Domingo, 31 de Março de 2019

À manhã é longe de mais


SEDA, Amanhã é Sempre Longe Demais (Rádio Macau)

Boa noite!

Escrito com Bic Laranja às 21:45
Verbete | comentar | comentários (4)

Sr.ª da Hora… de Verão

Estação da Trindade,  Porto (© Migu Schneeberger, 1977/78)
Trindade, Porto, 1977-78
© Migu Schneeberger, in Portugal Velho.

Escrito com Bic Laranja às 07:13
Verbete | comentar
Sábado, 30 de Março de 2019

Rag-time Abba


Gunhilda Carlinga, Dancing Queen (Abba) à moda dos anos 1920.
(Jukebox pós-moderna)

Escrito com Bic Laranja às 19:47
Verbete | comentar | comentários (2)

Dias da rádio?


Robyn Adele Anderson & Dave Koz, Careless Whisper (Wham!) à moda dos anos 30.

Escrito com Bic Laranja às 16:45
Verbete | comentar
Sexta-feira, 29 de Março de 2019

A pontualidade britânica já não é o que era


Pontualmente Atrasado (Reino Unido, 1986)

Escrito com Bic Laranja às 13:52
Verbete | comentar | comentários (2)
Quinta-feira, 28 de Março de 2019

T.A.P.: 1.º curso de Assistentes em fototipia animada

T.A.P.: 1.º curso de Assitentes de Bordo, Aeroporto da Portela, 1947. Fotografia: autor n/ ident. Esp. do C.te Amado da Cunha; col. do Sr. Ant.º Fernandes.

T.A.P.: 1.º curso de Assitentes de Bordo, Aeroporto da Portela, 1947. Fotografia: autor n/ ident. Esp. do C.te Amado da Cunha; col. do Sr. Ant.º Fernandes.

_____
T.A.P.: 1.º Curso de Assistentes, Aeroporto da Portela, 1947.
Helena Calafate, Natália, [?], Mrs. Summers (instrutora), Ana Duarte, Françoise, Ruby, [?].
Esp. do C.te Amado da Cunha; col. do Sr. Ant.º Fernandes.

 

Escrito com Bic Laranja às 11:12
Verbete | comentar | comentários (3)
Quarta-feira, 27 de Março de 2019

Autonomia de madeira, soberania de pau

D.R., I Série, 27/4/2019
(D.R., I Série, 27/4/2019)

 A assembleia regional da Madeira resolveu reconhecer um órgão de soberania dum Estado soberano. E se resolver declarar-lhe guerra?

Escrito com Bic Laranja às 17:09
Verbete | comentar

Fototipia animada

Super Constellation. Painel do mecânico de voo a ser vigiado em viagem (Mec. de voo Serra Afonso e Luís) s.l., 1958  Fotografia: autor n/ ident. Esp. C.te Amado da Cunha; col. Sr. Ant.º Fernandes.
Super Constellation.
Painel do mecânico de voo a ser vigiado em viagem (Mec. de voo Serra Afonso e Luís), s.l., 1958.
Fotografia: autor n/ ident. Esp. do C.te Amado da Cunha; col. do Sr. Ant.º Fernandes.

Original em p/b animado via ColouriseSG por sugestão do benévolo leitor B.H.

Escrito com Bic Laranja às 13:18
Verbete | comentar | comentários (4)

História com asas

 […] Findas as aulas teóricas, as muitas sessões de simulador e o Voo Base (voos de instrução, sem passageiros) fomos finalmente para a Linha, com passageiros e tudo mas assistidos por um Comandante encartado. Desses voos assistidos em linha por outro Comandante, antes de eu ser largado, lembro-me principalmente dos dois primeiros.
 O primeiro de todos, um Lisboa-Genève-Zurique, com o Comandante Queirós. No dia 6 de Abril de 1977 no CS-TBK. E lembro-me porque sendo o primeiro voo de todos como Comandante, embora asistido, o controlador suíço de Genève resolveu mudar a pista no último instante e consciente da quase impossibilidade de uma aterragem segura naquelas condições me ter até perguntado:
 — Você consegue?...
 Com a minha nenhuma experiência em Comando e naquele avião (era o 1.º voo e com a responsabilidade de ter a cabina cheia de passageiros, que nunca sabem o que está prestes a acontecer...) fiquei mudo aqueles milésimos de segundo que parecem sempre uma eternidade, sem saber o que lhe responder…
 O Queirós disse-me rapidamente que sim, eu podia e assim aceitei a rasteira do controlador. Mas o Queirós ensinou-me como fazer, sentado na cadeira atrás de mim:
 — Reduz toda a potência, já! Trem em baixo! Não desças! Deixa a velocidade cair!
Flaps todos em baixo! Aterra agora… E lá passei eu aquela montanha entre Lyon e Genève com enorme razão de descida em direcção à pista mesmo em frente, a querer desaparecer-me debaixo do nariz do avião…
 Mas fiz uma boa e segura aterragem.
 Já na Placa do Aeroporto o Queirós ensinou-me mais uma coisa:
 —  Da próxima vez quando ele te perguntar se és capaz, responde-lhe: — Eu não e você?!
 Obrigado, Queirós, lá onde estiveres!

