4 comentários:
De Carlos Portugal a 29 de Agosto de 2010
Só que, Caro Bic, tanto eu como o meu Caríssimo Amigo nos recordamos bem do Verão, por exemplo, de 2003, em que na primeira quinzena de Agosto as temperaturas andaram pelos 43 a 47ºC (com picos localizados de 50ºC), enquanto que, por este anos, apesar dos esforços onerosos (do nosso bolso) de sistemas como o HAARP, a temperatura se mantém teimosamente nos 32, 36ºC... E, que eu saiba, 2003 foi há menos de 29 anos (porquê 29?) e houve nesse período Verões com temperaturas «normais» de 40ºC, tal como nas décadas anteriores...

O que me parece, Caríssimo, é que esta gentalha da política joga com efeitos psicológicos, e com uma tentativa de induzir amnésia nas populações, fazendo crer que as últimas «afirmações» é que são verdadeiras, fazendo tabula rasa de tudo o que ocorreu antes - até das mentiras anteriores. Lembra-me de sobremaneira a gestão de «informação» da sociedade totalitária de «1984», do George Orwell, emitida pelo «Ministério da Verdade» (quando tudo queria dizer exactamente o contrário).

Pois é, esta cambada politiqueira continua com a sua «gestão da mentira», fazendo dos outros parvos. O pior é que há uma enorme massa acéfala, e portanto acrítica, que engole diariamente todas essas baboseiras, como se fossem iletrados e a palavra escrita tivesse para eles uma aura mágica... Massa acéfala essa facilmente manobrável e que constitui o lastro, o lodo em que se afunda o País.

Enfim... Resta-nos assistir ao descalabro de mentes e coisas, e pouco mais, como se fôssemos memórias para alguma geração futura menos intoxicada.

Cumprimentos.
De Bic Laranja a 29 de Agosto de 2010
Nem sei que lhe diga. Isto é tudo tão ao acaso como o tempo que vais estar amanhã. As bitolas de Julho foram de 24 anos para a secura e de 79 para o calor. No entanto esta notícia de sexta-feira termina dizendo que Julho foi o mais quente dos últimos 78 anos.
Porquê 29, 24 ou 78/79 anos? Não sei.
Olhe, parafraseando o outro, esta é a primeira vez que falo do tempo desde a última vez que falei dele.
Cumpts. :)
De Luísa a 30 de Agosto de 2010
Não me lembro onde, mas li uma brincadeira sobre os aniversários, os números redondos, sobre o facto de se comemorar o quarto de século com uma fetsa de arromba, de se ir à Igreja renovar os votos nos 25 e dos 50 anos de casado, como se fosse coisa que não precisa de ser feita todos os dias da vida a dois e por aí fora.
Assim, estes senhores acharam que deviam usar números como 29 para dar credibilidade à coisa... Ou então se usarem o valor do 30.º ano (contanto para trás no tempo) os valores já não são iguais... lá está... o "Ministério da Verdade", mencionado pelo Carlos Portugal, até aqui entra em acção!
Mas claro está que só um otário ("massa acéfala" é muito bom, mas... quando uma coisa me dá raiva, prefiro usar otário!) é que engole estas patranhas.
De Bic Laranja a 30 de Agosto de 2010
É a civilização do espectáculo. Qualquer malabarismo de circo serve.
Cumpts. :)

Comentar