Domingo, 26 de Setembro de 2010

Av. António Augusto de Aguiar, 2-12 [uma]

Av. António Augusto de Aguiar, 2, Lisboa (
Prédio(s) para demolir, Lisboa, [196...]
Artur Inácio Bastos, in Arquivo Fotográfico da C.M.L..

Av. António Augusto de Aguiar, 2-12 [duas]

Lisboa, 2010
Prédio(s) para demolir, Lisboa, [2007-10]
(c) Microsoft Corporation (imagem adaptada).

Av. António Augusto de Aguiar, 2-12 [três]

Hotel Altis Marquês (Lx Projectos, s.d.)
Hotel Altis Marquês, [s.l.], [s.d.].
Projecto de João Paciência [Deus me dê muita!...], in Lx Projectos, 20/9/2006.

Escrito com Bic Laranja às 17:35
Verbete | comentar
24 comentários:
De Daniel a 26 de Setembro de 2010 às 21:35
Isto é vergonhoso, bic, vergonhoso. Eu, aqui há uns anos sonhava em juntar dinheiro para comprar estes imóveis para deles fazer a minha casa :) porque os achava bem giros. Como ainda não fiquei rico, não fui a tempo de os salvar! Esta semana passei por lá e vi que os tinham deitado abaixo. Partiu-se o coração. Mas que porcaria de cidade é esta que deixa assim morrer a sua identidade? Do mal o menos, venha o fachadismo. Agora, para construir mais um mono envidraçado...
A sério, isto sim, mete dó.
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 22:25
Quando nos alegramos já só com a manutenção das fachada... É tremendo!
Cumpts.
De Luísa a 26 de Setembro de 2010 às 21:38
Claro... nã eiii tã bonitu... um Altes todo modernaço, assim po bem grande a imitar os prédios das grandes cidades mundiais...
Eu cá acho o o caro Bic não quer é evoluir... há lá coisa mais fashion que uma torre de vidro?!?! Um hotel é a coisa que mais se precisa em Lisboa... cá obras de renovação, hospitais, ruas decentes... isso oh!! isso nã interessaaa pra nadaaaa... :s
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 22:33
As avenidas novas são sempre cantadas como a Lisboa de Ressano Garcia, dos palacetes, dos 'boulevards' à francesa... - Que diferença faz da Expo dos Olivais ou de Massamá?
E é isto a evolução?
Cumpts.
De Luísa a 27 de Setembro de 2010 às 22:42
Nºao, caro Bic, não é evolução. É um congelamento cerebral ou uma estupidificação colectiva ou não sei o quê...
Ainda que fossem edifícios daqueles que até são muito bonitos, ams que não têm estrutura para aguentar remodelações... mas, mesmo não sendo arquitecta ou enegenheira civil, não me parece que seja o caso. É simplesmente um crime, mais uma machadada numa cidade linda como era Lisboa, mais um tiro no pé para quem vive e/ou trabalha na capital... Os responsáveis por tais barbaridades (demolição dos prédios antigos e contrução do mamarracho) deviam ser todos presos...

