8 comentários:
De Carlos Portugal a 28 de Dezembro de 2010
Pois é, Caro Bic, se calhar, para «eles», Vigo situar-se-ia algures ao pé de Vilnius, ou outro lugar nos Estados Báltico dos noticiários actuais... Para essa gente a «cultura» é apenas a dos «media», ou seja, a da barbárie vigente...

Só me entristece é que tal pergaminho esteja nos Estados Unidos, e ainda por cima nas mãos dos Morgan, os mais tristemente famosos dos «Robber Barons», promotores dos «crashes» económicos de 1929 e actual, construtores do Clube Bilderberg, fomentadores do FMI, do Banco Mundial, da UE, do Nafta, e de outras tantas enormidades que têm espalhado miséria, guerras e instabilidade em todo o planeta (sim, porque até a URSS de Estaline foi financiada por eles, desde 1921)...

Enfim...

Cumprimentos.
De Bic Laranja a 28 de Dezembro de 2010
É tudo uma tristeza, afinal.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 28 de Dezembro de 2010
Terá sido patrocionado pela conhecida marca de material fotográfico?
A.v.o.
De Bic Laranja a 28 de Dezembro de 2010
Quere parecer que sim.
Cumpts.
De Luísa a 30 de Dezembro de 2010
Ainda a semana passada falei deste trovador. A minha mãe estranhou a forma como eu pronunciei o nome. Para ela seria Kodaks, mas ela só fez a sexta classe há muuuuuito tempo.
Espanta-me (e irrita-me) como hoje em dia não há brio no mundo jornalístico (e não era um pseudo-jornalista a fazer reportagem numa fila de espera para um "casting" das novelas com frutas).
Até porque o nome deste trovador até ganha uma certa graça por ser como é.
De Bic Laranja a 30 de Dezembro de 2010
Na verdade nem foi o apelido que mais irritação me causou; foi o barbaresco ingrazéu Mártin.
O apelido é obscuro e aparece-nos com as variantes 'Codax' e 'Codaz', o que indicia ser palavra aguda.
Cumpts.
De Luísa a 30 de Dezembro de 2010
É a praga do milénio, a mistura do inglês com o português. Confesso que não sou purista, uso no meu dia-a-dia muitas palavras inglesas (normalmente da área vocabular das novas tecnologias e do mundo televisivo). Mas detesto quando "aportuguesam" ou "inglesam" as palavras, é que às vezes não se percebe o que querem dizer... E qaudno se fala em nomes... pior!
De Bic Laranja a 31 de Dezembro de 2010
Nem sei que lhe diga. - É este um crioulo do 'amaricano' que nos vai roendo...
Cumpts.

Comentar