Sábado, 17 de Janeiro de 2009

O Metro, a rede de eléctricos...

... e a data da Fotografia

 A feitura do Metro (inaugurado em 29 de Dezembro de 59) levou à alteração de várias carreiras de eléctricos nos eixos periféricos de Benfica, Carnide e Lumiar. Algumas carreiras foram encurtadas para os limites da ligação ao Metro, outras foram desviadas para eixos transversais, como o 1 e o 13 que passaram a ligar Benfica e Carnide ao Chile.
 

 O segundo passo desta restruturação [de 1960] foi a desactivação da linha da Avenida da Liberdade, que tinha ficado “decapitada” com a supressão das carreiras a norte da Alexandre Herculano. Foi finalmente construída a ligação entre a Alexandre Herculano e o Conde Redondo (a linha anterior vinda do Rato entroncava na Avenida sem a atravessar; a ligação ao Conde Redondo era feita por outra linha que subia pela Barata Salgueiro) e as quatro carreiras restantes (6 e 20, entretanto em regime de ida-e-volta com dois terminais muito próximos, e as circulações de S. Bento e da Estrela) restruturadas.

Cruz-Filipe, A minha página da Carris.

 Ora se a linha da Alexandre Herculano, vinda do Rato, só passou a atravessar a Avenida com a restruturação dos eléctricos em 1960, então a fotografia da Avenida foi mal datada por mim. Na verdade baseei-me em dois aspectos para a circunstanciar entre 53 e 58: 1) a data da construção do prédio abaixo dos Restauradores, oposto ao Hotel Avenida Palace, que tenho ideia ser de 53; 2) a data do Metro, que cuidei ser 58 e afinal foi 59. O resultado foi tão grosseiro quanto eu fui descuidado.
 A linha vê-se aqui bem neste recorte que destaquei da fotografia original (fi-lo na boa fé apenas de melhor ilustrar a ideia que exponho), que é então do ano de 60 ou posterior. Olhando, porém, mais atentamente também se vêem na imagem os estandartes da Ordem de Cristo engalanando a Avenida. Pois se são eles, como suponho, por motivo das Comemorações Henriquinas, arrisco então (esta mania já não leva emenda) datar a fotografia do próprio ano de 60.


Eléctricos atravessando a Avenida na Rua Alexandre Herculano, Lisboa, 1960.
Fotografia: Estúdio de Mário de Novaes (1933-1983), in
Biblioteca de Arte da F.C.G..

Escrito com Bic Laranja às 00:04
Verbete | comentar
8 comentários:
De Paulo a 17 de Janeiro de 2009
Tenho saudades dos Eléctricos em Lisboa, mas como motociclista não gosto das linhas que ainda restam,ainda por cima sem Eléctricos.
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
Não seriam meio de transporte sustentável. Já se se chamasse metro de superfície...
Cuidado com as linhas.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 19 de Janeiro de 2009
O antecessor do tal prédio frente ao Avenida Palace terá começado a ser demolido em 1952 (Marina T. Dias, in "Lisboa Desaparecida" Quimera Ed., 1987). O actual terá começado a ser construído aí por volta de 1958 ou 59.
Outra curiosidade que a foto mostra: as "meias passadeiras" para os peões com os respectívos "pimenteiros" ao meio, extintos nos inícios de 80, por se terem tornado alvo privilégiado para os automóveis. A data da foto condiz com o modelo dos táxis, Mercedes 180D que, parece-me, é de 1960. E aquí levantam-se-me algumas dúvidas: se o "velho" DKW Auto-Union, de quem a Audi herdou as "argolas", é dos anos 50, já o "mini" e o que parece ser um Triumph (o carro branco) julgo serem de sessenta e tal. Talvez o Carlos Portugal possa esclarecer o caso. Também o local de onde foi tirada a foto suscita a minha curiosidade. Dá-me para pensar que terá sido do belo palacete onde esteve instalado o Banco Pinto & Sotto Mayor, tanto como outro já finados.
A.v.o.
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
O prédio demolido em 52 albergou era o antigo Hotel de Inglaterra. Mas a data do sucessor é tão tardia? O Mini é de 59; os Mercedes são de 53. O carro branco não sei. Será um Triumph?
O ponto do fotógrafo parece-me ao nível dos verdes da Rotunda; um 7º andar...
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 20 de Janeiro de 2009
A respeito do tal prédio, o que posso dizer com conhecimento directo, é que por alturas de 1958 estive, pela mão do meu pai, nesse local, então um terreno vazio rodeado de tapumes, a apreciar uma maqueta que, presumo eu, sería a do actual edifício. A respeito dos Mercedes datei-os com base numa miniatura que possuo e no meu conhecimento do modelo anerior -cuja maior diferença era ter a traseira em declive- dos quais ainda circulavam alguns exemplares nos inícios de 60 e que, esses sim, presumo eu serem dos anos 50. Os "minis" começaram a circular em Portugal, gradualmente, a partir de 1960. Note-se que, naquela época, por questões que essencialmente se prendiam com o nosso atraso, debilidade económica e situação periférica, as novidades automóveis (entre outras) ainda levavam algum tempo a chegar ao nosso país. Daí o haver um hiato razoável entre a saída dos primeiros modelos e a sua comercialização entre nós. Mas, confesso, não tive tempo suficiente para efectuar pesquisas, de modo a fundamentar-me em factos concretos.
De concreto mesmo só sei que a foto não foi tirada do tal palacete onde estiveram serviços do Banco Pinto & Sotto Mayor, pois este está no canto inferior direito da foto não ampliada, onde se vêm os motivos decorativos que ostentava na platibanda.
A.v.o.
De Bic Laranja a 21 de Janeiro de 2009
Grato pela informação do prédio da 1º de Dezembro.
Os Mercedes: baseei-me em.... Mas não sei quando passou a haver táxis.
Cumpts. :)
De aromas-ibericos a 19 de Janeiro de 2009
Quando olhei a fotografia pela primeira vez achei estranha a data que lhe atribuia (entre 53 e 58). A razão era simples, se o carro branco que se v~e no cruzamento é um Triumph TR4 (e julgo que sim) então é impossivel a datação estar certa. O TR4 só inicia a produção em 61, pelo que devemos estar a falar de uma datação sempre posterior a 61. Concorda?
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
Concordo. Se for mesmo um Triumph TR4.
Cumpts.

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____