Sábado, 29 de Setembro de 2018

Vista do porto há 51 anos

Porto de Lisboa (J.F. Bromley, 29/9/1967)
Vista do porto
, Lisboa, 1967.

John F. Bromley, Lisboa: diapositivos 1962–2004, in Flickr.

Escrito com Bic Laranja às 09:00
Verbete | comentar | comentários (17)
Quarta-feira, 26 de Setembro de 2018

Radiotelevisão de desqualificados

 Concedo que será estulto esperar que na Radiotelevisão Portuguesa brasileira o jornalismo dê para aproximações ínfimas à cultura clássica. Mas ilustrar uma notícia sobre o embaixador Franco Nogueira com uma fotomontagem de Francisco Franco, caudilho de Espanha, e o Vale dos Caídos, é já qualquer coisa que nem consigo qualificar.

FullSizeRender.jpg
Ubris [i.é, Húbris ou Hybris = Ὑβρις, em grego], R.T.P. brasileira, 26/IX/2018.

Franco, sim, mas Nogueira («O Diabo, 25/IX/18)

«Franco, sim, mas Nogueira», in O Diabo, 25/IX/18.

Escrito com Bic Laranja às 16:55
Verbete | comentar | comentários (7)

(Des)assossego…

A Praia do Barril com a água a 25º C e a vida por lá…

Praia do Barril, Pedras d' el-Rei — © 2015

Praia do Barril, Pedras d' el-Rei — © 2015.

Escrito com Bic Laranja às 12:00
Verbete | comentar | comentários (2)
Sábado, 22 de Setembro de 2018

Rua castiça

Rua castiça, Lisboa (A. Ferrari, s.d.)


 Uma rua que não descubro onde seja; onde fosse... — Também não curo agora de saber. Hei-de ver...
 Mas cá vejo os típicos gaioleiros com janelas de bandeira, alguns com arrimos decorativos tão comuns como platibanda de balaustre e fachada de cerâmica — o azulejo tão nosso — lampiões de pé, um marco do correio; o camião dos vinhos ante a taberna…
 Lembra-me da taberna da esquina, na minha rua. Via o camião dos vinhos da janela da minha casa descarregar os pipos de vinho cheios e levar os vazios — numa vez que brincava na rua quase fui atropelado pelo camião dos vinhos; apanhei um susto valente porque atravessei de repente sem medir que ele lá vinha; o camionista fez uma travagem de chiar os pneus, gritou comigo lá do alto do camião e só achei segurança nos braços do Fernando da D.ª Vicência que tinha mais um ano que o meu irmão, já era rapazola; eu tinha uns 5 anos. Nesse dia minha mãe trancou-me em casa e não me deixou brincar mais na rua, de castigo. — Da descarga do camião que abastecia a taberna do Saraiva recorda-me a estranheza que me fazia descerem os pipos por uma padiola sem nos deixarem rolar; os homens baixavam o taipal do camião, punham a padiola e baixavam por ela os pipos cheios, longitudinalmente, não nos atravessando em posição de poderem rolar por ela até ao chão; isto quando para subir os vazios recolhidos da taberna, os faziam rolar a braço pela padiola acima; sempre achei que que era trabalho estranho não nos deixarem rolar na descarga, porque descerem-nos logitudinalmente à padiola os obrigava a empurrar para baixo para vencer o atrito dos pipos nos varais da padiola. Deixarem-nos rebolar na descida não seria tão mais fácil?
 Não sei se se isto entende.
 Todo ele, o que me recorda aqui, é duma idade em que observamos o mundo tentando apreender como se compõe. E chego aqui à conclusão de que nada disto compõe, já, o mundo. A distribuição de vinho não é em camiões de taipal carregados de pipos; os pipos foram proibidos nas tabernas e, as tabernas acabaram. O copo de três é uma memória extinta.
 Os gaioleiros também. Ruas só de gaioleiros já não há. —  Conheceis aí alguma que sobre?...

____
Rua castiça, Lisboa, [s.d.].
Amadeu Ferrari, in archivo photographico a C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 13:16
Verbete | comentar | comentários (8)
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2018

O.L.I.V.E.R.

