Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2022

Estrada de Benfica num dia à tarde

Estr. de Benfica ante o Instituto da Palhavã, Lisboa (M. Novais, c. 1959)
Estr. de Benfica ante o Instituto da Palhavã, Lisboa, c. 1959. 
Mário Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 19:14
Verbete | comentar
Terça-feira, 22 de Fevereiro de 2022

Das cavernas a Wuhan

 Há com cada uma que, f…-se!

 Não houve até agora um sapiens sapiens que achasse um remédio para a malvada doença com que a prostituída imprensa em geral e o Observidor em particular espavoriram o mundo. Sòmente uns artistas de nomeada tiraram da cartola umas injecções macacas com que inocularam milhares de milhões de cro-magnons como panaceia una e inigualável para tôdo género homo — uma «vacina» a modos de iogurte ultrapasteurizado com uma validade de para aí uns três meses. — E agora génios de altíssimo coturno descem a nós frágeis mortais das cidades e subúrbios com uma revelação antediluviana: a razão de os humanos andarem tôdos com cara de mascaralhos nesta era de Wuhan foi a lascívia luxuriante e incontrolável por achatar a curva dos homens das cavernas de há quarenta mil anos. 

Escrito com Bic Laranja às 23:17
Verbete | comentar | comentários (4)
Segunda-feira, 21 de Fevereiro de 2022

O Rossio de Lisboa à noite


Rossio à noite, Lisboa, 1937.
Horacio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 21:09
Verbete | comentar | comentários (10)
Quinta-feira, 17 de Fevereiro de 2022

B.º dos Actores

«Ruas Carlos Mardel, 102-114 e Augusto Machado, 10», B.º dos Actores, 1940. Horácio Novais, in bliotheca d' Arte da F.C.G.
Ruas Carlos Mardel, 102-114 e Augusto Machado, 10, B.º dos Actores, 1940.
Horácio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.


 Ruas Carlos Mardel, 102-114 (esq.) e Augusto Machado 10 (dir.) ao B.º dos Actores. Construções levadas a cabo entre a Primavera de 39 e o meado de 40. O n.º 10 da Rua Augusto Machado tem alvará de utilização de 22 de Junho de 40 e já se o vê aqui habitado. A data da fotografia não há-de fugir muito ao Verão de 40.
 O mais curioso para mim é o coincidente alinhamento dêste trôço da novíssima Carlos Mardel aqui com a antiga Alves Torgo ou a secular estrada de Sacavém. — A prova? — A velha casa senhorial que se vê no enfiamento da Carlos Mardel na margem esq. da fotografia em cima. Era o velho casarão fidalgo da Quinta do Bacalhau ainda de pé — nos exactos chãos do actual 116 da dita Carlos Mardel, a edificar em 41-42 — que ostentava ainda no orgulhoso portal do páteo o n.º 256 (da velha estrada de Sacavém ou da ainda não truncada Rua Alves Torgo), numa ocasião não muito distante da retratada acima, em que o olisipógrafo Eduardo Portugal ali passou a documentar-nos um pedaço do termo antigo de Lisboa prestes a ir na voragem do tempo.

Palacete (Estr. de Sacavém/R. Alves Torgo, 256), Lisboa (E. Portugal, c. 1940)
Quinta do Bacalhau à Estrada de Sacavém, Areeiro (prox.), c. 1940.
Fototipia animada de original de Eduardo Portugal, in archivo photographico da C.M.L.



 Remeto, em fim, o benévolo leitor que se interessa por estas novidades antigas a um panorama alargado do espaço e do tempo em tôrno da Quinta do Bacalhau e do chão das novíssimas casas do B.º dos Actores de 1940. A voragem, do tempo ou do progresso, fica ao seu critério.

Escrito com Bic Laranja às 19:55
Verbete | comentar | comentários (8)
Quarta-feira, 16 de Fevereiro de 2022

Ainda a Lisboa modernista

Peixeira para os lados da Estatística, Lisboa (H. Novais, post 1934)
Palácio da Estatística (lado sul), Lisboa, c. 1935.
Horácio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

 Ainda a Lisboa modernista e ainda a Av. de Ant.º José de Almeida; aqui estavam a calçá-la — a Manuel da Maia nem isso… Já havia freguêsas para varinas ambulantes…
 O Palácio da Estatística parece acabado. Foi inaugurado em Maio de 34. A moradia que ao longe fecha o horizonte entre o Palácio da Estatística e o Técnico foi construída por 1935-36 e também aqui parece acabada.
 Antes de 34 o panorama do lugar era mais ou menos…?

Escrito com Bic Laranja às 11:05
Verbete | comentar | comentários (7)
Terça-feira, 15 de Fevereiro de 2022

Lisboa modernista

Moradia J.B.F., Lisboa (H. Novais, 1930-35)


 Moradia J.B.F. à Av. de Ant.º José de Almeida, Lisboa. A mais antiga entrada do proc.º de obra n.º 42 818 na C.M.L., que respeita a esta casa, é de 24 de Julho de 1930. O requerente foi o Eng.º José Belard da Fonseca.

Moradia J.B.F., Lisboa (H. Novais, 1930-35)

 De trás (margem esq. da 2.ª fotografia) é o n.º 3-5 da Rua Ladislau Piçarra no B.º Social do Arco do Cego que se vê ainda em construção. O B.º Social do Arco do Cego concluíu-se em 1935.


