14 comentários:
De Luísa a 27 de Abril de 2011
Uma ideia de génio, não? A minha história mais jeitosa com esses belos cartões foi nos barcos para o Barreiro. A máquina não aceitava o cartão (que estava válido e não tinha qualquer bilhete dentro) e eu tinha que esperar que a bilheteira abrisse. A bilheteira abria às 8h15 e a essa hora eu devia estar na escola a estagiar...
Por causa disso comecei a ter quatro ou cinco cartões na carteira. Tinha que escrever em cada um em qual transporte me podia servir deles...

No entanto, o seu texto tem uma coisa boa. A imagem a ilustrar. É engraçado ir conhecendo uma cidade que já lá vai...

Saudações
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
Pois nem assim essas empresas de transporte dão lucro, veja bem.
A imagem vale bem mais que o texto, sim; dá mais realce à intrujice dos dias que vivemos.
Cumpts.
De Funes, el memorioso a 27 de Abril de 2011
O problema é que o meu amigo é um amante da língua portuguesa. Caso contrário, tinha resolvido todos os problemas adquirindo o cartão "zapping" que dá para a Carris e para o Metro. Não me pergunte se o cartão "zapping" tem prazo de validade superior a um ano, porque só estou em Lisboa há seis meses.
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
Grato pelo conselho, mas a sua sugestão enferma dessa maravilha que é a caducidade. Além de ser, como o outro, condição prévia necessária para comprar um simples bilhete de autocarro. Que dirão os contitucionalistras ou a a brasileira DECO disto?
Cumpts.
De Carlos Portugal a 27 de Abril de 2011
Caro Bic:
Mais uma excelente fotografia a ilustrar uma saudosíssima época bem mais honesta e luminosa (a «longa noite» é a desta «democracia» bananóide e extorsionista), em que os serviços públicos eram para servir o público e não para se servirem dele, como acontece por todo o lado nesta cleptocracia ignóbil institucionalizada por decreto...

Cumprimentos.
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
Valha-nos a fotografia que o resto não leva emenda.
Cumpts.
De cabocarvoeiro a 27 de Abril de 2011
Burocracia made in Portugal, quando os burros estão no poder fazem tudo para que os cavalos andem devagar, é o mundo virado de pernas para o ar os burros a tratarem os cavalos de burros.
Talvez a maneira como somos tratados tenha mais semelhança com as ovelhas, da lã , leite, depois de morto carne, e até é possível com os ossos se façam botões
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
Tem parecenças tem.
Cumpts.
De montenegro a 27 de Abril de 2011
Não há duvida...é culpa do Sócrates
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
Se lhe parece.
Cumpts.
De CapCréus a 27 de Abril de 2011
Também o "zapping" tem prazo de validade de 1 ano.
Não dão lucro devido às enormes receitas utilizadas em proveito próprio das administrações e ao sabor do vento. Que por um acaso sopra sempre a favor dos mesmos.
Adoro a foto.
É continuar!
De Bic Laranja a 27 de Abril de 2011
No que merece a pena, mérito do fotógrafo. O resto é esquecer.
Cumpts.
De Attenti al Gatti a 29 de Abril de 2011
Vade Metro, Satanás!
A.v.o.
De Bic Laranja a 30 de Abril de 2011
Só se comprar o cartão que dá direito a comprar bilhete.
Cumpts.

Comentar