De Attenti al Gatti a 4 de Abril de 2010
Esta história dos hidros de Cabo Ruivo tem-me dado que pensar. Pontos assentes: existiram três hidro-aviiões na doca que eu conhecía como de Cabo Ruivo mas que, actualmente, é mais nomeada como dos Olivais. Os aparelhos (Sunderland - como vim a saber mais tarde) perteceram à empresa Aquila Airwais. O nome estava esctito nos planos verticais das caudas, em letras sumidas mas perfeitamente legíveis. Isto eu ví, claramente visto, como disse Camões. Além de haver fotos que o documentam. Mas nos filmes e fotos dos Clipper dos anos 40, não aparecem as muralhas da doca, apenas mar aberto e quanto aos edifícios, nunca os conhecí. Concluo que, provávelmente, nessa época a Doca de Cabo Ruivo ainda não tinha sido construída e a gare aero-portuária situar-se-ía na margem do Tejo, mais coisa, menos coisa, no local onde, mais tarde, sería construída a doca ou talvez um pouco mais a jusante. Permanece o mistério da aero-gare. Tería sido demolida aquando da construção da doca? Não sei. Mas gostava de saber. Haverá alguém que me elucide?
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.