Segunda-feira, 17 de Março de 2008

Como foi que eu nunca ouvi falar dos Tóquio Hotel?

 Deu ali no telejornal um molho de chavalas num pranto desgraçado por causa dum concerto que foi adiado. Uma tentava sublimar a desilusão dizendo que sem o Bill não era a mesma coisa; uma outra, cheia de borbulhas, dizia que o ídolo não estava bem e ela sentia-se preoc'pada co' isso.
 Quem é o Bill? Como foi que eu nunca ouvi falar dos Tóquio Hotel?!...


The Beatles - A Hard Day's Night
1964

Escrito com Bic Laranja às 21:03
Verbete | comentar
25 comentários:
De everything in its right place a 17 de Março de 2008
hoje ouvi uma conversa dessas. uma mulher, parolita, dizia que tinha ido lá com a filha. quando lhe disseram "não sei, nunca tinha ouvido sequer o nome", frase com a qual concordei, ela disse "como não?? está sempre a passar na rádio".

quanto à tuba: há que não confundir a obra prima do mestre com a prima do mestre de obras.

é que já se sabe que obras primas destes senhores só a partir do Rubber Soul. vá, do Help! e não se fala mais disso! ;)
Cumps!
De Bic Laranja a 17 de Março de 2008
Os Beatles não estão sempre na rádio e são mais conhecidos; vá lá perceber-se. Mas também tinham muita mocidade histérica atrás, daí estas imagens.
Cumpts.
De MCV a 17 de Março de 2008
Nem eu!
E agora também sei que o Bill está doente! :)
Já não acompanhamos o tempo.
Abraço
De Bic Laranja a 17 de Março de 2008
Não acompanhamos não. Tanto que nem procurei quem eram no Tubo.
Coitado do Bill. Oxalá melhore.
Cumpts.
De O Réprobo a 17 de Março de 2008
É que o tempo em que os ídolos eram Baratas não é o dos ídolos baratos. Abraço
De Bic Laranja a 17 de Março de 2008
Até a histeria era melhor. As só gritavam, o que apesar de tudo as salvava de não saberem dizer nada.
Cumpts.
De Júlia a 17 de Março de 2008
risos

estou a rir aqui com o seu post e com o comentário do Paulo. Pensei o mesmo que vós. Não sei quem é o grupo.

estamos velhos, amigos. é o que significa isso!



De Bic Laranja a 18 de Março de 2008
Velhos não. Requintados. E estes modernos são demasiado fugazes. Cumpts.
De j. a 18 de Março de 2008
é verdade, esses tokio hotel fazem milagres, aqui por estes lados houve uma explosao de inscrinçoes em alemao para poderem perceber as letras...
De Bic Laranja a 18 de Março de 2008
Também me dizem que são góticos. Tudo se conjuga, portanto: uma nova vaga de bárbaros. Godos. Cumpts.
De O jansenista a 18 de Março de 2008
Também fui apanhado de surpresa: nunca tinha ouvido falar. Pensando bem, deve tratar-se de um avatar dos Scorpions, uma outra banda alemã que só fazia sucesso em Portugal (tal como os velhos vapores de Hamburgo que em vez de irem para a sucata vinham para cacilheiros, temos sempre os braços abertos ao refugo tudesco).
De Bic Laranja a 18 de Março de 2008
É possível que se volatilizem tão depressa como apareceram. As notícias já não são os factos notáveis, são critérios pub... editoriais. Cumpts.
De Samuel de Paiva Pires a 19 de Março de 2008
Mudam-se os tempos, mudam-se os grupos idolatrados, mas a histeria continua a mesma. Pude assistir in loco, até porque a minha irmã foi assistir ao concerto, que acabaria por ser adiado.

Ainda estou para compreender como é que pais se prestam a deixar as filhas adolescentes a dormir durante 2/3 dias junto ao Pavilhão Atlântico para marcar lugar, ou porque é que miúdas dos seus vinte anos saíram de lá a chorar porque o Bill (que muitos dizem ser do sexo feminino e não um rapaz) estava doente.

No fundo, o que interessa é que agora até a minha irmã já sabe algumas coisas de alemão, apesar de me ter feito passar pela vergonha de ir comprar o bilhete à FNAC...
De Bic Laranja a 19 de Março de 2008
No meio da vacuidade não se perde tudo. Menos mal. Cumpts.
De j. a 19 de Março de 2008
acho que lhes falta o romantismo para serem goticos...

