Sexta-feira, 28 de Outubro de 2022

Guimarães a vapor

Combóio a vapor, Guimarães (est.) (R. Bridger, 1972)
Combóio a vapor, Guimarães (est. de c.-f.), 1972.
Roberto Bridger, in Base de dados de fotografia de Transportes.

Escrito com Bic Laranja às 14:58
Verbete | comentar | comentários (4)
Domingo, 23 de Outubro de 2022

A velocidade da ciência ou a vida depressa?


Del Bigtree, «A velocidade da Ciência» (excerto), in The Highwire, ep. 290, 21/X/22.

Escrito com Bic Laranja às 16:51
Verbete | comentar | comentários (2)
Sexta-feira, 14 de Outubro de 2022

O 5 no Areeiro

Caminho do Areeiro, Lisboa (H. Novais, 196…)

 


Autocarro n.º de frota 255 no terminus da carreira 5, Areeiro (Nascente), 196…
Horácio Novais, in bibliotheca d'Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 12:37
Verbete | comentar | comentários (4)
Quinta-feira, 13 de Outubro de 2022

Duas vistas do Areeiro

Caminho do Areeiro, Lisboa (H. Novais, 196…)

 

Areeiro, Lisboa (H. Novais, 196…)


Vista do Areeiro, Lisboa, 196…
Horácio Novais, in bibliotheca d'Arte da F.C.G.

Escrito com Bic Laranja às 16:23
Verbete | comentar | comentários (3)
Quarta-feira, 12 de Outubro de 2022

Da evolução para pior

 Nada me frustra mais do que regredir. Se parece que avançamos, pior. Fico arreliado. Penso sempre que se chegámos a tal ponto e está bem assim, para quê mexer? Valho-me sempre aqui da máxima da tropa: — «Está bom? Não mexe!». Os adágios de que «o óptimo é inimigo do bom» ou que «se estiver melhor, não presta» também o dizem.

 Trocou-me o fornecedor de televisão (estranho conceito para quem nasceu com TV em VHF e cresceu com ela assim e mais em UHF) a caixa 4k de televisão por uma caixinha… 4k [?!] de televisão. Nôvo contrato, ofertas disto ou daquilo (canais de filmes e séries que não me interessam nada de nada; só vejo o canal dos bebés). Como aceito a proposta só para continuar mais uns tempos na mesma como até aqui (estou bem assim), vai de agendar a troca do equipamento e — Muito bem! Sim senhores! — aceito-a, cuidando que dada a minha frugalidade de só ver um canal de TV, pior não haveria  de ficar.

 Pois, piorou!

 Uma comodidade tão simples como o comando da anterior caixa 4k comandar o aparelho de televisão além da dita caixa 4k, foi-se. Depois, a modernice que me deixaram no móvel, mais minúscula porque é assim que é o modernaço (salvos os telemóveis, que aumentaram de tamanho), é menos prática de acender e apagar manualmente; tem ela um botãnito escondido de lado, em baixo, em lugar pouco prático, ao invés do redondo botão bem bem ao alcance da ponta do dedo na face superior da caixa. — Ora, duas mariquices (salvo seja) de nada, porém práticas para mim que até sou pouco exigente, esquecidas no salto em frente do progresso e,  sem elas aqui estou eu defraudado por essa tal modernidade tão fatal como o destino.

 Pois bem, não! Isto não me serve, mas, como tornar ao que já tinha e me servia tão bem? — Uma  tortura!…

 Ligar ao fornecedor de televisão (estranho conceito para quem nasceu com TV em VHF e cresceu assim com ela e mais em UHF) é outra tortura. Ao cabo de três telefonemas lá consegui, carregando instintivamente em tantos zeros que já nem sei, furar através da redundante  inteligência artificial (dantes havia um galicismo: cassette) a qual me cerceava de chegar à fala com alguém de carne e osso. Afortunadamente calhou-me até alguém que falava… português. Do autêntico, não dêsse dos trópicos (devia estar eu com o rabinho para a Lua naquêle instante…) Porém senti-lhe o espanto — à pessoa que me atendeu — no silêncio que fez quando lhe disse que rejeitava a modernice que me acabavam de deixar no lugar do que me satisfazia muitíssimo bem e que queria de volta se fizesse favor.

