Sábado, 27 de Novembro de 2010

Aeroporto da Portela. Postal ilustrado sem data

Aeroporto da Portela. Postal ilustrado c. 1960


 Post
1960. Um dos aviões estacionado é um Boeing 707 da TWA. - Cuido que só começou a voar com 707 para a Portela já nos anos 60.
 Na imagem a aerogare original já ampliada (todo o corpo do edifício a N da torre); os hangares 1, 2 (com um Super Constellation meio dentro), 3 e 4; os parques das partidas e das chegadas (mais recuado); o palácio Benagazil (à esquerda dum estranho campo circular); através dos campos a velha estrada de Sacavém (na diagonal) e mais abaixo a Av. Cidade do Porto, ambas a desembocar lá muito ao longe na extinta rotunda da Encarnação.
 E claro, os bombeiros e o bairro da Encarnação mais a Avenida de Entre Aeroportos (Av. de Berlim).
 Postal ilustrado sem data nem menção de autor, publicado pela Sr.ª Dona T. nos Dias que Voam.

Escrito com Bic Laranja às 23:43
Verbete | comentar
26 comentários:
De [s.n.] a 28 de Novembro de 2010
Tenho ideia - mas não mais do que isso - de que esse estranho campo circular era usado (anos mais tarde, pelo menos) por aeromodelistas, para a prática do chamado "voo circular". Ainda tive uma muito breve passagem por essa actividade, nos longínquos tempos do ciclo preparatório, na Francisco Arruda (ainda pela Mocidade Portuguesa) e será dessa época, a memória difusa de tal uso desse campo circular.

Talvez alguém o possa por aqui confirmar.

Saudações,
Costa
De Bic Laranja a 28 de Novembro de 2010
Talvez sim. O que diz tem sentido.
Cumpts.
De cb a 29 de Novembro de 2010
Confirmo eu, que se trata de uma pista de aeromodelismo (voo circular), não que o tenha praticado ou da matéria seja conhecedor, mas simplesmente porque fui lá várias vezes ver os aviões a evoluir (anos 60), levado pela mão do meu Pai.
Cumprimentos
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
Grato pela achega.
Cumpts.
De MCV a 29 de Novembro de 2010
Há uma dúvida que me persegue:
Nesta época, havia um edifício dito da Direcção Geral da Aeronáutica Civil que estava integrado no complexo do Aeroporto de Lisboa.
Lembro-me de lá ir, muito pequeno, ver uma exposição.
Não consigo, porém, identificá-lo em imagens da época.
A ideia que tenho é que a arquitectura era conforme à da aerogare.
Abraço
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
Os edifícios do aeroporto têm levado muita volta, mas até a aerogare do postal se distingue ainda do ar. Já viu no http://www.bing.com/maps/ ?
Caso lhe ache resposta prontamente lha direi.
Cumpts.
De MCV a 3 de Dezembro de 2010
Pois têm.
O edifício em causa não seria muito longe da "pista circular" que tão bem se distingue.
Não era de grandes dimensões, tanto quanto me recordo.
Mas não se vê nada nesta foto que me esclareça a dúvida.
Nas vistas aéreas actuais, lá estão nessa zona as instalações do actual INAC, dela herdeiro.
Mas não vejo vestígios do edifício primevo.
Abraço
De Bic Laranja a 4 de Dezembro de 2010
A D.G.A.C. era no ed. 6. O I.N.A.C. é hoje no ed. 8. O ed. 6 é, parece-me, o comprido a N do palácio Benagazil.
Cumpts.
De MCV a 4 de Dezembro de 2010
Na altura desta foto?
Pois é desta altura, mais coisa menos coisa, a minha recordação. E retenho a ideia de um edifício muito mais pequeno.
Abraço
De Bic Laranja a 4 de Dezembro de 2010
Não lhe sei dizer.
Talvez o meu amigo Fernando C. nos possa dizer. Deixe-me apanhá-lo.
Cumpts.
De Pedro a 29 de Novembro de 2010
Na 2ª metade dos anos 80 pratiquei aeromodelismo de voo circular na referida pista. A entrada era feita na pequena estrada que dava acesso à Piscina (tanque de 12 metrso) do Clube TAP, onde também nadei uns anos.
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
Mais uma confirmação e uma baliza temporal. Obrigado!
De Attenti al Gatti a 29 de Novembro de 2010
Pois eu, ainda longe dos tempos de aeromodelismo juvenil subia, pela mão do meu pai, as escadas que existiam junto ao edifício da Torre e plantáva-mo-nos no gradeamento que situava na linha escura, entre o primeiro avião e o parque de estacionamento e, dalí, apreciavamos o deslizar dos aparelhos a fazerem-se à pista. Isto tinha os seus riscos. Acontecía,às vezes, virarem a cauda para nós e acelerarem, do que resultavam uma enorme deslocação de ar quente e pontos vermelhos na pele.
A.v.o.
De Costa a 30 de Novembro de 2010
Isso, meu caro, e um cheiro intenso a querosene (ou como lhe quiserem chamar). Que vinha com esse ar quente e que incomodava toda a gente. Mas deixava este miúdo, fascinado por aviões, à beira do paraíso.

