8 comentários:
De Z a 14 de Fevereiro de 2011
Agora mesmo, num artigo do Público, encontrei a palavra «datado», em vez de «desactualizado». O que merecemos? Uma nação que destrói a própria língua? Sim, o que merecemos?
De Bic Laranja a 14 de Fevereiro de 2011
Leu no mesmo Público o artigo do eurodeputado Ribeiro e Castro? A Europa quer registos de patentes apenas em francês, inglês, e alemão. As outra línguas não existem. Dessa espécie de gente do governo não se espera nada, pois que até já entregaram o Português ao Brasil....
Cumpts.
De Zephyrus a 14 de Fevereiro de 2011
«Camionista para para descançar numa área de serviço da A23, olha para três jovens e acaba morto à facada.»

Fonte:http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1783541

«Descançar»...

Ainda se queixam do desemprego; muitos, até o merecem.
De Bic Laranja a 14 de Fevereiro de 2011
No descanço já emendaram a mão (mas deixaram vestígios).
Já no "... para para descansar" foi o aborto gráfico que deu a facada . Ah! Grande Maláca!
Cumpts.
De tron a 15 de Fevereiro de 2011
o aborto ortográfico baptizado pelo Primeiro Engenheiro desta república corrupta de que cujo mestre de Eça de Queiroz, o grande Ramalho Ortigão chamou regime de percevejos, quer que todos nós sejamos utilizadores, e com o urso do apresentador Malato, que se esequece que foi um palhaço na rádio no programa Homem que Mordeu o Cão, se arma em bom ao falar com o aborto ortográfico e altera a acentuação das palavras tornado-as mais estúpidas que os concorrentes do concurso que apresenta...enfim Portugal que temos
De Bic Laranja a 15 de Fevereiro de 2011
Enfim!...
Cumpts.
De Marquesa de Carabás a 23 de Fevereiro de 2011
Já vi que neste blogue estão muito atentos. Eu consegui dar pelos egítios, egícios, o que queiram...mas agora que estou a programar uma viagem à Húngria confesso que estou receosa...se souberem do desaparecimento do H digam s.f.f. que eu cancelo tudo.
Grata
De Bic Laranja a 23 de Fevereiro de 2011
Não a aconselho a ir à Húngria nem à Cingapura nem ao Irã. Ninguém daqui lá vai nem se sabe o que lá há.
Cumpts.

Comentar