E uma pequena nota para um dos outros comentadores: há muitas cidades na EUropa que permitem que um prédio de linhas moderna esteja lado a lado com casas antigas, seculares, que fazem aprte da história. Mal comparando, não é porque os outros usam pechisbeque que vou deixar de usar pérolas...
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 23:03
Pérolas aqui são a porcos. Varas...
Cumpts.
De André Santos a 26 de Setembro de 2010 às 23:00
Aos anos que estavam condenados e até estranho terem-se aguentado tanto tempo de pé... e existem naquela arteria outros que seguiram e seguirão o mesmo destino. E não devem demorar, porque parece que agora é de enfiada.
Mas para ser sincero, estas demolições não me chocam. Estavam condenados há muito tempo e até desenquadrados do restante quarteirão... e isso sim, é triste. Não este acto em si, mas tudo o resto que culminou nisto.
Triste, muito triste.
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 22:38
Tiveram que demolir-se porque a envolvente (como agora se diz), de demolição em demolição, os desenquadrou. Assim é fatal. Vamos lá demolir o Aqueduto das Águas Livres porque se desenquadra do eixo Norte-Sul e da nova estação de Campolide.
Ora!...
De Luísa a 28 de Setembro de 2010 às 17:46
Não dê ideias, Bic! Ou ainda aparece aí algum otário que resolve modernizar o aspecto aqueduto...
De Bic Laranja a 28 de Setembro de 2010 às 19:12
:) Cumpts.
De [s.n.] a 27 de Setembro de 2010 às 01:12
Dois duplos crimes contra o nosso património. Um, ao demolir duas moradias de valor, não por serem muito antigas mas por serem bonitas, de linhas perfeitas, sólidas e construídas com materiais nobres. Outro, um crime arquitectónico e urbanístico que, contràriamente às moradias demolidas, é não só um prédio de linhas(?) tremendamente inestéticas como o seu material de construção é feio, vulgar e barato. Um completo horror. Na forma e no estilo. Mas não há ninguém no nosso país, independente mas com poder suficiente, que ponha cobro a estes permanentes atentados contra o nosso património arquitectónico?! Certos presidentes de câmara e certos arquitectos - uns, por permitirem a demolição de moradias, palacetes e prédios que tanta beleza e grandeza conferiam à cidade de Lisboa, mereciam ser expulsos do lugar que ocupam por indecente e má figura e outros, proibidos de elaborar projectos urbanísticos senão mesmo expulsos da Ordem para sempre. Essa Avenida, além de muitas outras, estava cheia de belas moradias e palacetes entretanto desaparecidos, salvo um, creio eu e mesmo este, o Palácio Sotto Mayor, está cada vez mais desfigurado em relação ao que era devido aos inaceitáveis acrescentos de um lado e doutro e por detrás. Deus nos acuda desta ignóbil gente, pois só Ele nos pode valer.
Maria
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 22:47
Com poder só vejo cavalgaduras... Note que um pouco mais acima, no caminho das Picoas, há um quarteirão de três belos edifícios de rendimento do princípio do séc. XX completamete em ruínas - já aqui falei disso. Deve a senhora recordar-se o que fez o esclarecido presidente da Câmara para os requalificar?!...
Isto só à bengalada.
Cumpts.
De Ricardo Moreira a 27 de Setembro de 2010 às 09:49
Depois de ver os "bonecos" e de ler estes comentários fiquei com uma dúvida: aquele senhor que tinha a mania de mandar embargar as obras de toda a gente, agora faz o quê?
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 22:50
O que sempre foi. Uma cavalgadura.
Cumpts.
De Carlos Portugal a 27 de Setembro de 2010 às 11:13
Pois é, Caro Bic, estão a trazer a Amadora para Lisboa... Ou seja, continuam com a sanha destruidora de tudo quanto era harmonioso e característico da alma de uma cidade que já foi belíssima, e que agora se parece com um qualquer subúrbio inculto e horrendo de uma qualquer cidade sem história ou harmonia.

Pensam que o «progresso» é esta barbárie.

Mais um atentado à cidade, e a todos nós.

