De Carlos Portugal a 12 de Abril de 2008
Caro Bic:

Há pouco, tive uma conversa com um familiar bem informado, que me afirmou que o actual (des)acordo ortográfico que pretende transformar a Língua de Camões numa aberração de iletrados está intimamente ligada com o ataque do desgoverno à Educação e aos Professores, assim como com a visita do gasolineiro de Boliqueime àquelas que FORAM as Terras de Vera Cruz.

Com efeito, e isto já foi verbalizado por um secretário de estado, a ideia é - para além de abastardar o ensino (convém aos novos bárbaros que a população permaneça inculta e funcionalmente analfabeta) - desmotivar os professores ao ponto de eles desistirem da profissão. As palavras da bestiaga armada em secretário foram mais ou menos estas: «há milhares de professores brasileiros desejosos dos vossos lugares, pois no Brasil estão com os vencimentos congelados há dez anos»...

É claro que isto não vem para a imprensa.

Assim, o natural de Boliqueime (a única povoação portuguesa a ser totalmente arrasada em 1755) vai ao Brasil acordar a destruição da Língua Portuguesa para facilitar a integração dos milhares de professores brasucas que virão trabalhar a preços de saldo e em condições de remadores de galés, destruir o que resta da indústria livreira portuguesa, invadir o País e as ex-colónias de África (que não assinaram o «acordo» - e muito bem) com edições brasileiras (geralmente de uma qualidade deplorável, especialmente as «traduções» que eles, simplesmente, não sabem fazer), e dar um passo de «gigante» na via da miscenização e da destruição de culturas e raças, meta bilderberguiana para que tudo seja horrendo, inculto e com sabor a «fast-food». Só assim é que conseguirão atenuar os complexos de inferioridade que têm.

Caro Amigo, por pouco menos foi um Miguel de Vasconcellos defenestrado e estralhaçado pela população no Terreiro do Paço. Estes já deixaram entrar os espanhóis, e preparam-se para nos eliminar ou desterrar (eles gostam de falar em «mobilidade») - cultural, linguística e, se calhar, fisicamente.

«Oh, quem pudesse que fartasse este meu duro génio de vinganças!»

Abraço.
De Bic Laranja a 13 de Abril de 2008
Custa-me a acreditar. É tenebroso demais para ser verdade. Parece-me uma soma de caprichos de incompetentes querendo ficar para a História.
Cumpts.
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.