Cte. Cavaleiro, «Aviões que voei. Eu e o Boeing 727, na TAP», in Rio dos Bons Sinais, 2/11/2014.


B727, CS-TBK, «Açores», Aeroporto da Portela, 1979
© Stefan Roherich, in Jet Photos.

Escrito com Bic Laranja às 09:18
Verbete | comentar | comentários (12)
Sábado, 23 de Março de 2019

Da «façanha que supera todas as proezas de sua época»

…que supera todas as proezas de sua época

« Não, homem da rua que me leres. Ao passares pelo monumento que exalta a memória do grande capitão que foi Fernão de Magalhães, não voltes a cara com desprezo. Porque aquele bronze não representa apenas uma homenagem do Chile a um grande navegador que, «atraiçoando Portugal», se teria limitado ao descobrimento das costas da América do Sul. Aquela figura simbólica sintetiza feitos como o de Gama, aliados aos de Albuquerque, os quais não interessaram só à Espanha mas assombraram o Mundo, com uma travessia oceânica, «cúmulo de energia e arrojo». Para lhe abrir com a sua esquadra o caminho do seu «Mar del Sul», e lá descobrir «tierras e islas», foi preciso lutar, com braço e alma de aço, contra uma rebelião dos companheiros espanhóis, realizando depois a parte mais longa e mais árdua da viagem à volta do Mundo.
   […]
   Pois nada disto impediu historiadores de tentarem diminuir o feito pessoal do português Magalhães — «façanha que supera todas as proezas de sua época» — escreveu Stefan Zweig — a fim de disfarçar a oposição levantada pelos oficiais da frota na busca de uma passagem para oeste do Atlântico, a ponto de a maior das naus ter desertado para Espanha! E tanto que, quando depois, pela chegada lá da «Victoria», se soube a verdade, os autênticos traidores nem foram punidos pelas suas calúnias contra o heróico capitão-mor.
   […]
  Certo, o papel de quem levou a «Victoria» a Espanha, por caminho já muito trilhado por outros mareantes, foi na verdade secundário, se o compararmos com aquele desempenhado por Magalhães. Porque este, chefe e navegador, tendo vencido elementos e homens, acabou perdendo a vida em luta pela Espanha. O que por ela não foi exaltado, só para evitar que o sucesso da mais difícil parte da viagem, chefiada por Magalhães, pudesse recair sobre um não espanhol.
    [...]
   Assim, na sua famosa navegação, escasso de recursos, explorando um nova [sic] canal, e cortando um desconhecido oceano, longe de nos «atraiçoar», abrindo aos rivais espanhóis os portos orientais, aquele audacioso chefe de bronze, que foi Magalhães, queimando a sua vida, até nos ampliou o Brasil. E devemos orgulhar-nos de que também tivesse sido português o primeiro capitão-do-mar a passar com uma esquadra do Atlântico para o Pacífico, como já foram portugueses aqueles que o fizeram para o oceano Índico.

   Tal é o elevado conceito que, quando for gravado na base do Monumento, concretizará a incontestável glória da figura mundial, que foi o navegador português Fernão de Magalhães!»

Gago Coutinho (Almirante), A Náutica dos Descobrimentos, vol. II, Agência-Geral do Ultramar, Lisboa, 1969, pp. 119-135 passim.

Inauguração da estátua de Fernão de Magalhães, Praça do Chile  (Judah Benoliel, 1950)
Inauguração da estátua de Fernão de Magalhães, Praça do Chile, 1950.
Judah Benoliel, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 13:54
Verbete | comentar | comentários (6)

Cova da Moura com tempo mais ou menos

Ou abertura da Av. do Infante Santo, para os mais modernos.

Cova da Moura, Pampulha, 1949. Roiz, in archivo photographico da C.M.L.
Cova da Moura, Pampulha, 1949.
Roiz, in archivo photographico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 10:43
Verbete | comentar | comentários (7)
Sexta-feira, 22 de Março de 2019

Lisboa — Praça Duque de Saldanha

Cine-Teatro Monumental, Saldanha, post. 1951

Cine-Teatro Monumental, Saldanha, post. 1951.

Escrito com Bic Laranja às 17:46
Verbete | comentar | comentários (2)
Quarta-feira, 20 de Março de 2019

Sustentável há 40 anos

 Um baixo, uma pianola e uma caixa de ritmos nutridos a electricidade.
 Como andar de bicicleta, nunca se esquece.

 


Orchestral Manœuvres in the Dark – Electricity
Loja de bicicletas de Mellow Johnny, Austin, Texas, 2011.