(peço desculpa pelo "inscrinçoes" em vez de inscriçoes mais acima)
De Bic Laranja a 19 de Março de 2008
A mim parece que para gótico lhes faltam alguns adornos flamejantes manuelinos. Mesmo só uns entrançados de cordas não iriam mal...
Gralhas tipográficas desculpo sempre. :)
Cumpts.
De Abelhaferrona a 19 de Março de 2008
Apesar de já não ser uma teenager, confesso que fico pasma com tanta ignorância, e ainda mais com comentários que dizem que "não sabem como há pais que deixam as filhas dormiram 2/3 noites à porta do Pavilhão Atlântico para verem a banda que gostam", valha-me algo que não compreendo. Deixam-nas andar com os "pneus" à mostra, deixam-nas vestir uns "cintos" a que chamam saias, e ficam escandalizados de elas gostarem dos Tokio Hotel ??? Durante o dia pensam que elas estão nas aulas, será??? Têm a certeza???? E se estiverem a "curtir" com um fulaninho qualquer???? E depois lá vem os testes de paternidade. Mostrem-lhes a vida, deixem-nas gostar de grupos góticos, pimbas , punks , hip hop , mas deixem-nas viver. Quem já passou por essa fase??? Todos nós, e que desejava-mos ??? ter uns pais que entendessem um pouco do que gostávamos. As pessoas crescem, os tempos mudam, os gostos também, deixem-nos escolher, se tiverem que "dar para o torto" é porque tinha que ser, se derem para o direito é porque tinha que ser, eduquem-nos, mas respeitem-nos porque eles são seres humanos, não são robots, nem pessoas criadas à vossa imagem e semelhança. Verão como é muito mais fácil eles entenderem as preocupações dos pais se eles conversarem, e até saberem quem são os Tókio Hotel, e discutirem com eles géneros musicais. Eu também sou mãe, eu também eduquei, eu também cometi erros, e por isso, apelo a que não o façam. Um abraço Abelhaferrona
De Bic Laranja a 19 de Março de 2008
Ena! Grande ferroada! :)
O que os pais deixam ou não os filhos fazer com eles. Julgo que criarem certos 'bijous' com melhores padrões de educação não faria mal. Mas enfim... É com eles.
No resto tem razão em ficar pasmada com tanta ignorância. A minha ignorância, claro; eu nunca tinha ouvido falar da tal banda; e como descreio em fenómenos noticiados como fora-de-série no circo da imprensa, confesso-lhe que dei desprezo às vedetas e nem me dei ao trabalho de as procurar no Tubo. Um luxo para quem não tem filhos adolescentes para criar.
Cumpts. e obrigado pela visita. :)
De Samuel de Paiva Pires a 20 de Março de 2008
Que grande ferroada mesmo, não sei é se certeira minha cara Abelha. Quando eu disse que não entendo como há pais que deixam as filhas dormir 2/3 noites à porta do Pavilhão Atlântico, tal deve-se a várias questões:

a) trata-se de adolescentes ou pré-adolescentes, muitas com menos de 15 anos;
b) dormir em sacos cama à beira Tejo é nesta altura passível de causar doenças;
c) convenhamos, a zona não é propriamente a mais segura para dormir ao relento, ainda por cima com raparigas em tão tenra idade;
d) como diz Vital Moreira, um pouco mais de bom senso S.F.F, é no mínimo ridículo deixar as filhas a dormir na rua, sem qualquer tipo de higiene ou segurança;

Posto isto, eu não estou nem aí para quem são os Tokyo Hotel ou se andam por aí uns milhares de adolescentes loucas com eles, inclusive a minha irmã, quero lá saber, gostos não se discutem nem são para escandalizar ninguém, até porque quando eu tinha 10 anos (há 11 anos atrás), gostava de Britney Spears, Backstreet Boys e Spice Girls, o que é bem pior em termos de gosto musical.

Eu sou apologista de que deve ser dada liberdade aos filhos, e que os pais têm de facto que se adaptar aos novos tempos e tentar compreender o que os filhos gostam. Outra coisa completamente diferente é os pais demitirem-se de responsabilidade ou permitirem aos filhos cometer irresponsabilidades, ou ainda subverter a ordem natural das coisas, especialmente quando vi na televisão afirmações do género "se os meus pais não me deixassem vir eu fugia de casa". É que para todos os efeitos, ainda que politicamente liberal, assumo-me como conservador em determinadas questões, especialmente em certos (poucos) aspectos da educação que deve ser dada aos filhos. Um abraço cara Abelha.
De Ana a 20 de Março de 2008
Para quem tem 21 anos, já tem uma mente um pouco conservadora para a idade, creio eu, ou serei que eu tenha a minha mente demasiado "infantil"?? Talvez, não o critico, nem me critico a mim, só expressei o que penso sobre como lidar com um adolescente, como afirmei, cometi erros, que hoje já não os faria, acho que dormirem 2/3 dias dentro de um saco cama, ao relento, no meio de uma multidão de miúdos e adultos não creio que venha dai o mal. Mas a educação, cada um dá como entende, eu expressei uma opinião, talvez por ter sido tão "fechada" reprimida, tornei-me revoltada, porque o que os meus pais me fizeram foi mostrar total falta de confiança em mim, e isso magoou-me muito. E depois de ser Mãe, cai no mesmo erro. Nós temos que mudar um pouco, mostrar aos jovens que acreditamos neles, até ao dia que forem desonestos com quem foi honesto para eles.
Uma ferroada com mel
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Para quem tem 21 anos, já tem uma mente um pouco conservadora para a idade, creio eu, ou serei que eu tenha a minha mente demasiado "infantil"?? Talvez, não o critico, nem me critico a mim, só expressei o que penso sobre como lidar com um adolescente, como afirmei, cometi erros, que hoje já não os faria, acho que dormirem 2/3 dias dentro de um saco cama, ao relento, no meio de uma multidão de miúdos e adultos não creio que venha dai o mal. Mas a educação, cada um dá como entende, eu expressei uma opinião, talvez por ter sido tão "fechada" reprimida, tornei-me revoltada, porque o que os meus pais me fizeram foi mostrar total falta de confiança em mim, e isso magoou-me muito. E depois de ser Mãe, cai no mesmo erro. Nós temos que mudar um pouco, mostrar aos jovens que acreditamos neles, até ao dia que forem desonestos com quem foi honesto para eles. <BR>Uma ferroada com mel <BR class=incorrect name="incorrect" <a>Abelhaferrona</A>
De Samuel de Paiva Pires a 22 de Março de 2008
Cara Ana, certamente não será a Ana que tem uma mente infantil, admito de facto ser conservador em determinados aspectos, mas na grande maioria sou até bastante liberal, até porque a educação que a minha mãe me deu é de facto de índole liberal, que se tornou ainda mais liberal com a minha irmã, como é normal, visto que a grande maioria dos pais já está calejada com o primogénito e relaxa um pouco mais com os seguintes.

