Terça-feira, 22 de Janeiro de 2019

Versos de Amália à TAP, poesia de Portugal

Bem haja pela mensagem
Generoso Comandante
Pois assim eu na viagem
Vou muito mais confiante!

Na TAP vai-se-me o mêdo

Que no ar é alergia
Querem saber o segrêdo?
É a vossa simpatia

Amalia Rodrigues

 

Versos de Amália à TAP, autógrafo in Inter TAP, n.º 27, Out.-Dez. 1969
(Autógrafo em versos de redondilha maior a pp. 15 do exemplar da Inter TAP, n.º 27, Out.-Dez. 1969, depositado na Hemeroteca da C.M.L.)

Escrito com Bic Laranja às 21:30
Verbete | comentar | comentários (4)
Domingo, 20 de Janeiro de 2019

Hesperia

 Como não apprecio o Inverno e me desgostam os dias curtos venho por aqui muito em 20 de Janeiro com o rifão popular. Por elle lembrou-me ha annos o confrade Manuel d'outro -- «por S. Sebastião, laranjinha na mão» -- a proposito da data do calendario.
 Se em 20 de Janeiro me inspira a dias maiores, laranjinha na mão em dia de S. Sebastião aviva-me o Algarve (elle até ha agora um annúncio), provincia cá muito dos meus dias estivaes, os mais longos de todo o anno, terra de moiras encantadas, jardim das hesperides...



 Rezam as etymologias que as laranjas vieram da Asia á Europa no tempo das Cruzadas. A Historia affirma-o sem azedar, mas ao depois conta d'uma variedade mais doce de laranjas trazida ao velho continente pelos portuguezes, na torna-viagem da India.
 Tenho para mim que ha trama dos deuses n'estas voltas de portuguezes com laranjinha na mão.
 -- Não são as laranjas, afinal, as «maçãs» d'oiro que Gea (Terra) offereceu a Hera quando esta desposou Zeus?

 -- E não era Hesperia (do gr. έσπερος = entardecer) nos mythos antigos um jardim de laranjaes a occidente, velado por nymphas, as hesperides?
 Pois o Algarve, o Occidente da moirama, era já o Occidente dos poetas da Antiguidade; o limite terrestre à beira do grande rio Oceano que contornava a Terra, onde o Sol se punha e ainda n’estas tardes tem o seu occaso. E... onde as árvores por encanto davam (e dão) «maçãs» d'oiro.
 Chamavam os gregos Magna Hesperia á Italia só porque se lhes quedava immediatamente a occidente.  A Ultima Hesperia, porém, o verdadeiro jardim das hesperides -- que Estrabão situou na região de Tartessos --, vem com isto a ser o nosso Algarve. As moiras encantadas só podem descender das nymphas. E os laranjaes de «maçãs» doiradas ainda lá estão, para ninguem no desmentir.
 Quanto ao equívoco geographico dos gregos, tractaram os deuses de emmendá-lo: laranja em grego diz-se πορτοκάλι. Certamente para que apprendam.

 

(Imagem de APSmedia para a Compal.)

__________
Originalmente publicado no dia de S. Sebastião de 2014.

Escrito com Bic Laranja às 22:05
Verbete | comentar | comentários (7)
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2019

No tempo em que a farda não eram coletes

Hospedeiras da T.W.A., Paris (L. Dean, 195...)
Assistentes de Bordo da T.W.A., Paris, 1963.
Loomis Dean, na rede da Internete.

Escrito com Bic Laranja às 14:26
Verbete | comentar | comentários (14)
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2019

Mundo de brincadeira (novos tempos!…)


Trotinetas, Alvalade — © 2019
Trotinetas, Alvalade — © 2019

Escrito com Bic Laranja às 08:03
Verbete | comentar | comentários (11)
Quarta-feira, 16 de Janeiro de 2019

Bons velhos tempos

Super Constellation, Salisbúria (B. Robbins, 1959)
Escala dum Super Constellation da TAP em Salisbúria, Rodésia, 1959.
Brian Robbins, in Airliners.

Escrito com Bic Laranja às 14:06
Verbete | comentar | comentários (4)
Domingo, 13 de Janeiro de 2019

Da mescambilha à especulação ou vice-versa

Correio da Manhã, 13/1/19
(Correio..., 13 de Janeiro de 2019.)