Escrito com Bic Laranja às 20:50
Verbete | comentar | comentários (6)

Av. da Praia da Vitória em construção

 Da demolição resultou a ligação da Av. Cinco de Outubro com o Saldanha. O Teatro Monumental erguer-se-ia no [segundo] lote seguinte ao segundo prédio à direita.

Colégio Normal de Lisboa, antigo Palácio Camarido, Av. da Praia da Vitória, 1945. Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.
Colégio Normal de Lisboa (antigo Palácio Camarido) e Av. da Praia da Vitória em construção, Lisboa, 1945.
Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 19:50
Verbete | comentar | comentários (4)
Terça-feira, 19 de Março de 2019

Demolição da Rua das Picoas

 Aqui brotará o Teatro Monumental. O autêntico.
 Este troço da antiga Estrada das Picoas, entre a actual Rua Eng.º Vieira da Silva e a actual Rua das Picoas, desapareceu debaixo do Teatro Monumental.
 O Colégio Normal de Lisboa situava-se no que estava dos jardins do Palácio Camarido, cujos domínios se estendiam ao Campo Pequeno no séc. XIX, antes de se rasgarem neles a Av. Ressano Garcia (ou da República) e boa parte das as avenidas novas.

Colégio Normal de Lisboa, Saldanha, 1945. Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.
Demolição do troço da Rua das Picoas ante o Colégio Normal de Lisboa (antigo Palácio Camarido), Picoas, 1945.
Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 16:37
Verbete | comentar
Segunda-feira, 18 de Março de 2019

Demolições nas Picoas (=Saldanha)

 Aqui brotará o Teatro Monumental. O autêntico. O Colégio Normal de Lisboa situava-se no que estava dos jardins do Palácio Camarido, cujos domínios se estendiam ao Campo Pequeno no séc. XIX, antes de se rasgarem neles a Av. Ressano Garcia (ou da República) e boa parte das as avenidas novas.

Colégio Normal de Lisboa, Saldanha, 1945. Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.
Demolição do Colégio Normal de Lisboa (Palácio Camarido), Picoas (=Saldanha), 1945.
Roiz, in Arquivo Fotográfico da C.M.L.

Escrito com Bic Laranja às 10:05
Verbete | comentar
Domingo, 17 de Março de 2019

Variedades… anos 80. Top of the Pops

 Nos anos 80 já não havia variedades.

 Estávamos ali a acabar de jantar…
 A dada altura ouvi dizer que as espanholas depois de certa idade começaram a ficar louras. Estávamos ali a acabar de jantar e… O cabelo da senhora está louro. Louro escuro. Golden Brown, ocorreu-me.
 E lembrou-me a cantiga, que não tem nada que ver.



Stranglers, Golden Brown.
Top of the Pops, 1982.

Escrito com Bic Laranja às 21:15
Verbete | comentar | comentários (3)
Sexta-feira, 15 de Março de 2019

Lá dizia o outro…

 Enquanto os juízes assam nas fogueiras da inquisição da violência doméstica e só os padres chispam nos fogaréus mediáticos por causa da pederastia, essoutros recreiam-se nas escolas como raposas no galinheiro.

 Bem disse alguém quando esta porcaria começou a cheirar em demasia:
 — O que eles querem é chegar aos meninos

I, 14/III/2019
(I, 14/III/19.)

Escrito com Bic Laranja às 13:57
Verbete | comentar | comentários (5)
Segunda-feira, 11 de Março de 2019

Quebra-cabeça com pregunta para queijo (*)

Quanto custaria uma passagem aérea da Beira para Lisboa em Abril de 1974? E a que horas foi a partida do voo LUM/BEW/LAD/LIS em 27 de Abril de 1974?

 

Voe TAP— Transportes Aéreos Portugueses, «Visite Moçambique», c. 1970
Voe na TAP — Transportes Aéreos Portugueses. Visite Moçambique, T.A.P., c. 1970.
Cartaz da TAP apanhado no Pinterest.


(*) Pregunta e não pergunta, justamente!...

Escrito com Bic Laranja às 21:45
Verbete | comentar | comentários (21)
Domingo, 10 de Março de 2019

Lisboa, séc. XX

 Uma imagem que pode resumir Lisboa no séc. XX: eléctrico, táxi Ponton, roupa estendida e  campanário (Santa Cruz do Castelo).
 O Renault 5 era a prosperidade contida dos 4,9 aos 100 [ou talvez ainda não; a matrícula parece-me francesa].

Lisboa, Escolas Gerais (J.-H. Manara, 1972)
Lisboa,
Escolas Gerais, 1972.
Jean-Henri Manara, in Portugal (Flickr).

(Revisto às 25 para as 2h00.)

Escrito com Bic Laranja às 12:37
Verbete | comentar

Agosto 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
13
20
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____