9 comentários:
De E as cores? a 11 de Fevereiro de 2015 às 19:58
A fotografia não vem datada mas pelos modelos dos carros arrisco pertencer à década de 60 do século passado.O que me atormenta sempre que vejo estas fotografias é a cor dominante,ditatorial,cinzento e suas gradações,revelando a todo o mundo a espessa e pesada penumbra apenas tolerada durante a longa noite.
Ainda ninguém deu por tal,lanço já o alerta.
De Bic Laranja a 11 de Fevereiro de 2015 às 20:38
Os tom de cinza-chumbo nas fotografias é do fassismo. Òbviamente, como dizia o divinocrata Delgago. Delgado.

O postalinho deve andar pelo fim dos anos 50.

Cumpts.
De João-Afonso Machado a 12 de Fevereiro de 2015 às 11:23
Parabéns pela fotografia, Bic Laranja.
A minha vida em Lisboa é muito deste tempo pacato no trânsito.
Mas se reparar nos carros estacionados do lado direito, sem dúvida é um retrato já dos Anos 60.
A mesma conclusão tirará se reparar no estado das paredes dos prédios, já com uns anitos.
(Suponho que a fotografia seja tirada do lado oposto à Pr. de Londres. Se assim for o prédio alto ao fundo e à direita, ainda em construção, é o do cruzamento com a Av. EUA).
De Bic Laranja a 12 de Fevereiro de 2015 às 11:51
Mérito do fotógrafo.
A data indicada no archivo photographico é 1959. Parece-me certa: os Mercedes Ponton são de 1953; a carrinha cuja matrícula se lê é foi registada em 1954; os automóveis que se vêem estacionados parecem-me mais modelos anos 50, não dos anos 60.
Parece-me certa a data do achivista.
A chapa foi batida no centro da rotunda de Alvalade, voltada à Av. dos E.U.A. sim; ainda os prédios mais altos que a enformam por edificar, como se nota do Sol raiando o 1.º plano.
Cumpts.
De André Santos a 13 de Fevereiro de 2015 às 00:35
O que eu gosto dos postes de madeira, cheios de isoladores de porcelana.
O contraste é excelente.
De Bic Laranja a 13 de Fevereiro de 2015 às 18:32
Também acho que davam um certa graça aos caminhos. Postes dos telefones, coisa doutro tempo. Ele agora é mais antenas.
Cumpts.
De Joe Bernard a 15 de Fevereiro de 2015 às 11:31
Bem visto, sim senhor.
Os chamados "pau de fio"!
De João Branco a 13 de Fevereiro de 2015 às 10:47
E os pimenteiros contra os quais tantos condutores se estamparam.
De Bic Laranja a 13 de Fevereiro de 2015 às 18:28
Ainda sobravam destes ao cimo da Av. da Igreja...
Cumpts.

Comentar