25 comentários:
De Samuel de Paiva Pires a 19 de Março de 2008
Mudam-se os tempos, mudam-se os grupos idolatrados, mas a histeria continua a mesma. Pude assistir in loco, até porque a minha irmã foi assistir ao concerto, que acabaria por ser adiado.

Ainda estou para compreender como é que pais se prestam a deixar as filhas adolescentes a dormir durante 2/3 dias junto ao Pavilhão Atlântico para marcar lugar, ou porque é que miúdas dos seus vinte anos saíram de lá a chorar porque o Bill (que muitos dizem ser do sexo feminino e não um rapaz) estava doente.

No fundo, o que interessa é que agora até a minha irmã já sabe algumas coisas de alemão, apesar de me ter feito passar pela vergonha de ir comprar o bilhete à FNAC...
De Bic Laranja a 19 de Março de 2008
No meio da vacuidade não se perde tudo. Menos mal. Cumpts.

Comentar