Cumprimentos.
De Bic Laranja a 27 de Setembro de 2010 às 23:00
Não há o mínimo gosto, a mínima noção de tempo história, de património, de identidade, de legado. Nada! Estas carraças que só sabem especular e embolsar dinheiro fácil apenas o praticam por egoísmo. Engrossam conta bancária por avidez pessoal, não para deixar aos filhos. - Estes nem precisam; hão-de mamar por igual no futuro.
E a teta que não há meio de secar...
Cumpts.
De FD a 27 de Setembro de 2010 às 23:55
Antigamente mal ou bem estávamos de rabo preso por uns motivos, o problema é que passamos a crescer socialmente e profissionalmente com o rabo preso a outras coisas. Mesmo que tudo isso que se disse até agora pareça correcto, certo e irrefutável , as pessoas com posições de relevo (que até podem saber disso), nestas questões têm o rabo preso a outras que não querem saber disso para nada. Infelizmente é assim que aqui em Portugal se vive, toma lá disto, recebe agora daquilo.
De Bic Laranja a 28 de Setembro de 2010 às 19:17
Pessoalmente não sei nada de rabos, presos ou à solta. Mas dessas pessoas de relevo que diz é bem possível...
Cumpts.
De André Santos a 28 de Setembro de 2010 às 22:32
De demolição em demolição passou (pelo menos) um quarto de século - porque desde a dácada de 60 que ninguém é meigo com as Avenidas Novas - e ficou-se reduzido ao que se viu e que se deixou de ver na semana passada.
Mas viu-se, durante muitos anos. Era previsivel.
Se choca? Não, choca mais o discurso de que "ninguém tem vergonha" e que "não há quem ponha cobro a isto", por já se ouvir há decadas sem que se tenha visto um acto para tentar inverter a tendência. Por isso o "actual" panorama das Avenidas Novas é o panorama que achamos que Lisboa merece, só pode ser esta a Lisboa que queremos, porque se não for há muito que não andamos a fazer o que deviamos.
De Bic Laranja a 28 de Setembro de 2010 às 22:53
Choca exactamente o que diz: andarmos há décadas a reclamar que assim é uma desgraça.
Quanto aos actos que se vêem e deixam de ver a imprensa é sempre muito parcimoniosa e a memória é curta. A Laura Alves, que Deus tem, se a não tirassem á força quase lhe caía o Monumental em cima.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 30 de Setembro de 2010 às 00:58
Más novas! Já não passo pelo local há algum tempo e, por isso, desconhecía o facto. Ainda por cima eu, sei lá porquê, engraçava com aquelas casas. Várias vezes, em tempos de maior vagar, tetei imaginar como sería viver alí nos tempos áureos. Agora já não há imaginação que valha. Suponho que em breve, será a vez de ir também o outro prédio antigo, situado mais acima, junto à maternidade. Nem um bombardeamento faria melhor trabalho a descaracterizar Lisboa.
A.v.o.
De Bic Laranja a 1 de Outubro de 2010 às 19:30
Imaginar é sempre possível. Mas que custa tudo ir abaixo, custa. Um bombardeamento talvez desse para reconstruir como estava. Olhe essas cidades da Europa.
Cumpts.
De Luar a 1 de Outubro de 2010 às 09:08
Já não passava por ali fazia anos, no outro dia até apanhei um susto.... que coisa tão feia!!!
E o da esquina em frente deve ir pelo mesmo caminho!
Agora, desde que fiquei desempregada vejo muita televisão, pois não consigo estar muito tempo no pc , e até me apetece "arrancar os cabelos" quando vejo programas sobre a nossa vizinha Espanha, França, a Inglaterra para não falar dos países do Leste que mantêm e restauram os seus edifícios antigos...
Nós é um destruir de Património, ou então recuperam e lá no alto colocam ferro e vidro (roubam anjos.. lolll ), Lisboa vai perdendo toda a sua beleza arquitectónica e nós tínhamos prédios lindos....
Podiam construir os mastronços todos no mesmo local, assim estragavam só um sítio.
De Bic Laranja a 1 de Outubro de 2010 às 19:34
Devemos ser novos ricos (excepto os que roubam anjos que são mais novo-ricos ainda) para esbanjar tanto património de valor e bom gosto.
Tem razão sobre os europeus, mas que quere? Estes que nos calham para copiar servem...
Cumpts.

Comentar

Abril 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
18
19
20
22
23
25
26
27
28
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Caminhos de Ferro Vale Fumaça
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Ultramar

arquivo

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

RSS

____