Moradia J.B.F., Lisboa, 1930-1935.
Horácio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 15:36
Verbete | comentar
Segunda-feira, 14 de Fevereiro de 2022

...


Lully, Passacaglia do V acto da tragédia musicada Armida (1686).
Tenor: Cirilo Auvity. Maestro: Guilherme Christie. Orquestra de Les Arts Florissants.

 *   *   *

Passacaille d'Armide (Les Plaisirs ont choisi pour asile)

Passacaglia de Armida (Os Prazeres Escolheram como Asilo)

Les plaisirs ont choisi pour asile
ce séjour agréable et tranquille,
que ces lieux sont charmants
pour les heureux amants!
 
C'est l'amour qui retient dans ses chaînes
mille oiseaux qu'en nos bois nuit et jour on entend.
Si l'amour ne causait que des peines,
les oiseaux amoureux ne chanteraient pas tant.
 
Jeunes cœurs, tout vous est favorable,
profitez d'un bonheur peu durable.
Dans l'hiver de nos ans l'Amour ne règne plus,
les beaux jours que l'on perd sont pour jamais perdus.
Os prazeres escolheram como asilo
Êste refúgio agradável e tranqùilo,
Pois êstes são lugares encantados
Para os amantes afortunados!
 
É o amor, cujas peias agrilhoam
Mil aves de nossos bosques que noite e dia nos soam.
Se o amor não causasse que pesar
Os pássaros namorados tanto não haviam de cantar.
 
Jovens corações, tudo vos corre a favor,
Desfrutai duma felicidade fugaz.
No Inverno da vida não já reina o Amor,
Os belos dias que inda passam já só ficam para trás.
Escrito com Bic Laranja às 00:20
Verbete | comentar
Quinta-feira, 10 de Fevereiro de 2022

Memória da comissão da Quarteira que a Lisboa foi

A.N.T.T., E.P.J.S., S.F., 001-001-0008-0333C
Comissão da Quarteira (Loulé), que, a Lisboa, veio tratar dos melhoramentos de que carece aquela localidade, 25/2/1928.
A.N.T.T., Empresa Pública Jornal O Século, S.F., A.G., A.A., n.º 8 [letra C – 1.ª parte], 333C.

 

Não consegui para já identificar nenhum dos marafados  de bigode desta comissão.

Escrito com Bic Laranja às 00:02
Verbete | comentar
Sábado, 5 de Fevereiro de 2022

Amendoeiras bordejando a estrada

Estrada com amendoeiras, Algarve (A. n/ id., s.d.)
Algarve , Portugal, s.d.
A. n/ id.

Escrito com Bic Laranja às 22:03
Verbete | comentar
Sexta-feira, 4 de Fevereiro de 2022

A nova praça do Areeiro

 Não foi o bigodes que me contou, foi o motorista com quem ele fazia equipa no 55: os primeiros autocarros de dois andares em Lisboa foram o 201 e o 202 e tinham a cabina à direita. O que ele não disse foi que vieram em 1947 e que entraram a fazer as carreiras do aeroporto. Diz que os lisboetas receberam os novos altocarros de dois andares com receio e admiração.
 Vêde um deles no Areeiro.

Praça do Areeiro, Lisboa (H. Novais, c. 1950)
Autocarro n.º 201 ou 202, Praça do Areeiro, c. 1950.
Horácio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 11:47
Verbete | comentar | comentários (7)
Quinta-feira, 3 de Fevereiro de 2022

Cena de 1973 à noite

 Ei-la tal qual me lembra. Jactos luminosos irradiando do tritão a cavalo e abraçando as tágides que o guardam, as cascatas de luz como um véu diáfano sôbre as nereidas, a água rebrilhando de verde esmeralda nos tanques, o paredão da rampa com a hera a trepar, a tabacaria na esquina da Rua Actor Vale… E eu, vindos de casa da tia, pola mão da mãe por cima do muro. Tinha sempre de vir por cima do muro.

 

Fonte luminosa da Alameda D. Afonso Henriques, Lisboa (A. Pastor, 1973
Fonte monumental à noite, Alameda, 1973.
Artur Pastor, in bibliotheca d’ Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 20:08
Verbete | comentar

Já pensou nisto?

«Eva» do Natal, 1932, p. 65

Escrito com Bic Laranja às 13:22
Verbete | comentar | comentários (6)
Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2022

Os telhados da baixa Mouraria

 Vista sôbre os telhados da Mouraria antes das demolições. À direita a lanterna do transepto da igreja do Socorro. A igreja foi demolida em fins de 49. Dela para baixo identificam-se bem os dois trôços inferiores da Rua da Palma em direcção ao sino de S. Domingos.
 À esquerda topam-se o palácio e o arco do marquês de Alegrete, além do sino da Senhora da Saúde. O palácio foi demolido salvo êrro em 46. As demolições na Mouraria vinham já desde pelo menos 1939. Aqui aparece a baixa Mouraria tôda de pé.


Vista sôbre Lisboa dos telhados da baixa Mouraria até ao Tejo, Portugal, 193…
Horácio Novais, in bibliotheca d' Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 11:48
Verbete | comentar | comentários (9)

Dezembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante



Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
Fugas do meu tinteiro
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente (pub)
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____