8 comentários:
De Luís Bonifácio a 23 de Agosto de 2008
Eu vi!
Grande pegão.

É de homem
De Bic Laranja a 23 de Agosto de 2008
:) Cumpts.
De Luísa a 23 de Agosto de 2008
Meu caro Bic, a pega é, na tourada, o momento que não me repugna. O animal já está muito castigado, é certo, mas o confronto, apesar disso, parece minimamente equilibrado. E não pode negar-se sangue-frio ao forcado da frente.
De Bic Laranja a 24 de Agosto de 2008
Note que momento da pega são 500kg investindo contra 70, 80. Mas no fim com o grupo fechado o equilíbrio dá-se. Neste caso o tour guinou e desviou-se dos ajudas. E o Francisco Mira aguentou todos os derrotes pegado à cara, até o embate nas tábuas. Cumpts.
De MCV a 23 de Agosto de 2008
Eu ainda sou do tempo das pegas monumentais do Salvação Barreto.
Já não sei há quantos anos não assisto a uma tourada ao vivo e a cores!
Saudades.
Abraço
De Bic Laranja a 24 de Agosto de 2008
Bem recordado. Chegou a pegar na Roma antiga...
:) Cumpts.
De Luciana a 25 de Agosto de 2008
Perdoe-me a sinceridade… Nunca consegui entender os motivos – nem sequer aceitar os argumentos - dos que gostam de Touradas.
Todo o conceito e processo da chamada “festa brava” me revolta profundamente.
É meu intenso desejo que essa “festa” se torne rapidamente uma das muitas “tradições” primitivas portuguesas a constar apenas nos livros de História.

Abraço
Luciana
De Bic Laranja a 25 de Agosto de 2008
Cá fica então a sua opinião. Cumpts. :)

Comentar