14 comentários:
De MCV a 25 de Novembro de 2009
Tem uma série de livros sobre a zona que era a dele e que é a minha muito interessantes.
Abraço
De Bic Laranja a 25 de Novembro de 2009
Calculava que sim. Abraço :)
De Luciana a 25 de Novembro de 2009
Engraçada descrição da coisa… Não sou adepta de caça, mas mesmo assim achei a história muito curiosa. E imaginar a imensidão do Alentejo é sempre maravilhoso!...

E ainda bem que o Bic deu a “tradução”, senão ficava eu sem “pescar” nada! :-)

Abraço
De Bic Laranja a 25 de Novembro de 2009
Pois nestes Quadros... viaja-se no dito espaço espaço e no tempo.
As palavras, necessariamente tive que ir por elas, que também não sabia o significado. Ficou-me a sobrar ánaco, que não encontro nos meus dicionários de Português e que imagino se será algo exótico (Quechua) pela via espanhola...
Cumpts. :)
De Luciana a 26 de Novembro de 2009
No meu dicionário, da Porto Editora, diz:

substantivo masculino,
novilho de um ano; anaco; anejo;
(Do lat. annicùlu-, «de um ano»)


Será isto? :-)

Abraço
De Bic Laranja a 26 de Novembro de 2009
Também vi essa. A ser não faz muito sentido. Cumpts.
De Luciana a 26 de Novembro de 2009
Se o homem for muito grande e forte pode trazer um novilho bebé à cintura! :-)

Abraço
De Bic Laranja a 26 de Novembro de 2009
Chegou a ver as reticências numa resposta acima? Que lhe parece?
Cumpts.
De Luciana a 26 de Novembro de 2009
O que quer dizer: "se ciñen las indias"? :-)
De Bic Laranja a 26 de Novembro de 2009
Cingem, apertam em volta [da cintura]... - no que se conclui que o Castelhano é subsidiário do Português.
Fora de brincadeira, a definição certa é saia das índias do Brasil; encontrei-a agora no Dicionário Prático Ilustrado; Novo Dicionário Enciclopédico Luso-Brasileiro publicado sob a direcção de Jaime de Séguier (ed. actualizada e aumentada por José Lello e Edgar Lello), Lello & Irmão, Porto, 1976.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 25 de Novembro de 2009
Suponho que terá um significado semelhante a "levar uma grade para casa" que, na gíria dos amadores da pesca à linha, quer dízer não pescar nada.
A.v.o.
De Bic Laranja a 26 de Novembro de 2009
É uma boa expressão, essa. A que se deve?
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 26 de Novembro de 2009
Conheço-a de otiva há muitos anos. Quanto às origens, quedo-me na perfeita ignorância e nunca obtive qualquer explicação que me elucidasse. Ás vezes, estas coisas tem uma origem prosaica: por qualquer motivo alguém proferiu uma frase, que acabou por fazer escola.
A.v.o.
De Luciana a 26 de Novembro de 2009
Então se calhar eu lá tinha razão ao falar em pesca! :-)

Abraço

Comentar