Segunda-feira, 5 de Novembro de 2007

«Aqui, no Largo de Santa Bárbara...»

Sta. Bárbara, Lisboa (A.F.C.M.L. - 1898-1908)
Largo de Santa Bárbara, 7, Lisboa, [1897-1908].
Sta. Bárbara, Lisboa (A.F.C.M.L. - 1898-1908)
Largo de Santa Bárbara, 11-12, Lisboa, [1897-1908].

« Aqui, no Largo de Santa Bárbara, foram demolidos há cerca de dois anos uns casebres do lado poente, quási à esquina da Rua de Joaquim Bonifácio [actualmente Rua Jacinta Marto], e no seu lugar, com frente ao largo n.os 7 e 9, se ergue esse grande prédio urbano moderno, de que é proprietário Joaquim Antunes da Silva.»

Norberto de Araújo, Peregrinações em Lisboa, vol. IV, 1939.

Sta. Bárbara, Lisboa (A.F.C.M.L. - 1898-1908)
Largo de Santa Bárbara 27-28, Lisboa, [1897-1908].


Fotografias: Machado & Souza Arquivo Fotográfico da C.M.L..


(Revisto em 18/VII/14 e recomposto em 9/XII/17.)

Escrito com Bic Laranja às 23:53
Verbete | comentar
14 comentários:
De Bic Laranja a 11 de Novembro de 2007
Não há nada a desculpar. Cumpts.
De carlos freitas a 10 de Novembro de 2007
Caro Bic:
Deixe-me escrever apenas isto. A sabedoria dá humildade. Ou deve dar. Pelos vistos muitos de nós sabemos que assim deve ser. Embora não sejamos todos dessa cepa. Mas não considere vaidade sua ter exprimido o que sabe e aprendeu. Saber exige trabalho. Demonstrar o que aprendemos não é motivo para que alguém nos pense vaidosos.Só pode ser encarado dessa forma por quem não sabe.
Desculpe esta minha intromissão no seu espaço. Mas teria que dizer o que penso sobre este seu último seu comentário. Cumprimentos
De Bic Laranja a 10 de Novembro de 2007
Caro Carlos Freitas: Obrigado pelo seu apreço pela técnica de análise que eu (vaidosa e descuidadamente) exibi. Mas essa minha vaidade, ainda que em adenda e letra miudinha ia custando um melindre. Penitencio-me por isso, mas não me disponho a polémicas na Internete. Não acho razão para isso e cá o blogo é mero passatempo. Não tenho nenhum dos comentários por malévolo (ah! mas verdejante é um excelente adjectivo, bem humorado). Eis o remédio para o quase melindre. Rirmo-nos da confusão cá na tertúlia. E o meu caro não fica no 13 coisa nenhuma que isso é número azarado: fica mas é na correnteza, na esquina do "Portugal em Postais Antigos" com o "Rio das Maçãs". Cumpts.
De carlos freitas a 9 de Novembro de 2007
Caro Bic:
A cada um o seu comentário. O meu é o que é. Ou seja, foi o que foi, porque era no anterior.
Sem querer desmerecer os outros, não os doutos. Aos doutos. Se bem exprimo, melhor o digo. Errar é humano dizem os não picuinhas ( não, não tem assento, picuinhas não leva assento), afirmava eu que nestas coisas é fácil esconder o erro, é que poucos dão por erros daqueles. Foi o que escrevi. Ou tentei expicar. Talvez mal.
Não tenho por costume ou usança fazer comentários malévolos. Ou andar por aí a encher caixas de comentários. Passei, como é hábito. Li o seu post. Sabedor de que aquelas coisas acontecem. Houve quem não tivesse gostado.
Sendo a que segue a única. Entendi o remoque. O humor era do tipo verdejante. Ranhoso alvitrava-se. Com a seca que por aí vai, pareceu-me demasiado.
Ponderei se devia responder. Não me acho à altura do tamanho conflito. Resolvi assim.
Sendo filho de ninguém, não deixo ninguém sem resposta.
Tenho nome, não cognome, nem artificio, nem mascára. A cada um a sua. Liberdade, de bem fazer o que assim entender com ela. Embuçados há muitos. Assinei com nome. Verdadeiro. Paciência. A cada um a sua estupidez. Mas não sou nem faço caricatura. Ali apenas exprimi opinião. Com uma única certeza: sei do que se falava. Ah! E mantenho o que escrevi.
Não prejudiquei ninguém, nem o trabalho que fora feito. Entendi o seu esclarecimento não como uma critica ao trabalho de outrem. Era trabalho dedutivo o seu, bem feito. Foi isso que apreciei. Apenas reforcei que nestes assuntos, a existir falta de pontaria, só nota quem sabe. Datação é ciência ou não? Se ofendi algum datador da praça peço desculpa. A intenção estava longe.
Quanto ao humor a cada um o seu. Mas gosto de humor. Fique esclarecido. Não gosto é de revista do ex-Parque Mayer. Há quem goste. Ainda bem!
Peço desculpa,sou doutras eras. De outras fotografias. De outro humor. Fica feito e sem recados ínvios. E não será por isso que deixo de passar. Que fique entendido.
Fico no 13.
De O Exactor a 7 de Novembro de 2007
Rendo-me ao nosso JM (sendo o próprio)!
De Bic Laranja a 6 de Novembro de 2007
O comentário inicial é ambíguo; a mesma bitola ditou a medida da resposta que dei - cujo efeito se percebe aliás nas últimas perguntas formuladas. Basta lê-la para ver que repete e reforça o tom irónico inicial. Mas que parece uma história do André Brun parece. Cumpts.
De Je Maintiendrai a 6 de Novembro de 2007
Haja Deus! Sou eu sou! Viva a exegese do Réprobo! E o Caro Bic levou a sério que eu andasse a inspecionar de lupa a ranhoca dos petizes? E mais o chibante título da Engrácia de Mello? Ora, até parece uma história do André Brun...
De O Réprobo a 6 de Novembro de 2007
Arriscando-me a meter fucinheira onde chamado não sou, Caros Bic, Exactor, JM (se for ele) e demais Roda, o comentário inaugural parece-me só ter uma interpretação credível, a de caricatura de pretensos eruditos que se deixam aprisionar por detalhes, logo pelas próprias conmvicções que lhes aplicam, insurgindo-se contra os saberes verdadeiros e as visões de conjunto que não enfermam de miopia. Enfim a virtualidade crítica que um asniento poderia dirigir ao nosso Bic, numa ironia digna do Je Maintiendrai - se de facto se trata dele. Abraços a Todos
De Bic Laranja a 6 de Novembro de 2007
Anónimo respeitador ou Je Maintiendrai, conforme o caso: Pela minuciosa análise já vejo que apreciou as fotografias e percebe-se que ampliou com lupa o método do olhar atento que expus na adenda ao verbete anterior. É notório que seguir as "rotas do mulherio nortenho" o inspira nos comentários... // José Quintela Soares: Mérito do fotógrafo, que não sabemos quem foi. // Réprobo: Não tenho a certeza mas parece-me que foi quando o 'milagre' acabou que mudaram o topónimo para Jacinta Marto. // Exactor: é um comentário ambíguo. Obrigado pelas suas palavras. // Cumpts.
De Je Maintiendrai a 6 de Novembro de 2007
Diacho!! Já não há sentido de humor? Então alguma vez eu iria malsinar o nosso querido Confrade?! Farão favor de ler o 1º comentário do post abaixo; esse sim, parece sério, um verdadeiro picuínhas...

Comentar

Junho 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Junho 2020

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____