8 comentários:
De Paulo a 17 de Janeiro de 2009
Tenho saudades dos Eléctricos em Lisboa, mas como motociclista não gosto das linhas que ainda restam,ainda por cima sem Eléctricos.
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
Não seriam meio de transporte sustentável. Já se se chamasse metro de superfície...
Cuidado com as linhas.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 19 de Janeiro de 2009
O antecessor do tal prédio frente ao Avenida Palace terá começado a ser demolido em 1952 (Marina T. Dias, in "Lisboa Desaparecida" Quimera Ed., 1987). O actual terá começado a ser construído aí por volta de 1958 ou 59.
Outra curiosidade que a foto mostra: as "meias passadeiras" para os peões com os respectívos "pimenteiros" ao meio, extintos nos inícios de 80, por se terem tornado alvo privilégiado para os automóveis. A data da foto condiz com o modelo dos táxis, Mercedes 180D que, parece-me, é de 1960. E aquí levantam-se-me algumas dúvidas: se o "velho" DKW Auto-Union, de quem a Audi herdou as "argolas", é dos anos 50, já o "mini" e o que parece ser um Triumph (o carro branco) julgo serem de sessenta e tal. Talvez o Carlos Portugal possa esclarecer o caso. Também o local de onde foi tirada a foto suscita a minha curiosidade. Dá-me para pensar que terá sido do belo palacete onde esteve instalado o Banco Pinto & Sotto Mayor, tanto como outro já finados.
A.v.o.
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
O prédio demolido em 52 albergou era o antigo Hotel de Inglaterra. Mas a data do sucessor é tão tardia? O Mini é de 59; os Mercedes são de 53. O carro branco não sei. Será um Triumph?
O ponto do fotógrafo parece-me ao nível dos verdes da Rotunda; um 7º andar...
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 20 de Janeiro de 2009
A respeito do tal prédio, o que posso dizer com conhecimento directo, é que por alturas de 1958 estive, pela mão do meu pai, nesse local, então um terreno vazio rodeado de tapumes, a apreciar uma maqueta que, presumo eu, sería a do actual edifício. A respeito dos Mercedes datei-os com base numa miniatura que possuo e no meu conhecimento do modelo anerior -cuja maior diferença era ter a traseira em declive- dos quais ainda circulavam alguns exemplares nos inícios de 60 e que, esses sim, presumo eu serem dos anos 50. Os "minis" começaram a circular em Portugal, gradualmente, a partir de 1960. Note-se que, naquela época, por questões que essencialmente se prendiam com o nosso atraso, debilidade económica e situação periférica, as novidades automóveis (entre outras) ainda levavam algum tempo a chegar ao nosso país. Daí o haver um hiato razoável entre a saída dos primeiros modelos e a sua comercialização entre nós. Mas, confesso, não tive tempo suficiente para efectuar pesquisas, de modo a fundamentar-me em factos concretos.
De concreto mesmo só sei que a foto não foi tirada do tal palacete onde estiveram serviços do Banco Pinto & Sotto Mayor, pois este está no canto inferior direito da foto não ampliada, onde se vêm os motivos decorativos que ostentava na platibanda.
A.v.o.
De Bic Laranja a 21 de Janeiro de 2009
Grato pela informação do prédio da 1º de Dezembro.
Os Mercedes: baseei-me em.... Mas não sei quando passou a haver táxis.
Cumpts. :)
De aromas-ibericos a 19 de Janeiro de 2009
Quando olhei a fotografia pela primeira vez achei estranha a data que lhe atribuia (entre 53 e 58). A razão era simples, se o carro branco que se v~e no cruzamento é um Triumph TR4 (e julgo que sim) então é impossivel a datação estar certa. O TR4 só inicia a produção em 61, pelo que devemos estar a falar de uma datação sempre posterior a 61. Concorda?
De Bic Laranja a 19 de Janeiro de 2009
Concordo. Se for mesmo um Triumph TR4.
Cumpts.

Comentar