22 comentários:
De Bic Laranja a 26 de Dezembro de 2007
Andar calçado ainda era um luxo urbano. Nas aldeias andava-se descalço. Cumpts.
De MCA a 21 de Dezembro de 2007
Ainda me lembro desses pavilhões! Luar, Asdrubal e outros: podem ter sido atendidos pelo meu Pai, que era aí empregado de sapataria, pelos anos 50. Diz-me ele que, nessa altura, um par de sapatos de homem custava, em média, entre 160$00 e 200$00, mais de metade do que ele mesmo ganhava. Caros, portanto, em relação a hoje. Os preços não subiram na mesma proporção em todos os produtos...
De Bic Laranja a 4 de Outubro de 2007
Não sei se entendi. Donde vieram os pavilhões...? Cumpts.
De CM a 4 de Outubro de 2007
Cheguei aqui porque um amigo comprou um disco dos Hawkwind numa destas lojas e quis saber de onde tinham vindo estes pavilhões. O amigo sabe? Foi de algum mercado que ardeu?
Esses verdinhos eram uma maravilha... e com boa perna apanhavam-se em qualquer lado... bastava correr!
Nice blog - CM

www.motorheadbangersportugal.blogspot.com
De Bic Laranja a 1 de Outubro de 2007
ZM: É recíproco. E a inspiração também a apanho lá. Peço-te desculpa por andar arrediço. É da falta de tempo. Mas não desculpa tudo, bem sei. Abraço! // Obrigado sr. Montenegro. Cumpts.
De montenegro a 1 de Outubro de 2007
É espectaculo, so falta ver o velho salão lisboa. Fantastico! - Vou mandar a foto com o link, acho que ja lho dei, para um tuga que de Marvila está em Londres desde os anos 60.
De ZM a 1 de Outubro de 2007
Caro Amigo, Lembrei-me de voltar a estas coisas dos blogues. Assim, de novo escrevo e de novo leio. Mas poucos há que mais prazer me dão de ler que o rubricado pelo amigo... Tenho que confessar que, num determinado tipo de verbetes que escreve, o amigo inspira-me. Um abraço.
Seth Sacannalive
De Bic Laranja a 29 de Setembro de 2007
Partilho algum do seu pessimismo, Tron. Cumpts.
De tron a 29 de Setembro de 2007
o que era lisboa e no que se tornou
De Bic Laranja a 29 de Setembro de 2007
O amigo Simão despertou-me a curiosidade e fui ver: o 8 no tempo desta fotografia ficava-se pela Praça do Chile (cf. http://www.math.ist.utl.pt/~lcf/CCFL/php/guia.php?ano=1962.02&carreira=8 ); muito provavelmente porque havia muitos eléctricos para o Martim Moniz ( http://biclaranja.blogs.sapo.pt/arquivo/1046837.html ). Cumpts.

Comentar