10 comentários:
De Luciana a 28 de Março de 2009
Mais uma viagem de saudade, a uma Lisboa que infelizmente não chegámos a conhecer.
O que mais aprecio nestas maravilhosas janelas do passado são os pequenos detalhes: as pessoas e os carros que passam; os postes de iluminação; o piso das ruas; as paisagens que surgem ao fundo… Tudo congelado nesta tão pequenina fracção do seu tempo, uma fracção que acabou por torná-los maravilhosamente intemporais. Tanto assim que aqui estamos, tantos anos depois… E ainda bem! :-)

Abraço

PS: não reconheço o prédio de esquina. Parece-me da década de 30, como o meu. Ainda está de pé?
De Bic Laranja a 28 de Março de 2009
Diz bem. Pormenores com outro encanto.
O prédio é de 36 e suponho que foi ampliado. Fica na esquina da Rua Castilho com a Joaquim Antº de Aguiar.
Cumpts.
De a 28 de Março de 2009
Suponho que sim, que este é o gaveto da Artilharia Um com a Joaquim António Aguiar.
De Bic Laranja a 28 de Março de 2009
Rua Castilho...
Cumpts.
De a 29 de Março de 2009
Pois é! E eu burro que nem li a legenda da fotografia...
De Bic Laranja a 29 de Março de 2009
Eu próprio questionei a legenda. A moradia mais abaixo, porém, não deixa dúvida. E ainda lá permanece. Cumpts.
De Carlota Joaquina a 29 de Março de 2009
Este é um dos prédios da minha infância e que ainda se encontra lá e bem de saúde .


Carlota Joaquina
De Bic Laranja a 29 de Março de 2009
Mas está mais crescido. Cumpts.
De Attenti al Gatti a 29 de Março de 2009
Pelo estilo (a "risca ao meio"), bem podería ter a assinatura de Cassiano Branco.
A.v.o.
De Bic Laranja a 30 de Março de 2009
Diz que sim, que tem. Cumpts.

Comentar