Escrito com Bic Laranja às 14:26
Verbete | comentar | comentários (2)
Domingo, 6 de Janeiro de 2019

Em dia de Reis de 2019

 Sinta-se o benévolo leitor livre da caridade de escolher um postal da Adoração dos Reis no sortido fofo de palhaços de neve, da Coca-Cola, do P.A.N. ou de artifícios catitas que a Cruz Vermelha Portuguesa lhe vende para ser (ela) solidária.
 Feliz dia de Reis e ano bom!

Cartões de Natal da Cruz Vermelha Portuguesa, Telheiras — © 2019
Cartões de Natal da Cruz Vermelha Portuguesa, Telheiras — © 2019

Escrito com Bic Laranja às 14:59
Verbete | comentar | comentários (2)

Friagem

 Chamar-se Sábado e sair à quinta já havia de dar para perceber… Mas como se escrevia em português, lá ia… Não que me não irritasse o desacerto desse jornalismo de sábado à quinta; duma Joana Marques inane a um João Pedro George com alvará de sociólogo — publicista de mão canhota, leia-se — ou, do anafado jacaré que queria ser lagartixa.

Governo Sombra, T.V.I. (n/ id., 2018)

 Na outra semana, numa reportagem sobre o Governo Sombra (Ricardo Felner, «Estivemos nos bastidores do Governo Sombra», in Sábado, 27/XII/18) esse zénite rectângulo-itinerante da alta cultura cosmopolita nacional-lisboeta, (re)descobri que o Calimero foi ao cu à abelha Maia (sic) num diálogo telegráfico (agora diz-se por sms) personificado pelo culto Vaz Marques (vejo-o a ler livros na casa de pasto ali em baixo; o dono diz que despacha tomos de peso em menos de duas horas) e o cgonista de digueita,coiso, que assina cgónicas na última página do Púbico (isso mesmo) e que caguega nos egues nas suas locuções na rádio e na TV. Nessa reportagem ainda fiquei a saber que o histrião-mor, comunista (não sei se) militante, filho de aviador da TAP e neto da avó, pagou um jantar no Belcanto [pub] (cerca de 500 euros) por chegar atrasado às gravações.
 Teve graça esta nota dos modestos hábitos pantagruélico-comunitários desta fidalguia nacional, porquanto era esta reportagem sobre ela logo seguida na referida revista Sábado por uma outra com parangonas de truz:

O exílio português de luxo do ditador Fulgêncio Baptista

Fugêncio Baptista, Madeira (n/ id., 1959)
Fulgêncio Baptista, Madeira, c. 1959.
(in Sábado)

 De luxo e ditador… — Hum! Quantas vezes terei lido ditador  na Sábado a adjectivar o Fidel de Castro?! Já para não falar em comezainas de cem contos de réis nalgum Belcanto da Havana, hem?!…

 Enfim! Como disse, a coisa lá ia, comprada à quinta por capricho…

 Pois «ao fim de dez anos», aparece-me de entrada o Dâmaso a justificar o abraço da cacografia brasileira porque… «já passaram dez anos» que ela por aí anda! — Ah, pois anda! Mas é que anda mesmo!… — E este Dâmaso (que nem chega a ser de Salcede) justifica por menos do que um porque sim o que nem careceria nunca de atenção. Há quem lhe chame progresso, e parece que é por aí que o pobre Dâmaso se perde: abraçar a actualidade com dez anos de atraso?! No saco de plástico (agora deu em saco de papel) mal viram a moda, foi logo — chic a valer! Como quererá o Dâmaso ser jornalista director, chefe de redacção ou lá o que é, com novidades assim, com dez anos de atraso?

Sábado, 3/1/19
(Revista Sábado proscrita, 3/I/19.)

 De jornais com ortografia que se leia, sobram o Avante estalinista e o Avante trotskista, vulgo, Púbico (isso mesmo). Além d' O Diabo, o único que me merece a pena ler e que espero se não conspurque coa javardice do Acordo (dito) Ortográfico. O resto é jornalismo (jornalismo?) para esquecer.

 Desejo para 2019 que a Primavera venha depressa e o Verão se ao depois não acabe. Até lá, cuidado com a friagem.

____
A imagem do Governo Sombra é da Sábado, uma revista brasileira que sai à quinta em Portugal.

Escrito com Bic Laranja às 10:33
Verbete | comentar | comentários (5)

Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
12
15
16
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____