Domingo, 19 de Outubro de 2008

E.N. 117, será?

 Nunca vi este lugar assim. E no entanto parece-me familiar.
 As placas dão direcções de Carnaxide a 3 km, à mão esquerda, e Benfica à mão direita a outros 3 km. A legenda da fotografia não menciona data nem local, nem há sinais à vista que indiquem a próxima povoação adiante, mas cuido que seguindo em frente se vai à Amadora.
 Ou a Queluz, que se a conjectura está certa, este cruzamento é na estrada desse nome.


Estrada de Queluz (ou E.N. 117), cruzamento com a Estrada de Alfragide, Portugal,  s.d..
Fotografia: Estúdio de Mário de Novaes (1933-1983), in
Biblioteca de Arte da F.C.G..

Escrito com Bic Laranja às 21:58
Verbete | comentar
19 comentários:
De MCV a 20 de Outubro de 2008
Conheci isto ainda muito parecido com o que aqui se vê. É a E.N. 6-2 que aqui se cruza com a 117.
Será que os dois Volkswagen bateram?
Abraço
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2008
Não. A cena foi simulada para o Automóvel Club.
Cumpts.
De MCV a 20 de Outubro de 2008
Eu estive a ver a série "Transportes Terrestres", seguindo o seu link. Calculei que houvesse ali qualquer intenção informativa, mas foi apenas mero alvitre. Então não bateram. :)
Abraço

P.S. Parece que querem tapar a vista do vértice geodésico Mama Sul, esse marco na paisagem e antiga ajuda à entrada da barra, ali quase ao lado. Mais uma dos bárbaros do costume, a ser verdade.
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2008
Não tinha a certeza que seguira a remissão, mas já devia calcular que sim. També foi essa colecção dos transportes terrestres que me interessou mais.
Devia haver uma intenção, sim. Como naquelas em que a mudança de direcção é sinalizada pela mão.
Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Outubro de 2008
O que não faltam são vértices geodésicos - há um enorme no fundo de Miraflores; deve ver-se na Lua, mais as oliveiras plantadas pelo 10º andar. Marcos destes é que são verdadeiras mamas...
E para mim uma chucha.
Cumpts.
De pedro a 20 de Outubro de 2008
Cabos de Ávila, é isso? Um pouco acima do Alegro?
Belissima foto!
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2008
É a estrada dos Cabos Ávila, sim. Quase no cabeço onde fica a Siemens. Cumpts.
De Paulo Cunha Porto a 20 de Outubro de 2008
Meu Caro Bic,
a partir da estranheza, convido-O a visitar um lugar que também nunca conheceu, embora Lhe possa soar familiarmente:
http://muitacautela.blogspot.com/
E para agradecer a lição informática dada às correntes principais em línguas bárbaras...
Abraço
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2008
Ora essa! Não há nada que agradecer.
Vamos lá então...
Cumpts.
De Margarida Pereira a 20 de Outubro de 2008
VW rule?!
... pelo menos em primeiro plano. Lá ao fuuuuuuundo não parece (será um Simca? E uma 'van' futurista? - "The truth is out there"...)
Que maravilha de espaço livre!
Até sentimos que se respira melhor!!
As arvorezinhas incipientes serão agora frondosas ou... inexistentes?
Ena..., tanto horizonte....; livre.
De Bic Laranja a 20 de Outubro de 2008
Veja só como a paisagem se tornou claustrofóbica. E não é por causa do arvoredo...
Nem os VW são a mesma coisa.
Cumpts.
De Atentti al gatti a 21 de Outubro de 2008
Esta foto fez-me recuar aos tempos em que eu, juntamente com os meus pais e irmão ía-mos, de carro, dar as nossas voltas saloias aos Domingos à tarde. E passavamos por sítios assim. Faziam-me uma impressão inexplicavel. Tudo muito pintadinho, com aspecto novo. O alcatrão muito preto. Restos de quintas e hortas abandonadas. Ruínas de moínhos de vento. Já não era rural, mas também não era urbano. E aquelas extensões enormes onde não se avistava ninguém, com pequenos lugarejos aquí e alí, até chegar á linha do horizonte, pontuada por aglomerados citadinos. Não era inóspito, mas também não era acolhedor. E o marco geodésico, que me lembrava o foguetão das aventuras do Tim-Tim. Era um mundo estranho, que não se enquadrava em nada do que eu conhecía no campo ou na cidade. Faltava algo, que nunca soube o que era. Talvez a presença humana ou a "patine" do tempo. Não sei. Tantos anos depois, nunca pensei que essa impressão ainda estivesse tão viva e despertasse só com um simples olhar para a foto.
A.v.o.
De Bic Laranja a 21 de Outubro de 2008
Parece-me que é uma boa sensação. Julgo que a consigo assimilar a viagens de Mafra para Lisboa por Sintra ou pela Carregueira, que à 117 já cheguei tarde.
Cumpts.
De Bic Laranja a 21 de Outubro de 2008
A 117 segue pela Carregueira, parece-me...
De Paulo a 21 de Outubro de 2008
Já reparam que a estrada não tem marcações, nem sinais de trânsito.
O problema já vem de longe.
De Bic Laranja a 21 de Outubro de 2008
Não havia o tráfego de hoje. Cumpts.
De Jorge Lucas a 30 de Outubro de 2008
É mesmo a EN117 É os moinhos que estão à esquerda, são os moinhos da Siemens que estão agora recuperados
De Bic Laranja a 30 de Outubro de 2008
Os moinhos recuperados é uma boa notícia.
Obrigado pela visita.
De Vasco Ferreira a 4 de Maio de 2017
A identificação da estrada e do cruzamento está feita.
Acrescento:
Ao fundo, à esquerda, sobre o morro de Carnaxide as torres das antenas da Marconi.
Se a fotografia é dos princípios dos anos 60 (logo, antes das torres do Arqº. Conceição Silva) ainda estamos em Alferragide e não em Alfragide.
Mais abaixo, à direita ainda laboraria a fábrica de cabos eléctricos "Ávila".
Desabafo:
Que a zona seja identificada actualmente como recta dos cabos "Ávila" até entendo; não percebo como chegaram a Cabos D'Ávila ou Cabos d'Ávila. Será para rimar com Costa de Caparica

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____