8 comentários:
De Paulo Cunha Porto a 22 de Maio de 2011
Meu Caro Bic,
como o amarelo do sorriso e o verde da Esperança SUBLINHAM, o articulista tem, à Marco Paulo, dois amores que em nada são iguais. O prontuário antigo e o novíssimo. Que ele misture os dois é a inclusivíssima postura anti-segregação do regime a que somos sujeitos e acabará por emagrecer tanto a dignidade ancestral do idioma, ao ponto de ele fazer o mesmo que o cavalo do galego.

Abraço
De Bic Laranja a 22 de Maio de 2011
Com pilecas assim ainda acabo eu por me tornar galego.
Cumpts.

Comentar