabeleira encaracolada à porta do Príncipe Ibor:
— Zé, amanhã estamos a combinar ir até à praia, alinhas?
— Praia? Agora? Nesta altura? Isto não é tempo de praia. Praia para mim é em Agosto!

 Estamos em Agosto; hoje a ideia fixa do Zé Laranjeira não lhe daria ângulo para não ir à praia. Talvez tenha ido… Já eu, hoje, a caloraça «de derreter os untos» apanhou-me a dormir a sesta; nem dei pelo record. Fica só o registo em prosa do que foi hoje e do que já houvera sido.

Escrito com Bic Laranja às 18:08
Verbete | comentar | comentários (2)

Lisboa, 1961

Duque & Cruz Lda., Madeiras; Materiais para Construção, Rua dos Açores, 1961. Augusto de Jesus Fernandes, in archivo phtographico da C.M.L.

Duque & Cruz Lda., Madeiras, Azulejos, Materiais para Construção, Rua do Visconde de Santarém, 77-79, 1961.
Augusto de Jesus Fernandes, in archivo phtographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 14:29
Verbete | comentar

Lisboa pitoresca

Rua dos Açores, 90, Lisboa (A. J. Fernandes, 1961)

Duque & Cruz Lda., Madeiras; Materiais para Construção, Rua dos Açores, 1961.
Augusto de Jesus Fernandes, in archivo phtographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 14:10
Verbete | comentar

Outubro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____