De Paulo Cunha Porto a 22 de Maio de 2011
Meu Caro Bic,
como o amarelo do sorriso e o verde da Esperança SUBLINHAM, o articulista tem, à Marco Paulo, dois amores que em nada são iguais. O prontuário antigo e o novíssimo. Que ele misture os dois é a inclusivíssima postura anti-segregação do regime a que somos sujeitos e acabará por emagrecer tanto a dignidade ancestral do idioma, ao ponto de ele fazer o mesmo que o cavalo do galego.

Abraço
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.