 Máquinas agrícolas, tractores; tinturaria Cambournac – agência; e a Havaneza da Alameda, na Rua Actor Isidoro, N.º 1. No tempo em que as siglas se escreviam com pontos de abreviatura.

 

Alameda, Lisboa (A. Ferrari, c. 1960)
Alameda, Lisboa, c. 1960.
Amadeu Ferrari, in archivo photographico da C.M.L.

 

Ah! E a rodovia calçada a basalto.

Escrito com Bic Laranja às 21:07
Verbete | comentar | comentários (12)
Domingo, 16 de Setembro de 2018

Variedades: Tony & Tom

Tony Bennett, Tom Jones — Fly Me To The Moon
(Espectáculo de variedades: «This Is Tom Jones», América, 1969)

Escrito com Bic Laranja às 22:25
Verbete | comentar

Quinta de Montalegre…

Estádio da Luz, Quinta de Montalegre (M. Oliveira, 1955)

« […] Após os correspondentes estudos técnicos preliminares e tendo como alvo prioritário a Quinta de Montalegre (Quinta de Carlos Anjos ou Quinta de D.ª Leonor), seguiram-se os preparativos do local onde seria erguido o futuro complexo desportivo do Sport Lisboa e Benfica. Árduos trabalhos que consistiam na terraplanagem das áreas pré-sinalizadas, já depois do selvático arranque pela raiz de cerca de duas mil oliveiras centenárias de excepcional produção de azeitona e dezenas de árvores de fruta, além do extermínio do bosque de buxos e outras espécies arbóreas que embelezavam a Cascata Monumental.
[…]
 Depois e no impulso seguinte, demoliram as casas de habitação, palheiros e estábulos, arrasaram a viçosa horta (a menina dos olhos da herdade) e o tanque de rega, soterraram poços de água potável, destruíram importantes lençóis aquíferos e a mina de água que abastecia a Cascata Monumental. E no assalto seguinte, revolveram os excepcionais solos de alta produção cerealífera e esventraram o subsolo até à profundidade desejada onde seria assente o chamado rectângulo de jogo. »

Fausto Castelhano, «A Quinta de Montalegre e o Bonifácio», in Retalhos de Bem-Fica, 2/VIII/2015.

 Na imagem, ao cimo, o muro da Azinhaga dos Soeiros cortando a paisagem, precário caminho para o novo estádio (a par da Az. da Fonte). À esq. as casas da Quinta de Montalegre, cuido, e à direita as ruínas do Casal do Caeiro, que ficava encravado na dita quinta. Mais além as casas da Quinta da Panasqueira, talvez…

 Passados estes anos todos, demolido o primitivo estádio de betão e reconstruído um de Lego, acham-se por ali ácaros cibernéticos a escavar toupeiras. Novas culturas que o progresso traz.

________
Fotografia: Estádio da Luz, Quinta de Montalegre, 1955. Mário Oliveira, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 11:36
Verbete | comentar | comentários (2)
Sábado, 15 de Setembro de 2018

Da alienação ainda mais estúpida

Klinica we care, Saldanha — n.º 7 397 © 2015
Klínika (com acento esdrúxulo) we care, Lisboa — © 2015.

Escrito com Bic Laranja às 22:02
Verbete | comentar | comentários (6)

Da alienação estúpida

A alienação subconsciente, Porugal  — © 2018

 Nada disto já leva emenda. A alienação a referências lá de fora é uma constante que povoa o subconsciente do indígena. Não há título, nome ou marca comercial que não reverbere o bárbaro: do stand de automóveis qualquer coisa car à agência de administração de condomínios Great House, passando pela faxineira Molly Maid ou outra merdice maid, o português só se dá conta de português pela selecção cervejeira. Uma coisa fomentada de dois em dois anos por reportagens assaz brilhantes sobre o autocarro da selecção. E até nisso nem é da selecção. É antes uma brasileirada que as televisões adutaram...
 Porquê tal referência? A Route 66 é que dá essência à E.N. 2? Bardam... ao Sapo mais ao destaque! A Sarah e o Rui (ou será Roy) que se enxerguem! Ou se rendam meramente ao bárbaro. O Português acabou, afinal! É feio bater nos mortos.

Escrito com Bic Laranja às 19:54
Verbete | comentar | comentários (2)
Quinta-feira, 13 de Setembro de 2018

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8429.