 Foi compreensiva e atenciosa a pessoa. Pediu-me  que não desligasse (deve ter ido consultar a chefia com tão quezilento pedido) e cá tornou à linha alguns minutos ao depois propondo agendamento para a reposição do equipamento na primeira forma, alertando-me que nêste caso não teria a regalia do Amazom Praime (quero lá saber!)

 Ficou assim para um dia dêstes, à tarde. Fiquei sastifeito (até vêr…)

Escrito com Bic Laranja às 17:07
Verbete | comentar | comentários (2)
Domingo, 9 de Outubro de 2022

Esta m… já não leva arranjo

 Atrás de mim no super dois… dois… rapazinhos…? Um, com uma argola cravada no nariz como dantes se punha às bêstas para as prender ou não foçarem, vestia uma saia. Plissada. Fiquei sem bem saber se havia de ignorar os palhacitos do circo em que se o Mundo tornou, se havia de dizer ao de saiinha — plissada — que devia depilar as pernas. Grotesco!

 Nos anos 80 já era assim, mas era-se mais subtil. Ou estúpido, nem já sei!…

 
(Sub)Culture Club, Karma Chameleon
(1983)

Escrito com Bic Laranja às 15:23
Verbete | comentar | comentários (8)
Sexta-feira, 7 de Outubro de 2022

Deve ler só títulos estrangeiros

Destaque do Sapo, Portugal, 7/10/22

A realidade é que já vai bem lançada alienada a gèração, dita, mais bem preparada de sempre.

Escrito com Bic Laranja às 12:29
Verbete | comentar | comentários (9)
Terça-feira, 4 de Outubro de 2022

Instantes

 Na poltrona do escritório. Um cálix de Porto Vasconcellos que abri no Natal. — A rôlha já não vedava; vertia; uma garrafa de meus pais; dos alvores de 80? Se não, de 77 ainda… (de 74 não direi…)  Delicioso!
 No gira-discos Kiri Te Kanawa, Canteloube…


Kiri Te Kanawa (Baïlèro — Joseph Canteloube: Chants d' Auvergne)
Real Orquestra Filarmónica de Londres. Maestro: Carl Davis
Concerto no Teatro Barbican de Artes Cénicas,  Londres, 1989

Escrito com Bic Laranja às 15:24
Verbete | comentar | comentários (1)
Sábado, 1 de Outubro de 2022

...

João Sebastião Bach — Cantata BWV 199 «Mein Herze schwimmt im Blut»
(N.ºs 3-4 — Doch Gott Muss Mir Genädig Sein,Tief Gebückt Und Voller Reue)

Soprano: Sabine Devieilhe; Maestro: Raphaël Pichon; Orquestra Pygmalion.
Filarmonia de Paris, 2018.
© Camera Lucida

 

Escrito com Bic Laranja às 16:21
Verbete | comentar

Dezembro 2022

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante



Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
Fugas do meu tinteiro
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente (pub)
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Dezembro 2022

Novembro 2022

Outubro 2022

Setembro 2022

Agosto 2022

Julho 2022

Junho 2022

Maio 2022

Abril 2022

Março 2022

Fevereiro 2022

Janeiro 2022

Dezembro 2021

Novembro 2021

Outubro 2021

Setembro 2021

Agosto 2021

Julho 2021

Junho 2021

Maio 2021

Abril 2021

Março 2021

Fevereiro 2021

Janeiro 2021

Dezembro 2020

Novembro 2020

Outubro 2020

Setembro 2020

Agosto 2020

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____