De Susana Almeida a 17 de Julho de 2010
Obrigada pela partilha!
Moro exactamente neste local, num dos tais prédios "altos", hoje tão pequeninos.
Adoro descobrir Lisboa desaparecida, e conto com uma tia que viu nascer a Praça do Areeiro como a conhecemos hoje. Por ela, andamos sempre em busca deste tipo de imagens, que a leva a histórias que nos deliciam. Por nós, gostamos de mostrar ao filhos o que o tempo faz aos lugares. E às pessoas.

Um abraço.
De Susana a 17 de Julho de 2010
Já agora... talvez se possa mesmo dizer que são fotos de 1940, já que a inscrição na pedra do edifício onde moro (o 260 da Almirante Reis) diz "construído em 1940".
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.