Saudações,
Costa
De cb a 30 de Novembro de 2010
Já que os meus caros estão recordando idas ao aeroporto, que eram sem dúvida um dos programas dominicais do meu tempo de miúdo, algum se recorda de ter ido ver lá abaixo às docas, os hidroaviões que faziam a carreira da Madeira ?
Julgo que a companhia aérea era britanica e se chamava Aquila (nome aproximado e aportuguesado)
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
:) Cumpts.
De Attenti al Gatti a 30 de Novembro de 2010
Confirmo. Eram três. Dois juntos na rampa de acesso à água e outro isolado sobre a muralha e um pouco mais distante. E, de facto, a companha era a Aquila Airwais, conforme estava pintado no plano vertical da cauda. O último, um dos que estavam sobre a rampa) foi desmontado à marretada (em lugar de ir para um museu)pouco antes da Expo98.Há fotos deles no Arquivo Fotográfico da C.M.L., acessíveis via Net.
Foram os últimos testemunhos dos tempos áureos do antigo Aeroporto Marítimo de Cabo Ruivo.
A.v.o.
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
Uma pesquisa aqui (passe a imodéstia) por Cabo Ruivo dá alguma coisa sobre os hidroaviões.
Infelizmente o blogo dedicado aos 'clippers' da Pan-Am acha-se reservado. Mas é tentar a 'cache' do Google.
Cumpts.
De Costa a 1 de Dezembro de 2010
Daí a Avenida de Entre Aeroportos. Daí, creio poder afirmar, a existência, em tempos, de uma "área de servidão aeronáutica", Olivais dentro e que teria permitido a expansão do aeroporto de Lisboa. Não fosse a rendição incondicional à "pato-bravice" (e mais do que os culpar, aos patos bravos, culpo quem dotado do poder de fiscalizar, disciplinar, assegurar a prevalência de um módico de bom senso, deixou que tudo acontecesse como aconteceu).

Dos velhos hidroaviões, fica novamente uma recordação de infância: de os ver, em terra, decaíndo lentamente, apodrecendo, depois do desaparecimento de um deles, em voo para a Madeira, e do fim das suas operações. Da sua sorte final já se escreveu acima: demolição.

Como tudo o que é antigo, neste país - tudo ou quase - não é memória, raiz , fundamento, história. É velho, é entrave, é retrógado. É obstáculo à modernidade. Abata-se.

Muito em linha, por estes tempos, com os "automóveis eléctricos e as energias renováveis", ignorando-se tudo o resto que cai (coisas e gente), literalmente, à nossa volta. Vícios antigos...

Saudações,
Costa
De Bic Laranja a 1 de Dezembro de 2010
Subscrevo o seu lamento. Uma pena! Cumpts.
De JT a 3 de Dezembro de 2010
Os edifícios no canto superior esquerdo, são as instalações do RALIS?
De Bic Laranja a 4 de Dezembro de 2010
Sim. Cumpts.
De JT a 14 de Dezembro de 2010
A imagem será anterior a inícios dos anos 70, quando os prédios da urbanização da Portela de Sacavém começaram a surgir perto do RALIS.
Já agora, o que me sabe dizer sobre a rotunda da Encarnação que refere no post?
Cumprimentos.
De Bic Laranja a 15 de Dezembro de 2010
Aprendi-lhe o nome nas bandeiras dos autocarros - sempre como destino ignorado porque nunca vi carreira em circulação que tivesse tal destino. Apenas lhe deduzi o pouso por esta imagem. Não é do meu tempo.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 4 de Dezembro de 2010
À data da foto, chamava-se Regimento de Artilharia nº1 (RAL1).
A.v.o.
De Bic Laranja a 4 de Dezembro de 2010
Já me tinha perguntado sobre isso. Obrigado!

Comentar

Maio 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
21
23
25
26
27
29
30

Visitante


Contador

Selo de garantia

pesquisar

Ligações

Adamastor (O)
Apartado 53
Arquivo Digital 7cv
Bic Cristal
Blog[o] de Cheiros
Carmo e a Trindade (O)
Chove
Cidade Surpreendente (A)
Corta-Fitas(pub)
Delito de Opinião
Dragoscópio
Eléctricos
Espectador Portuguez (O)
Estado Sentido
Eternas Saudades do Futuro
Fadocravo
Firefox contra o Acordo Ortográfico
H Gasolim Ultramarino
Ilustração Portuguesa
Lisboa
Lisboa de Antigamente
Lisboa Desaparecida
Menina Marota
Mercado de Bem-Fica
Meu Bazar de Ideias
Paixão por Lisboa
Pena e Espada(pub)
Perspectivas(pub)
Pombalinho
Porta da Loja
Porto e não só (Do)
Portugal em Postais Antigos(pub)
Retalhos de Bem-Fica
Restos de Colecção
Rio das Maçãs(pub)
Ruas de Lisboa com Alguma História
Ruinarte(pub)
Santa Nostalgia
Terra das Vacas (Na)
Tradicionalista (O)
Ultramar

arquivo

Maio 2020

Abril 2020

Março 2020

Fevereiro 2020

Janeiro 2020

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Setembro 2019

Agosto 2019

Julho 2019

Junho 2019

Maio 2019

Abril 2019

Março 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Dezembro 2018

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Maio 2017

Abril 2017

Março 2017

Fevereiro 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Novembro 2016

Outubro 2016

Setembro 2016

Agosto 2016

Julho 2016

Junho 2016

Maio 2016

Abril 2016

Março 2016

Fevereiro 2016

Janeiro 2016

Dezembro 2015

Novembro 2015

Outubro 2015

Setembro 2015

Agosto 2015

Julho 2015

Junho 2015

Maio 2015

Abril 2015

Março 2015

Fevereiro 2015

Janeiro 2015

Dezembro 2014

Novembro 2014

Outubro 2014

Setembro 2014

Agosto 2014

Julho 2014

Junho 2014

Maio 2014

Abril 2014

Março 2014

Fevereiro 2014

Janeiro 2014

Dezembro 2013

Novembro 2013

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

____