Domingo, 11 de Novembro de 2007

Fotógrafo de Lisboa

Companheiros de recordações:

 Só hoje tive oportunidade de ler as vossas muito gratificantes referências às minhas fotos da querida Lisboa dum passado ainda recente, mas que já se perde nas brumas da nossa saudade. Não sou fotógrafo de profissão, apesar de ter continuado, de modo intermitente a fazer fotografia, porque é sempre muito agradável reviver alguns dos momentos que escreveram a nossa vida. Como Mia Couto, posso dizer que não sou um, sou muitos. Parto foi só um, mas fui tendo minhas outras vidas, sou mulato, não de raças mas de existências e numa delas fui «fotógrafo de Lisboa».
 Bem Haja [...],
 Um abraço do

 Artur Goulart
 (8/11/2007)

Av. E.U.A., Lisboa (A.Goulart, s.d.)
Av. dos Estados Unidos da América, Lisboa, [s.d.].
Artur Goulart in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

 


Nota: há tempo fiz um verbete em virtude dum feliz comentário recebido do sr. Artur Goulart. Os comentários que os leitores lá deixaram eram-lhe em grande medida dirigidos e dei-lhe deles notícia por missiva electrónica. A resposta do sr. Artur Goulart é a que vedes acima, e vem dirigida aos companheiros de recordações que visitam este blogo.

Escrito com Bic Laranja às 12:11
Verbete | comentar
26 comentários:
De Bic Laranja a 17 de Novembro de 2007
Seja bem-vindo. Folgo em sabê-lo cá chegado de autocarro. Obrigado eu pelo seu comentário. Cumpts.
De jsequeira a 16 de Novembro de 2007
Boa noite: Como alfacinha desterrado, por muito que agradecesse nunca o faria na medida do prazer que me é proporcionado cada vez que visito este blog e revisito as memórias cada vez mais esbatidas que guardo da minha cidade. Goste-se ou não da arquitectura daquela zona, uma coisa tem que ser reconhecida: havia um equilibrio no estilo, uma harmonia não cansativa. Era, de faco uma zona que trouxe um certo ar cosmopolita à cidade e que manteve essa aura por alguns bons anos. No entanto, como até descobri este blog a "bordo" de um AEC da Carris, vou ter a ousadia de pedir que reparem num pormenor: o parque automóvel. Um espectáculo. Quem me dera ter apenas uma, umazinha, daquelas máquinas que ali estão. O carro branco que vem a circular é um Anglia Fascinante, mais conhecido por ora bolas. Fui o proprietário de um, nos Açores, nos anos 80, que, por imposição das autoridades, devido à pouca chapa que perdurava no meio da ferrugem, repousa hoje no fundo do Atlântico, a lixeira lá do sítio. Peço desculpa pelo testamento, mas as palavras são como as cerejas.
De Bic Laranja a 15 de Novembro de 2007
Carlos Freitas: Obrigado pelo seu atento comentário. O que diz está muito bem posto. // Luar: Obrigado pelas suas memórias. Dão elas mais vida à cidade. E mais cor ao blogo. // Cumpts.
De Luar a 15 de Novembro de 2007
Na altura em que falo não acho que fosse mas nós não frequentávamos o Vává de noite, apenas a minha mãe encomendava o dito cujo casco que o engraxador (agora ñ me recordo o nome) levava lá a casa.
Só por curiosidade, a foto do casório da minha mana é precisamente na casa da Av. EUA nº 101 ...
Só a mana mais velha é que quando casou saiu da casa do Areiro (das torres cor-de-rosa) por cima da cervejaria Munique. Um dia ponho lá para ver.
Beijinho da palrradora
De carlos freitas a 15 de Novembro de 2007
É um enorme prazer encontrar o autor. Reconhecer o mérito do seu trabalho ou do prazer com que teria feito fotografia. A prova provada de que a fotografia deve merecer todo o nosso carinho. Para além de arte, da fotografia enquanto arte e enquanto tal construída, existe essa outra que, sem pretender ser arte, deve ser preservada, mostrada, enquadrada, como o Bic faz. Com prazer, com saber e muito trabalho de procura. Através deste englobam-se as diversas perspectivas, a nostalgia, a saudade, a memória pessoal de cada habitante do lugar, de uma certa Lisboa que foi sendo engolida pelo tempo e se transformou numa cidade enorme. E a memória do autor, que aqui chega e deixa saber que se sente reconhecido (e comovido) por as saber apreciadas, discutidas, enquadradas. Por as suas fotos verem a luz do dia, andarem por aí pela mão de outros, que sabem que uma foto pode valer mais que mil palavras, mas não quando se encontram encaixotadas, sem legendas e sem identidade.
De Bic Laranja a 14 de Novembro de 2007
:) Cumpts.
De Scarlata a 14 de Novembro de 2007
Gostei muito da carta do senhor Goulard. Essa rua é tao reconhecivel para que é de Lisboa, nem precisa de apresentaçoes. ;)
De Bic Laranja a 14 de Novembro de 2007
Kikusui: Ora essa caro amigo. A gente vai-se vendo. Um abraço. // Dona T.: E nã precisava obras? // André Santos: Com o túnel não é possível. Nem seria aconselhável. // D. Luar: Quando estudei por ali parece-me - mas posso estar enganado -, a Vává andva um tanto mal afamada. Obrigado pela sua descrição! // Cumpts.
De Luar a 13 de Novembro de 2007
Era realmente uma zona muito bonita o Vává era muito agradável e tinha um casco de santola fantástico o dono o Sr. Petróneo e o impagável engraxador que por vezes até as meias engraxava... Havia um Supermecado do outro lado do largo e descendo as escadas dos prédios altos (q não se vê daqui, em frente ao nariz do carro branco) uma pequena mercearia que dava para o largo onde jogávamos há bola...
De André Santos a 13 de Novembro de 2007
Com aquela placa relvada seria um prazer atravessa-la. Com o tunel, hoje em dia, nem tanto... ;)

Comentar

Abril 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____