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8429.

Escrito com Bic Laranja às 20:45
Verbete | comentar | comentários (2)
Quarta-feira, 12 de Setembro de 2018

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8417.

 Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8417.

Escrito com Bic Laranja às 20:41
Verbete | comentar
Terça-feira, 11 de Setembro de 2018

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8418.

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8418.

Escrito com Bic Laranja às 20:39
Verbete | comentar | comentários (2)
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2018

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8355.

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8355.

Escrito com Bic Laranja às 20:35
Verbete | comentar
Domingo, 9 de Setembro de 2018

Palácio Nacional da Ajuda

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8341.

Ajuda, Lisboa — © 2008. Série Cristal, n.º 8341.

Escrito com Bic Laranja às 20:32
Verbete | comentar
Domingo, 2 de Setembro de 2018

Setembro

 Este ano ouve-se para aí que não muda a hora. Os mandarins de Bruxelas sondaram para se não mudar — descobriram que faz mal à saúde… 4 600 000 de europeus responderam (3 000 000 deles terão sido — é isto o jormalismo — alemães); 4/5 diz que disseram que não mudasse a hora. Os mandaretes do protectorado rectangular nada farão senão cumprir o que palpitou essa mole de germânicos. Tempos houve em que a hora legal em Portugal era sopesada cá, por gente de cá, e decretada soberanamente.  Depois do grande acidente nacional acomodaram-nos ao estrangeiro. Agora é como é.

 Ainda assim (sendo que Portugal acabou) menos mal…

 Setembro está para Março…
 O mês mai' radioso é Junho. Gosto dos meses luminosos. Julho está para Maio — mais dez, menos dez dias; Agosto para Abril… A diferença é o calor; Julho, Agosto e Setembro são no Verão.

 Em Abril, vindo do Inverno tristonho, os dias parecem-me sempre mais radiosos (salvo quando chove); frescotes, brumosos, mas mais radiosos, prenúncio de dias ainda maiores e, do Verão. O ânimo anima-se-me.

 Dantes, os alfacinhas abriam a época das hortas em Abril. A romaria dos domingos aos retiros arrabaldinos seguia até Outubro, tanta vez entre fados e esperas de toiros. Mas eram as pescadinhas de rabo na boca que chiavam tardes inteiras na sertã ou o coelho que ia para a caçarola enquanto na almácega nadava a alface, a refrescar.

 Tempos bons de prazeres simples...

 Cuido que herdei uma inconsciência do ciclo desses tempos. Vou tomando consciência agora.
 De Abril sinto-me antecipar com prazer os dias grandes e radiosos do Verão. Por Abril, entre brumas que embranquecem ainda as manhãs frescotas de Primavera, cada sábado e domingo madrugo propenso ao devaneio: pela manhãzinha me levanto e barbeio com fados de antigamente ecoando fanhosamente duma grafonola pela jinela aberta do saguão onde pouso o espelho de mão. Capricho meu, repartido com uma vizinhança, que não madruga nem se vê (nem é de cá). O ideal seria a cena com bacia e gomil numa trapeira com o velho faduncho a repercutir-se por telhados castiços, entrevendo do Tejo. A vida tem limites. O tempo mata os horizontes.
 Supre-se-me o devaneio. Setembro é deprimente. Os dias encurtando-se e ao depois, enfim!... Deviam era logo decretar o fim do Inverno, pela minha rica saúde.

Nesga do Tejo, Alfama (Adiça), 195… Artur Pastor, in archivo photographico da C.M.L.



_____
Fotografia: S. Miguel e o Tejo tomados da Adiça, Alfama, 195... Artur Pastor, in archivo phtographico da C.M.L.
Fado: Amália, As Penas (Fernando Caldeira/«Fado Bacallhau»). Continental, Rio de Janeiro, 1945.

Escrito com Bic Laranja às 08:41
Verbete | comentar | comentários (14)
Sábado, 1 de Setembro de 2018

E.N. 104, km 12

EN 104, km 12
E.N. 104, km 12, Trofa, 2012.
Fotografia: cortesia do Sr. J.A.A.P.

 

Entretanto a imagem parece que perdeu a actualidade. Peço desculpa ao autor.

Escrito com Bic Laranja às 17:15
Verbete | comentar

Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____