De André Santos a 2 de Agosto de 2010
Na decada de 90 os edificios que se encontravam neste canto já há muito que esperavam a sentença final e se encontravam totalmente emparedados. O cinema Avis estava no lote. No extremo oposto, um pouco recuado e escondido por um muro de tijolo que ocupava o espaço que devia ter sido de uma grade, existia um edificio baixo - quase um anexo estilo garagem - que me diziam ter sido uma fábrica de gelados (o paraíso de qualquer criança) e que mais tarde me disseram também produzir blocos de gelo.

Tinha em frente uma paragem do eléctrico 19, ainda com resguardo em chapa, que só desapareceu quando todo o pavimento da Rua D.Estefânea foi renovado.
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.