De carlos a 6 de Outubro de 2007
Pois é, querido Bic. Ainda não tinha lido esta história e foi como se estivesse na minha janela do 64, primeiro andar, a ver aquilo tudo. Narrativa perfeita, estimado Bic. Recordo perfeitamente o «puto» pela sua rapidez, elasticidade e agilidade que faziam dele um homenzinho de borracha. Quando caía logo se levantava, sem um choro, sempre com um sorriso a enfeitar-lhe a face miúda. Grande puto! O Beto, vi-o perfeitamente descrito. O amigo chamou-lhe manhoso e eu acrescento um palavrão que entenderá: fussão ou foção, como chamávamos àqueles que queriam a bola só para eles. Do Rui também me lembro com saudade.
Grande estória a do puto.
Com amizade, Carlos
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.