Tanto comigo como com a minha irmã, sempre nos deixou seguir o nosso caminho, e devo dizer, no meu caso, da maneira mais difícil, pois saí de casa aos 17 anos e estive cerca de um ano sem falar com a minha mãe, imagine lá, porque ela não gostava da minha namorada da altura (hoje compreendo a minha parvoíce, mas foi uma boa lição para os dois).

E desde então sempre me aguentei, a trabalhar e a estudar, sempre com um grande planeamento de objectivos a médio-longo prazo, o que talvez me tenha obrigado a "envelhecer" mais depressa do que seria normal, e talvez por isso também me tenha tornado conservador em alguns aspectos, ou não seja eu um sagitariano, que se pauta pela duplicidade de posições, tão depressa revoltado contra a sociedade como logo de seguida defensor arguto da moral e dos bons costumes.

Nunca fui ao avante, nunca fui a festivais de verão, e também não tenho intenção nenhuma de ir. Acampar no meio de gente selvagem, tropeçar na "trampa" dos outros, passar dias sem um mínimo de higiene e aturar gente completamente destruída cheia de drogas e álcool não faz muito o meu género, e nisso admito que sou bastante conservador, apesar de ter amigos que vão para essas comemorações, enquanto eu prefiro ficar em casa a ler um bom livro, a ver um bom filme, ou a estudar (ainda para mais quando se gosta daquilo que se estuda, como é o caso). Embora também seja Dj de vez em quando e adore sair à noite e andar de festa em festa,e obviamente beber "bem", mas com requinte, um belo whisky, gin tónico ou cocktail, em vez da cerveja a metro (lá está a tal duplicidade).

No entanto, não tenho nada a ver com o que os outros fazem, cada qual, à boa maneira liberal, segue o seu caminho e ninguém tem o direito de se meter na vida dos outros. Agora quanto aos meus, se quiserem ir para festivais do género, estão à vontade (a partir de uma certa idade, não é com 12 ou 13 anos), embebedem-se, droguem-se, façam sexo, experimentem o que tiverem a experimentar, cada qual "contrata" aquilo que lhe aprouver, e na volta aquilo até é capaz de ser engraçado. Eu só não me vejo é a deixar uma filha minha acampar numa zona perigosa durante dias a fio. É esse o cerne da minha posição, é que eu até já fui a festas naquela zona (Expo), onde me ofereceram desde charros a cocaína, passando por ecstasy ou ácidos, para além de passar por ali muita gente de índole duvidosa que geralmente anda armada com navalhas e afins.

Por último, serei certamente liberal com os meus filhos porque também eu tenho cometido erros e aprendido à minha custa (até porque desde os 17 anos sou dono de mim próprio, e inicialmente foi estranho ter tanta liberdade e responsabilidade), mas simultaneamente conservador quanto a certos aspectos que não podem ser descurados numa educação que pretendo elevada para os meus, até porque havia de ser comigo que um filho ou filha me dissesse que fugia de casa se eu não o deixasse ir seja lá onde for. Liberdade sim, até certo ponto, porque na oikos há um chefe, e os outros estão dele(s) dependentes, portanto ou se comportam de acordo com as normas vigentes, ou se querem fazer o que lhes dá na real gana sem prestar cavaco a ninguém, revoltem-se, emancipem-se e arranjem um tecto onde se abriguem e "ala que se faz tarde". Foi o que eu fiz. Um abraço e obrigado pela ferroada mais adocicada, já agora, uma feliz Páscoa e peço desculpa por este testameno!
De Luciana a 21 de Março de 2008
Também eu nunca tinha ouvido falar de tais personagens... Nem dos milhares de jovens que os esperavam com tanta ansiedade.
Estarei eu assim tão velha, ou existirá já uma realidade paralela? :-)
De Bic Laranja a 21 de Março de 2008
Há uma realidade paralela. Cumpts.

Comentar

Julho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Julho 2020

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____